Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

You search for cuidados and 3,104 records were found.

Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco, 2012
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco, 2012
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco, 2013
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco, 2012
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco, 2013
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco, 2012
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos, Universidade de Lisboa, 2005
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos, Universidade de Lisboa, 2005
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco, 2012
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco, 2012
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco, 2013
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco, 2013
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco. Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, 2016
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco. Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, 2016
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco, 2012
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco, 2012.
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco, 2012.
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco, 2012
Formação em cuidados paliativos: uma determinante no futuro dos cuidados de saúde
Dissertação de mestrado em Cuidados Paliativos apresentada à Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
Dissertação de mestrado em Cuidados Paliativos apresentada à Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
Dissertação de mestrado em cuidados paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco. Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, 2013
Dissertação de mestrado em cuidados paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco. Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, 2013
Dissertação de mestrado em cuidados paliativos.Instituto Politécnico de Castelo Branco, Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, 2013
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco. Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, 2015
Dissertação de mestrado em cuidados paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco. Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, 2013
Dissertação de mestrado em cuidados paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco. Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, 2013
Dissertação de mestrado em cuidados paliativos.Instituto Politécnico de Castelo Branco, Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, 2013
Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco. Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, 2015
Cuidados paliativos
Cuidados paliativos
Dissertação de mestrado em cuidados paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco. Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, 2013
Dissertação de mestrado em cuidados paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco. Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, 2013
Dissertação de mestrado em cuidados paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco. Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, 2013
Dissertação de mestrado em cuidados paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco. Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, 2013
Dissertação de mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco. Escola Superior Dr. Lopes Dias, 2014
Dissertação de mestrado em Cuidados Paliativos. Instituto Politécnico de Castelo Branco. Escola Superior Dr. Lopes Dias, 2014
Cuidados paliativos
Descição baseada em: 1990
Cuidados paliativos
Dissertação de mestrado em Cuidados Paliativos apresentada à Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
Dissertação de mestrado em Cuidados Paliativos apresentada à Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
Cuidados paliativos
Cuidados paliativos
Relatório do trabalho de fim de curso de Enfermagem Veterinária apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
cuidados
Cuidados
Cuidados
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Licenciado em Enfermagem Veterinária.
Cuidados
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Licenciado em Enfermagem Veterinária.
Disponível na Biblioteca da ESACB na cota C30-27212TFCEV.
Sensibilizar os Enfermeiros para a importância do respeito pelo pudor do doente idoso, perante os cuidados de higiene Relembrar aos Enfermeiros os princípios científicos e intervenções de enfermagem para promover a higiene, ou seja perante a necessidade humana básica de estar limpo, cuidado e proteger os tegumentos Apresentação dum filme sobre os cuidados de higiene e o respeito pela privacidade.
Introdução: Os Cuidados Paliativos assumem-se hoje como uma das fronteiras do desenvolvimento futuro. São, de acordo com a OMS (2002), “uma resposta às necessidades dos doentes que apresentam doença avançada, incurável e progressiva, com múltiplos sintomas em evolução, tendo como objetivo principal a garantia da melhor qualidade de vida ao doente e sua família” Os seus pilares básicos assentam no controlo de todos os sintomas físicos e psicológicos, na comunicação eficaz e terapêutica, no cuidado à família e no trabalho em equipa, em que todos se centram numa mesma missão e objetivos. A formação é unanimemente reconhecida por todas as associações e sociedades internacionais de cuidados paliativos como o pilar fundamental da garantia de cuidados de efetiva qualidade. Nesta perspetiva, devemos assumir a responsabilidade do desenvolvimento profissional mediante uma formação específica e especializada, para formar futuros profissionais bem preparados para responder às necessidades de saúde de uma população e, neste caso, A dos doentes em fase final das suas vidas e aos seus familiares. A Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias (ESALD) foi pioneira ao incluir, desde 1999, no plano curricular do curso de Licenciatura em Enfermagem (nível pré-graduado) formação básica sobre cuidados paliativos, e que, mais recentemente, no seu Plano de adequação a Bolonha do Curso de Licenciatura em Enfermagem, incluiu uma Unidade Curricular de frequência obrigatória de Cuidados Paliativos, no 3º ano do curso. Tendo em conta os sinais emergentes da sociedade portuguesa, as recomendações da Sociedade Europeia de Cuidados Paliativos, da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos, da Sociedade Espanhola de Cuidados Paliativos, do Programa Nacional de Cuidados Paliativos, do Movimento dos Cidadãos Pró Cuidados Paliativos, e das implicações decorrentes da constituição da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI) (Decreto-lei nº 101 de 6 de Junho de 2006), da Lei de Bases dos Cuidados Paliativos (Lei nº 52/2012 de 5 de setembro) e da sociedade em geral, é imprescindível e urgente avançar para um nível mais avançado de formação. Nesse sentido a ESALD criou o Curso de Mestrado em Cuidados Paliativos com o objetivo de capacitar o maior número de profissionais de saúde para esta área de atuação e cuidado, podendo deste modo contribuir para a mudança que se espera alcançar. O Mestrado foi Acreditado pela Agência de Acreditação e Avaliação do Ensino Superior (A3ES), em 2010. Objetivos: o Poster pretende apresentar a organização curricular do mestrado, o seu plano de estudos, objetivos de aprendizagem, as competências preconizadas e, sobretudo, descrever a experiência formativa e o modelo pedagógico implícito na sua operacionalização prática. Metodologia: Estudo e apresentação de um Caso. Na primeira parte será descrita toda a estrutura e organização curricular. Na segunda parte descrevemos o modelo pedagógico adotado, enumeramos as áreas temáticas das revisões sistemáticas da literatura, os projetos de intervenção implementados e o seu impacto na região. Resultados/Conclusões: O Mestrado em Cuidados Paliativos é um curso de formação avançada, com 90 ECTS, num total de 2430h (distribuídas por 840h teóricas e teórico-práticas; 800h de prática clínica e relatório). No momento atual, tem início a sua 3ª edição. Foi frequentado até 2013 por 67 profissionais de saúde (médicos, enfermeiros, assistentes sociais e fisioterapeutas) provindos de várias regiões de Portugal. Considerando que cada mestrando deve realizar nas unidades curriculares de Investigação I e II uma revisão sistemática da literatura, no 2º ano do curso desenvolver prática clínica e a implementar um projeto de intervenção no seu local de trabalho, deste conjunto de atividades decorre a pertinência de elencar as áreas temáticas alvo de revisões sistemáticas da literatura, com particular ênfase para as publicadas; bem como descrever o conjunto de projetos de intervenção já implementados em cada hospital e/ou centro de saúde, e assim dar conta do seu alcance e impacto na região. Note-se que, não obstante o investimento pessoal, cerca de 80% dos profissionais (médicos, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas e assistentes sociais) que concluíram o curso e que detêm formação avançada num nível de perito, não se encontram a trabalhar em equipas e/ou serviços de CP, por falta de estruturas e serviços de saúde no nosso país, na área dos cuidados paliativos. Apesar disso, é de realçar que muitos disseminam a boa prática de cuidados, mantendo obediência e respeito aos valores e princípios da filosofia paliativista, portanto revigora a finalidade do curso e, acima de tudo, significa uma mais-valia para a qualidade de vida de doentes e famílias. Além disso, acreditamos que se a formação é das primeiras premissas e exigências para formar equipas de qualidade, então parte do percurso a realizar no processo de implementação de novas equipas ou serviços está percorrido.
Cuidados
Numa sociedade em que se discute cada vez mais a autonomia do ser humano na decisão de viver ou morrer, vezes de mais nos confrontamos com a palavra eutanásia quando se fala de doentes com impossibilidade de cura. A eutanásia revela paradoxalmente o poder e a impotência perante a morte. O poder da morte perante a impotência de superar a dor, a solidão e a angústia. Um poder que procede da sua impotência e que revela uma profunda debilidade, incapacidade e contingência do ser humano. Um poder pobre e aniquilante. Perante o pedido de eutanásia devemos descobrir o que o motivou e acolher esse motivo com Cuidados Paliativos de qualidade.
Relatório de estágio apresentado à Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de mestre em Cuidados Paliativos.
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Licenciado em Enfermagem Veterinária.
Relatório de prática clínica apresentado à Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de mestre em Cuidados Paliativos.
Relatório de Prática Clínica apresentado à Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Cuidados Paliativos.
Relatório de Prática Clínica apresentado à Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Cuidados Paliativos.
Disponível na Biblioteca da ESACB na cota C30-27426TFCEV.
Cuidados
Cuidados
Relatório do trabalho de fim de curso de Enfermagem Veterinária apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
Relatório do trabalho de fim de curso de Enfermagem Veterinária apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Licenciado em Enfermagem Veterinária.
Abstract: Palliative care has become an option which derives from the growing need of improving health care assistance for terminal patients' progressive, incurable illnesses, as well as for the patients' relatives. Given the complex characteristics of the procedures undertaken and their joint actions, I have chosen to refer to the four key-areas of palliative care as my main guideline, throughout this report. Communication is considered by many as one of the most important components in approaching chronic patients, who are to be found in an irreversible health condition. Communication is the basis for a therapy which provides for the creation of a relationship based on empathy and help among patients, family and the health care professionals. One of the vital aspects to bear in mind in what concerns the approach to this patient, consists of acting accordingly in the control of the multiple symptoms which are shown and which will condition entirely his/her well-being and the family's. In the cases of a severe, incurable disease, it is the nurses' job to spend most of the time with the patients and their families, deciding on their own the need to plan complete and individual care for those who are dying and give attention and make time to be with one's relatives. This implies having had formation on the professionals' behalf to successfully fulfill this mission. Palliative care is a high-complexity set of tasks. For those to be correctly performed, they demand coordinated actions, not just from one professional but from a group of professionals working together, all making an effort to maintain the best quality of life allowed to the patient. Clinical trials happened at Unité Douleur Soins Palliatifs, a hospital in Roubaix, France. The experience comprised 200 hours of labour, whose result was a significant personal gain and a priceless contribution to my professional training. In fact, it has granted me a better preparation in providing complex treatment and comfort for palliative patients and families. The intervention project I have developed in the Intensive Care Unit of Hospital de Sousa Martins Unidade Local de Saúde (Local Health Unit) in Guarda comprising 100 hours had the goal of making people aware of palliative actions inside the ICU, along with the intent to promote a change of attitudes of nurses towards terminally ill patients and assistance to their families.Thus, a training session was taught during working hours entitled "Palliative Care in Intensive Care".I acknwledge there is a sensibility for dealing with the subject within teams of professionals, but to further sensitize them, I ended up creating a set of two protocols:"How to give bad news - the Buckman protocol" and "The Family Conference". I have included both in the ICU Good Practice Handbook - with an assessment from the Chief-Nurse - to be discussed in the next service meeting and put into practice.
Cuidados intensivos
Cuidados invisíveis
Cuidados palitivos
Cuidados domiciliários
Cuidados paliativos
Cuidados paliativos
Cuidados paliativos
Cuidados paliativos
Cuidados paliativos
Cuidados paliativos