Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

98 records were found.

Através das Unidades Experimentais de Ensino, principal estratégia de investigação, os conceitos de sucesso pedagógico e eficácia passaram de uma mera definição das características do bom professor, que estariam associadas a um bom ensino, para as variáveis e factores a favorecer para se conseguir ser eficaz e garantir que os alunos aprendam as actividades físicas.
N.º especial temático sobre Motricidade Infantil
Com o presente artigo pretende dar-se conta do papel fundamental que desempenha a supervisão na formação de professores e particularmente o desempenho da supervisão clínica. O microensino, como um caso particular de supervisão clínica pode ser um excelente meio de preparação prévia para a prática pedagógica. O microensino com pares já deu provas ao nível da formação de professores de Educação Física. Apesar das limitações as vantagens superam largamente as inconveniências.
A estabilidade dos comportamentos de ensino é conhecida pela importância que assume no domínio da formação inicial, em exercício e contínua dos professores, principalmente no que se refere aos processos de modificação comportamental com vista à eficácia do ensino. A pesquisa orientou-se no sentido de procurar conhecer a variabilidade dos comportamentos de ensino do professor de Educação Física ao longo das suas aulas e também em função da leccionação de modalidades desportivas diferentes em dois professores, um do Ensino Básico e outro do Ensino Secundário. Os resultados apontam, de um modo geral, a existência de uma variabilidade assinalável na maioria das categorias comportamentais utilizadas, independentemente das modalidades desportivas leccionadas. Consequentemente, quaisquer que sejam a ou as modalidades ensinadas, parece não ser aconselhável a observação de um número reduzido de aulas a um professor, sob pena de poder ser efectuada uma apreciação incorrecta dos seus comportamentos de ensino. As diferenças observadas nos dois professores em relação às categorias de algumas dimensões comportamentais parecem reforçar a ideia da necessidade de implementar uma formação de professores diferenciada de acordo com o nível de ensino onde irão leccionar.
In the direction to look for a better Knowing of the teaching process, to the level of that we cannot see: the thought, and particulary, the thought of those to which the learning concerns, we direct our study for the attention of the pupils. In fact, it seems not to be doubt that, in education, if the pupils will not be with attention to what they are doing, their learning will leave inevitably compromised. The basic purpose of this research was to know what students were thinking during Physical Education Classes. For data collection we used an instrument with a single question of closed and alternative reply, so that it could be filled in the fastest way. The questionnaire was applied to a large group of 10-13 years old pupils, in the classes observed to pré-service physical Education Teachers. The analysis of the questionnaires allowed us to get a global image of this aspect of the thought of the pupils, to be able to represent the profile of their attention in the lessons of the human movement.
Dissertação apresentada ao Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física.
Dissertação apresentada ao Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física.
Dissertação de Mestrado apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física.
Dissertação de Mestrado apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física na Especialidade de Gerontomotricidade.
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física na especialidade de Gerontomotricidade.
As transformações sociais, económicas, políticas e culturais associadas a outras características das sociedades pós industriais (hábitos sedentários, stress emocional, inactividade física...) e o nascimento de uma sociedade da informação que vive preponderantemente em meio urbano, provocaram uma grande mudança no dia-a-dia das pessoas. Estas transformações levam à necessidade de novas práticas por parte das populações. O presente artigo tem como principal objectivo, apontar novos caminhos no combate ao sedentarismo, procurando realçar os aspectos positivos das actividades físicas em ambiente natural, principalmente para as crianças e jovens.
Qualquer que seja a actividade a desenvolver, um educador deverá planifica-la, porque a planificação é a única forma de nos assegurar-mos de que sabemos bem onde queremos ir, que definimos bem o caminho para lá chegar e que temos mecanismos para saber se lá chegamos. O presente artigo tem como principal objectivo elucidar os leitores sobre a problemática da planificação no campo das actividades físicas (actividades na neve). Faz-se uma abordagem aos diferentes tipos de planificação e suas particularidades e aspectos fundamentais da programação. O artigo apresenta no final um exemplo prático de uma planificação de actividades na Neve.
O objectivo principal deste estudo, é pesquisar o nível da atenção dos alunos nas aulas de Educação Física, leccionadas por professores estagiários para o 2º ciclo do ensino básico. Para tal elaboramos uma questão simples e objectiva, colocada a uma amostra em diferentes momentos da aula, distribuída por várias turmas. Depois foi efectuada uma análise às respostas, donde se retiraram as principais conclusões.
Mestrado em ciências da educaçäo, metodologia da educaçäo física
Dissertaçäo de Mestrado em Ciências da Educaçäo na área de Metodologia da Educaçäo Física
Psicomotricidade
Educaçäo física
Formaçäo de professores
Psicologia do desenvolvimento
Desenvolvimento psicomotor
Educaçäo física
Dissertaçäo de candidatura a Provas Públicas para obtençäo do grau de Professor Coordenador
Educaçäo física
Dissertaçäo de Doutoramento em Educaçäo Física e Desporto apresentada à Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Mestrado em ciências da educaçäo, metodologia da educaçäo física
Dissertaçäo de Mestrado em Ciências da Educaçäo na área de Metodologia da Educaçäo Física
Dissertaçäo de candidatura a Provas Públicas para obtençäo do grau de Professor Coordenador
Dissertaçäo de Doutoramento em Educaçäo Física e Desporto apresentada à Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Esta pesquisa tem como objectivo fundamental o estudo da variabilidade intra-individual dos comportamentos de ensino do professor de Educação Física, encarados de uma perspectiva multidimensional relacionada com a gestão do tempo de aula, com as situações de ensino, com os comportamentos e com a promoção da actividade motora, em função da leccionação das modalidades desportivas ginástica, atletismo, voleibol e basquetebol.
Dissertação apresentada com vista à realização de Provas Públicas para Professor Coordenador da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco, para a área científica de educação física.
Provas Públicas apresentadas à Escola Superior de Educação para concurso de acesso à categoria de Professor Coordenador para a área científica de Educação Física.
Dissertação de Doutoramento em Educação Física e Desporto, apresentada à Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Dissertação académica apresentada com vista à obtenção do grau de doutor em Ciências do Desporto de acordo com o disposto no Decreto-Lei 107/2008 de 25 de Junho.
Dissertação académica apresentada com vista à obtenção do grau de doutor em Ciências do Desporto de acordo com o disposto no Decreto-Lei 107/2008 de 25 de Junho.
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física – Desporto Adaptado.
Projeto para obtenção do Grau de Mestre em Atividade Física, especialização em Desporto Adaptado (2º ciclo de estudos), apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
Dissertação de mestrado apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física.
Trabalho de Projeto apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física na especialidade de Motricidade Infantil.
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para o cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física.
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física.
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física – Desporto Adaptado.
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física.
O principal objectivo deste trabalho é estudar a opinião dos pais, sobre as Actividades Físicas na primeira infância, particularmente as desenvolvidas no jardim de infância ou infantário, pelos seus filhos. Procuramos verificar também se o sexo, o seu historial de prática física e a idade, tinha influência nas suas representações.
A procura do sucesso pedagógico tem levado ao desenvolvimento e à adopção de metodologias, estratégias, modelos, experiências ou programas de formação de professores que possam contribuir para melhorar as habilidades de ensino e a competência para ensinar. Pretendíamos saber se a aplicação de distintas formas, métodos ou modelos de preparação de professores para a prática docente, tinha tradução, mais tarde, durante a prática pedagógica ou estágio, em diferenças significativas na sua acção. Para o tentar saber, decidimos preparar os participantes através de quatro processos, perfeitamente tipificados, relacionados com o que é prática comum em algumas das instituições de formação, como o ensino com pares, o microensino com colegas, o microensino com alunos reais, e uma preparação clássica sem a utilização de qualquer um destes modelos, e mais tarde, durante a sua prática pedagógica, efectuar a análise do processo de ensino que nos permitisse encontrar as respostas pretendidas. A observação das cento e quarenta e quatro aulas que os quarenta e oito professores de Educação Física, em situação de prática pedagógica do estágio para professores do segundo ciclo do ensino Básico, leccionaram a mil cento e dezassete alunos, permitiram-nos ficar com uma imagem, sob diferentes perspectivas, desses aspectos do comportamento de professores e alunos. A interrogação dos professores e dos alunos possibilitaram um conhecimento de alguns dos aspectos que não se vêm mas que interferem e condicionam o processo de ensino aprendizagem. O estudo colocou em evidência as diferenças na acção dos professores preparados pelos distintos procedimentos, permitindo-nos concluir que a formação de professores de Educação Física através dos modelos de preparação para a prática docente utilizados, em termos globais, não se traduz numa conduta comportamental diferente, mas em termos particulares, ficou evidente que essas diferenças eram significativas para alguns aspectos em análise.
Objetivo: verificar os efeitos da atividade física (AF) nos parâmetros fisiológicos, em associação com a composição corporal, de sujeitos sedentários e com prática diferenciada de AF. Métodos: estudo transversal com 104 adultos, de ambos os sexos, divididos em 3 grupos: GESC+EXERC - 49 alunos com atividades curriculares e extracurriculares; GESCOLA - 34 alunos com atividades curriculares; GSEDENTÁRIOS - 21 alunos sedentários. Aplicação de questionário, avaliação de parâmetros fisiológicos e composição corporal. Utilizou-se o teste Mann-Whitney, a análise de variância e o teste de Spearman, com p ≥ .05 Resultados: GESC+EXERC obteve resultados estatisticamente diferentes na Pressão Arterial sistólica e diastólica, nos Triglicerídeos e no IMC, comparativamente ao GSEDENTÁRIOS. Verificou-se correlação positiva entre o IMC e perímetro da cintura, e entre algumas variáveis avaliadas. Conclusões: A prática de exercício supervisionado e periodizado parece contribuir para a melhoria de alguns parâmetros fisiológicos avaliados, promovendo maior funcionalidade e diminuindo a apetência para patologias metabólicas e cardiovasculares.
Objetivo: A presente investigação tem como principal objetivo verificar os efeitos da atividade física na composição corporal (índice de massa corporal e perímetro da cintura), nos valores espirométricos e relacionar esses indicadores com a função respiratória. Material e Métodos: A amostra, constituída por 86 indivíduos, alunos do ensino superior, com média de idade de 21,3 ± 2,4 anos, foi dividida em dois grupos: grupo de controlo constituído por 28 sujeitos sedentários (20,9 ± 1,3 anos), e grupo experimental constituído por 58 sujeitos (21,5 ± 2,8 anos) praticantes de exercício supervisionado. Para caraterizar a amostra quanto ao tipo de atividade física, aplicámos uma adaptação do questionário de Telama et al. Avaliaram-se os valores de espirometria (DEMI, VEF1 e CVF) com o espirómetro Microquark da Cosmed e os valores de índice de massa corporal e perímetro da cintura. Os dados obtidos foram tratados no S.P.S.S. 19.0, através do t-test, do teste de Levene, do teste Mann-Whitney e do teste de correlação de Spearman, adotando-se um nível de significância de 5%. Resultados: O grupo experimental obteve resultados significativamente melhores (p ≤ 0,05) nos valores de índice de massa corporal, do perímetro da cintura e em todos os valores avaliados pela espirometria (DEMI, VEF1 e CVF), comparativamente ao grupo de controlo. Verificámos também que há uma tendência para correlação negativa entre os valores da composição corporal e os valores espirométricos, apenas observável em algumas variáveis (DEMI, VEF1), ou seja, quanto maiores os valores da composição corporal, menores os valores espirométricos. Conclusão: Os alunos com prática de exercício supervisionado, apresentaram melhores índices de composição corporal e de função respiratória. Valores de índice de massa corporal e de perímetro da cintura desajustados poderão provocar disfunção respiratória, ao nível da ventilação e respetivos volumes pulmonares, limitando a prática de atividade física e aumentando a apetência para patologias respiratórias.
Este estudo insere-se na perspectiva paradigmática dos processos mediadores e no que diz respeito ao ensino das actividades físicas, onde pretendemos estudar as variáveis do pensamento (motivação, auto-conceito, e percepção do professor sobre os comportamentos dos alunos) antes, durante e depois das aulas, dos professores estagiários para o 2º ciclo do Ensino Básico.
O principal objectivo deste trabalho é investigar a influência das variáveis do pensamento dos alunos (percepção, motivação, auto-conceito e apreciação), nas aulas de Educação Física, leccionadas pelos professores estagiários para o 2º Ciclo do Ensino Básico. Com este estudo pretendemos também verificar se existem diferenças nestas variáveis do pensamento entre os alunos do 5º e 6º Ano dos referidos professores estagiários.
O principal objectivo deste estudo, é pesquisar o nível de atenção de alunos do 5º e 6º ano nas aulas de Educação Física e constatar se existem diferenças significativas entre eles. Para tal, elaborámos um questionário, colocado a uma amostra, em diferentes momentos da aula. Desse questionário, retirámos os dados, que posteriormente foram sujeitos a análise. Dessa análise pudemos retirar as principais conclusões.
Devido à proliferação das novas tecnologias, os tempos de hoje são caraterizados por uma nova e crescente cultura digital. Uma das consequências imediatas deste novo estilo de vida é que as crianças passam mais tempo em casa, rodeadas de tecnologia e menos tempo em brincadeiras ao ar livre, onde poderiam explorar o meio e permanecerem ativas e em movimento. Na sequência desta nova era digital, surgiram os Exergames (EXG) que pretendem revolucionar os jogos tradicionais de videojogo, de forma a combinar o exercício com o jogo. A Perturbação de Hiperatividade com Défice de Atenção (PHDA) é das patologias do desenvolvimento e neurológico mais comum e também das mais estudadas. Esta síndrome é caracterizada por apresentar um défice de autocontrolo de desenvolvimento, da atenção, dificuldade no controlo dos impulsos, nas relações sociais e nas habilidades psicomotoras, pelo que uma intervenção precoce e atempada é aconselhável. No presente trabalho pretendeu-se avaliar o Perfil Psicomotor de uma criança de 12 anos de idade com PHDA, através da Bateria Psicomotora (BPM) de Vitor da Fonseca, e perante os resultados obtidos apresentar um Plano de Intervenção através da Nintendo Wii® e seus acessórios. Após aplicação da BPM e realizado o somatório das várias provas dos sete fatores psicomotores, o valor obtido foi de 17 pontos, pelo que o perfil psicomotor corresponde a um Perfil eupráxico, no entanto, foram evidenciadas e registadas como áreas fracas a Equilibração, a Noção do Corpo, A Estruturação Espácio-temporal, a Praxia Global e a Praxia Fina. A proposta de intervenção apresentada pode ser implementada na Escola ou mesmo em casa pela Família, e pretendemos que a aplicação deste plano de intervenção possa oferecer uma série de vantagens em relação aos métodos convencionais, sendo por isso, em nossa opinião, uma boa proposta para articular com outro tipo de atividades.
O objetivo deste estudo e o de avaliar as atitudes dos alunos sem condição de deficiência relativamente a inclusão de alunos com condição de deficiência nas aulas de Educação Física tendo em conta as variáveis idade, género e tipologia da deficiência. Foi utilizado um inquérito por questionário com entrevistas exploratórias que serviram para a construção do mesmo. A amostra foi constituída por 37 indivíduos, 16 jovens do género feminino e 21 do género masculino com idades compreendi das entre os 12 e 14 anos, com urna média de idades dos sujeitos de 12,86 anos, com um desvio padrão de 0,082199. Os resultados obtidos revelam diferenças de atitudes, quanto ao género e a tipologia da deficiência existente na turma. No que respeita a idade não estamos em condição de concluir de forma concreta pois nesta variável não há uma tendência definida.
Investigações recentes relevam a importância da análise do acto de ensinar e principalmente do estudo do pensamento do aluno, e em particular dos fatores que prendem a sua atenção nas aulas. A atenção, considerada uma poderosa variável mediadora, porque e notória a sua influencia no processo de enino aprendizagem, bem como a influencia mutua existente entre o comportamento do professor, o comportamento do aluno e os resultados das aprendizagens. Pretendemos conhecer os aspetos que prendem a atenção dos alunos nos distintos momentos da aula de educação física, na lecionação de modalidades desportivas diferenciadas. Serão selecionados a totalidade dos alunos do 3o Ciclo do Ensino Básico, de uma escola, com idades compreendidas entre 12 e 16 anos, aos quais será aplicado o questionário (ATEST_EF), em distintas modalidades desportivas. Estudos anteriores indicam-nos que existem diferenças no perfil de atenção nos distintos momentos da aula de Educação Física e na lecionação de modalidades desportivas diferenciadas
O interesse dos investigadores sobre os níveis de aptidão física da população infanto-juvenil assenta, por um lado, na preocupação de melhor entender a sua relação com a saúde e bem-estar e, por outro, compreender a sua ligação com a performance desportiva-motora. Com o presente estudo pretendemos conhecer os níveis de aptidão física das crianças que frequentam o 1.º Ciclo do Ensino Básico na vila da Sertã, tendo em conta a variável género, e verificar o efeito da Atividade Físico-Desportiva Orientada inserida no Programa de Atividades de Enriquecimento Curricular (AECs) sobre a Aptidão Física dessas mesmas crianças. A amostra compreendeu 70 crianças (38 meninas e 32 rapazes). O instrumento usado no estudo para recolha dos resultados foi a bateria de testes Fitnessgram (2003). A comparação de médias em variáveis quantitativas medidas numa escala racional, foi realizada através da análise de variância de medidas repetidas. A comparação de proporções em variáveis qualitativas medidas numa escala nominal, foi realizada através do teste qui-quadrado e teste de McNemar. Os resultados demonstraram que os níveis de aptidão física das crianças são considerados satisfatórios pois na maioria das provas foram classificadas como aptas ou super-aptas. Os resultados demonstraram ainda que os meninos obtiveram, em cada um dos momentos de avaliação, melhores médias que as meninas à exceção das provas senta e alcança “direita” e “esquerda”. Em todas as provas houve uma melhoria significativa nos resultados quer dos meninos quer das meninas nos dois momentos de avaliação, à exceção das provas “senta e alcança” direita e esquerda, onde houve um decréscimo significativo entre os dois momentos. Os resultados demonstram, que o trabalho desenvolvido durante as atividades de enriquecimento curricular contribuíram favoravelmente para a melhoria obtida na maioria das provas de aptidão física entre o primeiro e o segundo momento de avaliação.
Diiferentes autores têm mostrado algum consenso sobre a participação de pais e mães no desporto dos filhos, referindo que se podem apresentar como uma fonte de apoio, mas também de pressão. Os fatores referidos variam de acordo com os diferentes tipos de participação dos pais. Aroni, (2011) refere que o envolvimento parental no desporto é determinante no processo de formação desportiva dos jovens desportistas, exercendo os pais uma grande influência nas atividades dos filhos. O seu apoio para o alcance de objetivos propostos e de resultados na carreira desportiva são essenciais, mas muitas vezes estão relacionados às crenças e perceções de sucesso que eles (pais) tiveram no passado, quando praticaram o mesmo desporto ou foram ex-atletas. Carr, Weigand e Jones (2000), referem que os pais influenciam os filhos quando expõem as razões que levam ao sucesso e como devem agir para alcançar tais objetivos.
Atualmente, tem-se verificado uma grande preocupação por parte dos profissionais do desporto em desenvolver e implementar estratégias e técnicas de aperfeiçoamento motor, com o objetivo de otimizar os gestos técnicos desportivos e consequentemente a performance do atleta. Desta forma, o Imagery pode servir como uma metodologia complementar para a melhoria do processo ensino-aprendizagem de habilidades e destrezas motoras, assim como o seu nível de performance. Apesar de se registarem vários estudos sobre o Imagery, poucos são os que abordam a temática que pretendemos investigar relativamente à comparação de géneros e dentro da modalidade proposta.
Com este trabalho pretendemos investigar quais os principais motivos e influências para a prática de atividade desportiva de jovens, analisando a interferência das variáveis género, idade, e tipo de desporto praticado. A amostra foi constituída por 186 praticantes de desporto. Os principais motivos da prática desportiva dos jovens estão essencialmente relacionados com a saúde, a sociabilidade e a técnica desportiva. As raparigas parecem valorizar mais os motivos ligados à sociabilidade, e os rapazes valorizam mais os aspetos técnico-desportivos. Os mais novos realçam os aspetos relacionados com a sociabilidade, enquanto os mais velhos parecem valorizar o aperfeiçoamento das capacidades técnicas. Os praticantes de natação valorizaram os aspetos ligados à saúde, os praticantes de basquetebol realçam os aspetos ligados à técnica, à sociabilidade, ao prestígio social e à condição financeira. Nas influências para a prática desportiva, os pais desempenham um papel fundamental, seguido dos amigos e dos treinadores dos clubes que exercem uma influência mais preponderante sobre os rapazes mais velhos.
Pretendíamos saber quais foram as modalidades desportivas escolhidas para a realização das atividades de formação em ensino, se os professores escolhiam para leccionar matérias diferentes das professoras e se as escolhas efectuadas para as aulas de interior eram diferentes das aulas de exterior. Para tal foram observadas sessenta lições de microensino leccionadas por estudantes de Educação Física, sobre um tema em que se sentissem mais à vontade e no local por que optassem. Verificámos que, na sua maioria, escolhem a ginástica como matéria, conteúdo, ou tema da lição e, por isso, preferem leccionar as suas aulas no interior, isto é, numa instalação desportiva coberta, e os restantes optam pelos desportos colectivos, sensivelmente na mesma proporção para cada uma das modalidades andebol, basquetebol, futebol ou voleibol, e são muito poucos os que escolhem o atletismo para praticarem as suas habilidades, competências ou destrezas de ensino.
Este aprumo insere-se na perspectiva paradigmática dos processos mediadores, no que diz respeito ao ensino das actividades físicas. Pretendemos estudar as variáveis do pensamento dos alunos (motivação, auto-conceito, percepção sobre os objectivos da Educação Física e percepção sobre os comportamentos do professor), nas aulas de professores estagiários do Ensino Preparatório.
Introdução: O presente trabalho visa compreender quais as situações que melhor se enquadram os fundamentos técnico-táticos para um bom desenvolvimento do jogo, neste caso no Hóquei em Patins, onde através da comparação entre duas situações de jogo sendo elas: jogo formal e jogo em campo reduzido (Mini-Hóquei) nos escalões Benjamins e Escolares. Objetivo: Verificar se a diminuição das dimensões do campo nestes escalões de formação, promove uma maior ação em termos técnico-táticos por parte dos jogadores, com vista à formação e compreensão do jogo. Métodos: foi utilizada a gravação em vídeo de 10 jogos de Hóquei, 5 jogos regulamentares e 5 de Mini-hóquei, e foram registados os dados referentes aos passes efetuados, remates e número de golos. Foi utilizado para o tratamento estatístico o programa SPSS versão 20.0 onde efetuámos a estatística descritiva, médias e desvios padrões e ainda testes não paramétricos de Wilcoxon e Prova U de Mann-Whitney. O valor de significância foi colocado a p ≤ 0,05 que permitiu verificar que existe significância nas hipóteses testadas. Resultados: os resultados corroboram o nosso objetivo, uma vez que a maioria das hipóteses não foram rejeitadas, nos 5 jogos regulamentares foram registados um total 1214 passes, 229 remates e 54 golos. Nos resultados dos jogos de Mini-hóquei foram registados um total de total de 578 passes, 286 remates e 84 golos. Conclusões: Os resultados obtidos permitem-nos subentender que o Mini-hóquei promove uma maior ação técnico-táctica nestes escalões, com maior interação com bola, tornando-se assim numa excelente etapa de ensino-aprendizagem para o jogo formal 5x5 em campo de dimensões oficiais.
A educação inclusiva é um dos objetivos de todos os sistemas educativos das sociedades democráticas, proporcionando igualdade de oportunidades a todas as crianças. Para tal é necessário flexibilizar/adaptar o currículo para responder adequadamente às crianças com Necessidades Educativas Especiais (NEE). As Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar (OCEPE) apresentam-se como um conjunto de princípios para apoiar o educador nas decisões sobre a sua prática e constituem-se como uma referência comum em relação à componente educativa para todos os educadores da rede nacional. Tornam-se, assim, um apoio importante para os educadores, contribuindo para a inclusão de todas as crianças e não apenas de algumas no processo educativo regular. A inclusão das crianças com NEE tem vindo a equacionar grandes perspetivas ao nível internacional e no âmbito nacional, através do Decreto-Lei 3/2008, foram definidos os objetivos da Educação Especial (EE): inclusão educativa e social; acesso e sucesso educativos; preparação para a vida pós-escolar ou profissional; promoção da igualdade de oportunidades. Visto a questão de a inclusão ser um tema fulcral do ponto de vista da igualdade e da coesão social, pretendemos, por isso, conhecer a realidade das práticas de alguns profissionais da Educação Pré-Escolar em ação, dado que as crianças com NEE têm direito de serem incluídas no ensino regular. O objetivo centra-se em analisar se as Educadoras de Infância (EI) do ensino regular, flexibilizam/adaptam nos seus Projetos Curriculares de Grupo (PCG) os conteúdos, os objetivos, as estratégias/metodologias e os recursos, tendo em conta as NEE. Este estudo insere-se no âmbito dos métodos qualitativos descritivos, concretamente num estudo de caso, na medida em que o entrevistador, investiga as características de uma unidade individual, que neste caso são as EI, permitindo proporcionar uma melhor compreensão de um caso específico. Os instrumentos/técnicas de recolha de dados são a análise documental dos PCG e a entrevista semi-estruturada às EI e os dados foram tratados de acordo com a análise de conteúdo tendo em conta a definição das categorias, das unidades de significado, unidades de registo e de contextos. Das 15 instituições de Educação Pré-Escolar da rede pública/privada existentes na cidade de Castelo Branco apenas 2 se disponibilizaram para participar nesta investigação. As 4 Educadoras participantes exercem funções educativas em grupos de crianças que têm incluídas crianças com NEE: duas num jardim-de-infância da rede pública e duas na rede privada. Concluímos que da análise aos PCG, que em alguns casos, a articulação entre estes e os normativos coincide, mas os conteúdos, as estratégias/metodologias e os objetivos são selecionados nos PCG para o grupo sem mencionar especificamente as crianças com NEE. No entanto através das entrevistas, as EI referiram sempre a flexibilização/adaptação dos conteúdos, estratégias/metodologias e objetivos no dia-a-dia, consoante as NEE da criança, tendo em conta as suas capacidades e interesses. No que respeita aos recursos humanos, constata-se a falta de recursos humanos, tanto na análise aos PCG como às entrevistas, daí a dificuldade de gestão e organização do trabalho educativo.
Imagery é um processo cognitivo que pode desempenhar um papel importante no planeamento e execução de movimentos ou ações. Vários instrumentos têm sido desenvolvidos com o intuito de avaliar a habilidade de Imagery no desporto. No entanto, nenhum se focou na modalidade cinestésica, visual interna e visual externa. O objetivo deste estudo foi traduzir e validar preliminarmente para a população desportiva portuguesa o Movement Imagery Questionnaire-3, determinando as suas qualidades psicométricas iniciais através de uma análise fatorial exploratória do modelo que a suporta. A amostra foi constituída por 176 sujeitos (N = 176) (sexo masculino N = 134; sexo feminino N = 42) com uma média de idades de 20.08 anos (SD = 5.94), composta por atletas de futebol (N = 113), basquetebol (N = 43) e ténis (N = 20). Numa primeira fase verificou-se que os procedimentos de tradução e adaptação originaram uma versão Portuguesa do MIQ - 3 semelhante à versão original. Numa segunda fase verificamos que as qualidades psicométricas comprovam a adequação da adaptação efetuada, demonstrando que a sua estrutura fatorial é igual à versão original (12 itens agrupados em 3 fatores, com 4 itens cada fator), apresentando índices bastante aceitáveis de validade e fiabilidade (alfa de Cronbach: 0.88 para MIQ - 3, 0.79 para as três modalidades), concluindo que este questionário poderá ser utilizado para avaliar a capacidade de Imagery em atletas Portugueses.
The study was initiated because one of the authors had a child in the family with Duchenne muscular dystrophy (DMD). The author was concerned about what could be done to improve the quality of life of this child. The hypotheses explored whether hydrotherapy could bring any relief or advantage in functional mobility to an individual with DMD and whether a water environment facilitates mobility, pleasure, and joy for a young child with Duchenne muscular dystrophy. Our sample had three individuals, all of them boys, 9-11 years of age. Two were the control group and didn’t practice any kind of physical activity and the other one was our two-year longitudinal case study during which he experienced hydrotherapy practice two times a week for forty-five minutes each. We applied the Egen Klassifikation (EK) scale to quantify the degree of movement limitation present at each of five measurement points over the two years. The variables analyzed were the physical activity issues and the EK scale values. The descriptive results showed that all three individuals increased their EK scale values over time, showing the inevitable progression of the disease. The individual who participated in the water activity sessions had the slower increase that we inferred, meant less deterioration in functional movement. No inferences can be drawn from these limited data, especially because only one individual experienced the water activities. This study does provide the impetus for subsequent, larger controlled studies to see if they could replicate these initial case study results.
Considerando que a prática de hidroginástica pode contribuir para um envelhecimento mais ativo e saudável. O estudo teve como objetivo conhecer o impacto das aulas de hidroginástica frequentadas ao longo de 4 meses na aptidão física dos idosos. A amostra foi constituída por 83 idosos, utentes das aulas de hidroginástica e foi dividida em 3 grupos tendo em conta o número de aulas frequentadas (Menos de 15; 15 a 25; mais de 25). Para a recolha de dados usamos a bateria de testes Funcional Fitness Test (Rikli & Jones, 1999). A aptidão física foi avaliada pelo investigador seguindo o protocolo de provas, sendo os testes aplicados numa sala adequada para o efeito e pela mesma ordem nos dois momentos (início e final do estudo com um intervalo de 4 meses). Quanto às provas estatísticas, não se verificando uma distribuição normal dos dados, aplicamos o teste não paramétrico para duas variáveis emparelhadas de Wilcoxon que nos permitiu verificar as diferenças entre os dois momentos de avaliação. Os resultados revelaram melhorias em praticamente todos os testes entre a 1ª e a 2ª avaliação. No teste levantar e sentar na cadeira o nº de repetições passou de 13,40 para 14,43, no teste flexão do antebraço passou de 18,24 repetições para 18,92, no teste sentado e alcançar a média apesar de ser negativa, passou de -5,47 cm para -3,46, no teste sentado, caminhar 2,44 metros e voltar a sentar passou de 6,40 segundos para 6,31, no teste, alcançar atrás das costas passou de -17,07 cm para -15,61cm. Encontramos melhorias estatisticamente significativas no teste levantar e sentar na cadeira (sig. = 0,011), no teste sentado e alcançar (sig. = 0,001) e no teste alcançar atrás das costas (sig. = 0,001). O número de aulas frequentadas ao longo dos 4 meses entre os grupos não se mostrou diferenciadora para a melhoria obtida. O 1º grupo apresentou melhorias significativas em 3 provas (levantar e sentar na cadeira (sig. = 0,006), no teste sentado e alcançar (sig. = 0,004) e no teste alcançar atrás das costas (sig. = 0,002)).O 2º grupo apresentou melhorias significativas apenas numa prova (alcançar atrás das costas (sig. = 0,023)) e o 3º grupo apresentou melhorias significativas apenas numa prova (sentado e alcançar (sig. = 0,002)). Conclusões: prática de hidroginástica teve um impacto positivo na melhoria dos resultados da aptidão física nos idosos e o número de aulas frequentado não se mostrou diferenciador nos resultados obtidos.
BACKGROUND: Measuring the functional fitness is essential to provide a working basis for assessing and prescribing exercises. There is a special interest in developing procedures and tests able to provide reliable information and general vocabulary for researchers and practitioners. We intend with this study to analyze the functional fitness of different groups of institutionalized elderly of both genders, relating it with their nutritional status. METHODS: A sample of 46 participants, 31 males and 15 females aged between 65 to 93. For this investigation, the Mini Nutritional Assessment (MNA) was used in order to categorize the nutritional status with a Mediterranean diet that was used. For the assessment of the functional fitness, it the battery Fullerton Functional Fitness Test (FFFT) developed in 1999 by Rikli and Jones was used. RESULTS: We found that the elderly who maintained a diet divided into seven meals had more favorable values in all categories of the battery tests with significant differences. We also found that the nutritional status of the elderly and the number of meals is statistically significant in tasks measuring strength, agility and aerobic capacity. CONCLUSIONS: The elderly with normal nutritional status have better performance in the battery tasks, particularly those who choose the diet divided into seven daily meals. The Mediterranean Diet used seems to be favorable in this population, in both genders and it promotes the maintenance of their physical abilities.