Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

You search for diagnóstico and 627 records were found.

O Diagnóstico para a Sustentabilidade do Concelho de Castelo Branco tem dois grandes objectivos: - Apresentar um diagnóstico do Concelho, simples e acessível; - Apontar para as Áreas Estratégicas, em que assentará Castelo Branco Agenda XXI, posteriormente validadas pela comunidade/actores locais. Tem como propósito abranger e integrar num mesmo documento uma descrição actual e representativa dos sistemas ambientais, sociais, económicos e institucionais do concelho de Castelo Branco, resultando na identificação das suas potencialidades e fragilidades. Deste modo, obtém-se a definição das oportunidades e ameaças do concelho, de forma a assentar as grandes opções estratégicas do Desenvolvimento Sustentável, através de um modelo – Castelo Branco Agenda XXI. Assim, o Diagnóstico para a Sustentabilidade permite avaliar a realidade concelhia e efectuar uma análise prospectiva, nomeadamente no que respeita à identificação de problemas e oportunidades, em consonância com o já planeado pela CMCB, no sentido do Desenvolvimento Sustentável e da melhoria da qualidade de vida.
Relatório do Trabalho de Fim de Curso em Engenharia Zootécnica apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco, do qual só está disponível o resumo.
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Licenciado em Enfermagem Veterinária.
PROBLEMÁTICA: O papel dos cuidados paliativos enquanto acompanhamento do doente e família é muito vasto, surgindo ao longo de todo o processo de doença incurável, desde o seu diagnóstico, aos últimos dias de vida do doente e para além da morte. Os doentes na fase de últimas horas ou dias de vida são indivíduos que necessitam de cuidados especializados. No entanto, existem muitas barreiras que impedem os profissionais de saúde em diagnosticá-lo. Barreiras inerentes ao próprio doente, relacionadas com a equipa e muitas vezes a própria família também funciona como impedimento ao diagnóstico clinico da agonia. OBJECTIVO: Com esta revisão sistemática da literatura pretende-se identificar os fatores que funcionam como obstáculos aos profissionais de saúde, á identificação dos doentes na fase agónica. DESENHO: Estudo qualitativo, revisão sistemática da literatura, metasíntese MÉTODOS: Foram incluídos 10 estudos de natureza qualitativa: 4 artigos de fonte primária, 2 teses de mestrado, 3 artigo de revisão sistemática da literatura e 1 estudo de caso, publicados no horizonte temporal de 2002 a 2012. RESULTADOS: Existem vários fatores que funcionam como impedimento aos profissionais de saúde á identificação do estado de agonia. Foram identificados, após a pesquisa, 3 categorias: Obstáculos entre a equipa e o doente, nomeadamente relacionado com as trajetórias das patologias, e ainda relacionado com os doentes cardíacos; obstáculos entre a equipa e a família, neste inclui-se as barreiras espirituais e culturais e também questões relacionadas com a comunicação; obstáculos no contexto interdisciplinar, relacionados principalmente com a falta de formação profissional. CONCLUSÃO: Apesar da imensidão de estudos no âmbito da medicina paliativa, verificou-se que relacionados com os obstáculos ao diagnóstico do estado de agonia são ainda muito poucos, destacando-se um ou dois autores mais presentes na pesquisa. No entanto, ficou evidente que o principal fator que funciona como impedimento ao diagnóstico clinico do estado de agonia, referido por vários autores, é sem dúvida a falta de formação, essencialmente na identificação dos sinais e sintomas característicos desta fase, e relacionado com competências básicas de comunicação com o doente e família.
Relatório de prática clínica apresentado à Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de mestre em Cuidados Paliativos
Relatório de prática clínica apresentado à Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de mestre em Cuidados Paliativos
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Construção Sustentável.
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Construção Sustentável.
Relatório de Prática Clínica apresentado à Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Cuidados Paliativos.
Contem: Vol. 0: Introduçäo ao diagnóstico de situaçäo e previsöes de discentes
Relatório de prática clínica apresentado à Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de mestre em Cuidados Paliativos.
Disponível na Biblioteca da ESACB na cota C30-18954TFCPAN.
Nos últimos anos tem-se verificado um aumento dos casos de cancro da mama, no entanto a mortalidade tem diminuído, especialmente nos países industrializados, para este facto muito contribuiu a implementação de programas de rastreio do cancro da mama. Neste contexto a mamografia e a ecografia são meios para um diagnóstico precoce. Atualmente têm surgido novos desenvolvimentos nas técnicas de imagem, ao nível da mamografia e ecografia. São abordadas a Tomossíntese Digital da Mama, ecografia volumétrica da mama e Elastografia da mama, que poderão ter um futuro promissor no incremento do diagnóstico do cancro da mama.
10= 10 Conselhos para a prevenção e diagnóstico precoce do cancro
Disponível na Biblioteca da ESACB na cota C30-27223TFCEV.
Relatório do Trabalho de Fim de Curso de Engenharia das Ciências Agrárias – Ramo Animal.
Contém referências bibliográficas
Contém referências bibliográficas
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Licenciado em Engenharia Biológica e Alimentar.
Disponível na Biblioteca da ESACB na cota C30-19296TFCPAN.
Relatório do Trabalho de Fim de Curso em Maquinaria Agrícola apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco, do qual só está disponível o resumo.
Trabalho de Projeto apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Intervenção Social Escolar.
O diagnóstico histoquímico de micobacterioses, através da visualização de bacilos álcool-ácido resistentes (BAAR), em esfregaços corados mediante a técnica de Ziehl-Neelsen, a partir de amostras de tecidos, é considerada como uma boa técnica de diagnóstico presuntivo. Neste estudo pretendeu-se avaliar a frequência de visualização de BAAR em rim e gânglios linfáticos mesentéricos com lesões granulomatosas em veados (Cervus elaphus) e javalis (Sus scrofa). Os esfregaços de cada órgão foram efectuados sobre uma lâmina de vidro e as preparações foram coradas de acordo com o método de Ziehl-Neelsen. Dos 91 esfregaços de gânglios mesentéricos analisados, 46 (50,5%) mostraram BAAR compatíveis, sendo classificados como positivos. Vinte e dois esfregaços de rim dos 25 analisados (88%) apresentaram BAAR. Dos 25 animais, em que foram observados simultaneamente esfregaços de gânglios mesentéricos e rim, 15 (60%) apresentaram resultados coincidentes. Em javalis, a frequência de esfregaços, classificados como positivos, foi de 76,2% (32/42) e em veados de 48,6% (36/74). Neste estudo, o rim revelou-se o órgão com maior frequência de visualização de BAAR, e o javali como a espécie animal que apresentou maior percentagem de resultados positivos.
Contém referências bibliográficas
Contém referências bibliográficas
Apesar do conceito “Agenda 21” ter sido apresentado, pela primeira vez, em 1992, no decurso da Cimeira da Terra, no Rio de Janeiro, só agora está a ser posto em prática, em Portugal, constituindo um novo instrumento de base territorial, de apoio ao Desenvolvimento Sustentável. Partindo deste conceito e explorando os seus pressupostos teóricos, a comunicação centrase no caso estudo da elaboração da Agenda 21 para o concelho de Castelo Branco. Este concelho caracterizase por uma acentuada dicotomia urbano/rural, em que em paralelo à freguesia urbana, sobrevive todo um vasto território de baixa densidade com algum património natural importante, como é o caso do Parque Natural do Tejo Internacional. A elaboração do diagnóstico conduziu a uma análise SWOT cujos resultados foram discutidos em sessões de proximidade com a presença dos actores locais. Foram igualmente elaboradas matrizes de impactes que permitiram identificar os efeitos das actividades humanas sobre os indicadores de sustentabilidade. Paralelamente foi lançado um inquérito à população com o objectivo de auscultar a visão dos albicastrenses sobre a sua cidade. Com base nos elementos recolhidos construiuse uma visão estratégica que se consubstanciou num conjunto de acções que visam promover a sustentabilidade do concelho e que se articulam em torno de três eixos – Território, Conhecimento e Competitividade.
Trabalho de Projeto apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Gerontologia Social.
Trabalho de Projeto apresentado à Escola Superior de Castelo Branco do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Gerontologia Social.
Tese de Doutoramento apresentada a Departament de Ciències de l’Educació, Facultat d’Educació, Universitat de les Illes Balears
Contém referências bibliográficas
Contém referências bibliográficas
Contém referências bibliográficas
Contém referências bibliográficas