Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

215 records were found.

Descrição baseada em: Ano 3, nº 32 (Out. 2000)
Descrição baseada em: Ano 3, nº 32 (Out. 2000)
Descrição baseada em: Ano 3, nº 32 (Out. 2000)
Ensino
Politica da educação
Educação
Separata de Sarmiento: anuario galego de historia da educación, nº 7, 2003
Separata de Sarmiento: anuario galego de historia da educación, nº 7, 2003
Separata de Sarmiento: anuario galego de historia da educación, nº 7, 2003
A evolução das tecnologias da informação e da comunicação (TIC) imprimiu uma dinâmica de transformação na educação e na escola pública. A utilização indiscriminada do computador pessoal inundou as nossas escolas de trabalhos do tipo “selecionar tudo, copiar e colar”. A escola pública contribui para atenuar a exclusão digital, porém a formação dos professores nestas matérias deve ser considerada prioritária, já que as TIC na educação, bem como a informação por elas disponibilizada, correspondem à descoberta de uma dimensão pedagógica. Uma dimensão pedagógica activa, que incorpora as exigências da sociedade do século XXI, que confere às novas tecnologias um papel de relevo, enquanto mediadoras do acto educativo.
A utilização asséptica e acéfala das tecnologias da informação e da comunicação (Tic) no ensino e, mais propriamente na sala de aula, sem qualquer contextualização didáctico-pedagógica, pode vir a constituir o maior desperdício de investimento que, nas últimas duas décadas, os sistemas educativos europeus proporcionaram às escolas e aos professores. No artigo aborda-se a relação entre Educação, TIC e Média reclamando que o trabalho com as duas últimas “só deveria ocorrer num contexto pedagógico de ensino ou de aprendizagem”, o que implica uma formação inicial e contínua de professores “gratuita e sistemática”. Esse será o caminho para atingir uma “sábia visão pedagógica” que tem em conta as teorias da aprendizagem, os efeitos (positivos e negativos) da globalização, bem como o carácter efémero e sincrético da informação e do conhecimento. A inserção efectiva das TIC e dos Media em contexto pedagógico aponta para uma necessária mudança da escola, mais inclusiva, autónoma e aberta às exigências sociais, sob pena de perder o papel central que ainda ocupa na formação de cidadãos, seja ao nível dos conhecimentos seja dos valores. A escola é hoje uma instituição «glocal», o que a obriga a responder a um conjunto de desafios enumerados no artigo, desde o Pré-escolar ao Superior. A formação sistemática dos docentes é fulcral nestas propostas, pois as TIC facilitam o ensino, mas tal não significa uma relação directa com a melhoria das aprendizagens. Se hoje encontramos alunos High Tech numa escola de professores Low Tech, importa equilibrar essa balança, pois a aprendizagem não melhora com a «aprendizagem» copy/paste, mas sim com a «aprendizagem» que implica análise crítica e produção reflexiva de conhecimento. Urge por isso avançar no sentido de implementar “metodologias pedagógicas mais plásticas”, desenvolvidas por um “professor mais mediatizado” e recorrendo às TIC como “ferramentas mediadoras”.
The article contextualizes the training of teachers in Portugal, taking as references, first to change social policy in Portugal before the fall of the dictatorship and, at this juncture, the trend between the Reform Veiga Simão (1973) and Law on the Education System (1986). Attempts to show that the creation of Higher Education and the Polytechnic School of Education (ESEs), on the eve of the 80, in conjunction with the movement of some innovative universities, broke with the traditional models of organization of teacher training in Portugal. Considers that the establishment of the Polytechnic Higher Education has a break from the monolithic model of teacher training through, inter alia, of their curriculum, trained the staff of ESEs teachers and young people themselves, approached them in schools which, in fact, working teachers; boosted educational research, made available to the school community human and material resources essential to the development of the educational process and implemented a broad framework for provision of training and expertise and then if desired, but had not been reached. Finally, describes the current framework for initial training of teachers, driven by recent amendments to the Law on the Education System and as governed by the instruments) - the degree to be awarded degrees by the Universities and Polytechnics and b) - the legal regime of professional qualification for teaching in pre-school education and school education.
A evolução das tecnologias da informação e da comunicação (Tic) imprimiu uma dinâmica de transformação na educação e na escola pública. A utilização indiscriminada do computador pessoal inundou as nossas escolas de trabalhos do tipo “selecionar tudo, copiar e colar”. A escola pública contribui para atenuar a exclusão digital, porém a formação dos professores nestas matérias deve ser considerada prioritária, já que as Tic na educação, bem como a informação por elas disponibilizada, correspondem à descoberta de uma nova dimensão pedagógica. O artigo defende que o fracasso da escola só pode ser combatido promovendo o êxito do professor. Enfatiza que, na atual conjuntura, não basta para o que já se fez, mas urge estabelecer as metas do que ainda está por fazer. Sobretudo relevando que, hoje, a questão da educação não é mais um problema teórico mas, sobretudo, um problema prático e de práticas. A proposta resulta num desafio à capacidade dos professores e das escolas em saberem ultrapassar iliteracia digital, que as condena, e construírem uma escola que se assuma como uma comunidade de aprendentes, promovendo a livre circulação dos saberes, que deverá coincidir com a desvalorização dos tecnocratas da educação e com o progressivo “regresso” dos pedagogos.
A evolução das tecnologias da informação e da comunicação (TIC) imprimiu uma dinâmica de transformação na educação e na escola pública. A utilização indiscriminada do computador pessoal inundou as nossas escolas de trabalhos do tipo «seleccionar tudo, copiar e colar». A escola pública contribui para atenuar a exclusão digital, porém a formação dos professores nestas matérias deve ser considerada prioritária, já que as TIC na educação, bem como a informação por elas disponibilizada, correspondem à descoberta de uma nova dimensão pedagógica. Uma dimensão pedagógica activa, que incorpora as exigências da sociedade do século XXI, que confere às novas tecnologias um papel de relevo, enquanto mediadoras do acto educativo.
Supervisäo clínica
Técnicas de observaçäo da aula
Formaçäo de professores em serviço
Instalaçöes escolares
Mobilidade social
Formaçäo de professores
Técnicas de investigaçäo
Dissertaçäo de Mestrado em Ciências da educaçäo
Formaçäo de professores
Investigaçäo sobre currículos
Mitologia
Ciências sociais
Organizaçäo do espaço
Liçäo apresentada à Escola Superior de Educaçäo para concurso de acesso à categoria de Professor-Coordenador para a årea Científica de Ciências da Educaçäo
Dissertaçäo de candidatura a Provas Públicas apresentada à Escola Superior de Educaçäo para concurso de acesso à categoria de Professor-Coordenador para a årea Científica de Ciências da Educaçäo
Ensino superior
Dissertaçäo de Mestrado em Ciências da educaçäo
Liçäo apresentada à Escola Superior de Educaçäo para concurso de acesso à categoria de Professor-Coordenador para a årea Científica de Ciências da Educaçäo
Dissertaçäo de candidatura a Provas Públicas apresentada à Escola Superior de Educaçäo para concurso de acesso à categoria de Professor-Coordenador para a årea Científica de Ciências da Educaçäo
Provas Públicas apresentadas à Escola Superior de Educação para concurso de acesso à categoria de Professor Coordenador para a área científica de Ciências da Educação – Teoria da formação e supervisão.