Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

You search for estruturas and 1,135 records were found.

A maioria dos edifícios antigos possui pavimentos em madeira que necessitam de intervenção correctiva. Uma das técnicas de reabilitação mais interessantes consiste na adição de uma lâmina de betão por cima da estrutura existente do pavimento, formando então uma estrutura mista madeira-betão. Esta técnica pode ser aplicada sem grande perturbação do funcionamento normal do edifício existente. Após a operação, a nova estrutura oferece um aumento significativo da sua capacidade de carga e da sua rigidez de flexão. Para além destas, também as características de isolamento acústico e resistência ao fogo são melhoradas. A utilização de betão de agregados leves em alternativa ao betão normal permite a obtenção de ganhos de desempenho consideráveis. O mais significativo advém precisamente da possibilidade de diminuição do peso próprio da estrutura do pavimento em cerca de 40%. Com o intuito de analisar o comportamento das estruturas mistas madeira-betão com a utilização de betão leve estrutural fabricado a partir de agregados leves de argila expandida de origem nacional, foi estabelecido um programa experimental alargado. Os ensaios principais foram realizados em vigas mistas, com 5,4 m de vão, e em pequenos provetes de ligações mistas (0,30x0,16x0,48 m3), ambos em condições de carga de curta duração e longa duração. Os resultados obtidos na caracterização mecânica da ligação são utilizados em modelações de elementos finitos, com o objectivo de antecipar o comportamento em flexão das vigas mistas. Os valores assim obtidos são comparados com os resultados dos ensaios de flexão nas vigas mistas, permitindo a compreensão dos modos de rotura e a origem da capacidade dúctil da estrutura. Os principais resultados indicam que a utilização de agregados leves na especificação de betão estrutural para estruturas mistas madeira-betão pode ser efectuada sem perda significativa de desempenho, obtendo até um balanço positivo em relação ao betão normal considerando, por exemplo, o comportamento diferido global da estrutura.
Os grandes incêndios florestais têm sido o fenómeno com mais impacte na perturbação dos espaços florestais. A modelação do comportamento e desenvolvimento espacial de uma frente de fogo contribui para melhorar as decisões de localização de infra-estruturas de apoio à supressão de incêndios florestais.
Estruturas cognitivas
O objectivo deste artigo é efectuar uma análise comparativa de normas no dimensionamento de estruturas offshore com foco em elementos circulares tubulares em aço. Pretende concluir-se acerca do conservadorismo associado a dois grupos de normas: offshore vs. construção. Para tal, a capacidade resistente obtida pela ISO 19902 será confrontada com a obtida pelo Eurocódigo 3 (que não contém indicações específicas para estas estruturas) através da parte 1-1 e 1-6. Por fim, estas resistências serão comparadas com uma análise numérica para esforços de compressão e pressão hidrostática, concluindo-se que ambas as partes do EC3 podem, de uma forma geral, ser aplicadas a estruturas offshore.
No presente artigo apresenta-se o comportamento mecânico de ligações de perfis tubulares comumente utilizados em estruturas offshore. As normas Norsok N-004, ISO 19902 e Eurocódigo 3 (EC3) Parte 1-8 são utilizadas para a determinação da resistência das ligações. Diferentes configurações de ligações planares são utilizadas, nomeadamente X, Y e K. Uma análise elásto-plástica das ligações é efectuada recorrendo a um software comercial de elementos finitos, determinando-se curvas força/deslocamento e momento/rotação. Este estudo permite concluir que as normas determinam valores conservadores para reduzidos valores de esbelteza dos tubos e que a utilização do EC3 está condicionada aos limites indicados na norma.
Estruturas afiliativas
Estruturas de betão
Estruturas em betão
Estruturas de betão
Estruturas de betão
Estruturas de betão
Estruturas de betão
Estruturas de betão
Estruturas de betão
Estruturas
Estruturas
Estruturas
Estruturas
O Plano de Desenvolvimento Integrado do Município de Idanha-a-Nova foi elaborado com o intuito de servir de suporte ao planeamento de acções de intervenção no território, conforme as indicações da Portaria n.º 1037/2009 de 11 de Setembro. Em territórios com as características biofísicas e socioeconómicas como as do Concelho em apreço, as orientações aceites para desenvolvimento e promoção da competitividade, passam por uma actuação conducente ao reforço da capacidade de competição do sector agrícola. Neste contexto, as infra-estruturas disponíveis assumem um papel crucial. Como tal, e com base no diagnóstico efectuado, as acessibilidades emergiram como área crítica a que urge atender no sentido de corrigir a situação. Por isso a proposta de intervenção que apresentamos é essencialmente focada na melhoria das acessibilidades às explorações agrícolas, ampliação da rede eléctrica, construção de saneamento básico e de pontões. Com esta infra-estruturação pretende-se potenciar a pequena e média empresarialidade agroindustrial, que constitui um sector preponderante na economia local, promovendo a sua modernização, diversificação e viabilização das actividades produtivas, com vista à melhoria do seu rendimento e prestação ambiental.
Um incêndio numa estrutura de betão pode provocar danos muito leves, cuja intervenção é simples e superficial, ou muito graves podendo exigir a demolição total ou parcial da estrutura. A seguir ao incêndio será necessário fazer uma avaliação e classificação dos danos seguida duma selecção dos métodos e materiais de reparação mais apropriados. Nesta comunicação apresenta-se uma visão geral dos diferentes aspectos da avaliação e classificação dos danos das estruturas após incêndio e suas técnicas de reparação.
Disponível na Biblioteca da ESACB na cota C30-18617TFCMA.
Dissertação de Mestrado em Engenharia Mecânica apresentada ao Instituto Superior Técnico da Universidade Técnica de Lisboa.
Trimestral
As construções de betão quando sujeitas a um incêndio podem sofrer degradações leves, cuja intervenção é simples e superficial, ou profundas podendo exigir a demolição total ou parcial da estrutura. Após um incêndio, torna-se necessário avaliar o tipo e o nível de deterioração dos elementos construtivos, de modo a proceder a uma avaliação e classificação das anomalias seguida duma seleção dos métodos e materiais de reparação mais apropriados. Nesta comunicação, apresenta-se uma visão geral dos diferentes aspetos da avaliação e classificação de anomalias das estruturas após incêndio e propõe-se um conjunto de procedimentos e técnicas de reparação.
Agricultura
Estruturas dos grupos
Estruturas dos grupos
Estruturas dos grupos
Descrição baseada em: Ano 2, nº 3 (Março 1998)
Estruturas de betão
Descrição baseada em: Ano 2, nº 3 (Março 1998)
Apresenta-se um estudo onde foram testados métodos de análise espacial de forma a caracterizar a evolução das estruturas ecológicas da paisagem e avaliar as alterações funcionais dessa paisagem. A avaliação da estrutura e funcionalidade da paisagem foi baseada essencialmente nas abordagens de vários autores relativas à quantificação de determinados parâmetros ao nível da Ecologia da Paisegem. Com base na análise diacrónica foi possível estabelecer uma comparação entre os resultados obtidos pelos vários métodos de avaliação dos impactes das alterações de uso e a evolução dos usos realmente verificado. Desta forma procurou-se concluir das relações de causalidade existente entre as modificações do uso e as alterações ambientais verificadas. Este estudo constituiu assim, uma tentativa de sistematização da aplicabilidade de índices e metodologias da Ecologia da Paisagem à análise de quadros de uso e das suas modificações.
Trabalho de projeto apresentado à Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de mestre em Construção Sustentável.
Trabalho de projeto apresentado à Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de mestre em Construção Sustentável.
O objectivo do estudo foi testar métodos de análise ambiental que permitam analisar o efeito de tipologias específicas de perturbação de modo a permitir a sua utilização prospectiva no processo de planeamento e gestão do território. Para tal procedeu-se à análise em termos de usos e funções ecológicas a evolução de uma área de características sub-regionais, localizada na Península de Setúbal. Trata-se de uma faixa com orientação W-E, abrangida pelas folhas n.º 453 e 454 da Carta Militar de Portugal à escala 1:25 000, tendo sido esta a escala adoptada. Para o momento inicial e para o momento actual, assim como para um momento intermédio, procedeu-se a uma caracterização e análise estrutural dos principais elementos constituintes da estrutura ecológica, de forma a poder-se analisar a transformação da área do ponto de vista das estruturas biológicas. Para cada um dos momentos referidos testou-se a validade e utilidade de um conjunto de índices funcionais e estruturais desenvolvidos por vários autores, designadamente por Forman et al. (1986); Shannon et al. (1962); Romme et al. (1982), Hoover et al. (1991); Short (1988) em termos da representação dos sistemas ecológicos e da sua resposta a perturbações. A análise diacrónica dos valores dos índices de avaliação e caracterização estrutural e ecológica permitiu assim caracterizar os impactes provocados pelas alterações de uso. Com base nesta análise estabeleceu-se uma comparação entre os resultados obtidos pelos vários métodos de avaliação dos impactes das alterações de uso e a evolução dos usos realmente verificada.
Maquinaria e equipamento agrícola
Física
Maquinaria e equipamento agrícola
O trabalho tem como objectivo identificar a relação existente entre as comunidades de aves que nidificam na sub-região Beira Interior  Sul e  a estrutura da paisagem. Identificou‐se um conjunto  de  métricas  espaciais  que  caracterizem  a  estrutura  da  paisagem,  bem  como  as tipologias fisionómicas  de habitat passíveis de influenciar a distribuição das comunidades de passeriformes  nidificantes.  A  informação referente  à  ocupação  de solo  foi  processada  no  programa  ArcGIS  9.3.1,  com  recurso  à  extensão  Patch  Analyst.  Os  dados  resultantes,juntamente com a informação referente às aves nidificantes, foram posteriormente analisadosatravés de Análise Canónica de Correspondências (ACC) e de Análise Classificativa (AC). Os resultados deste estudo  mostram que a Beira Interior Sul apresenta locais com uma riqueza específica significativa no que diz respeito  às  comunidades  de  passeriformes  nidificantes,embora os resultados obtidos não sejam  idênticos para toda a sub-região. Os resultados da ACC,  mostram  que  as  tipologias  fisionómicas  de  habitat  têm  uma  grande  influência  na distribuição das comunidades avifaunísticas. A análise classificativa permitiu complementar a análise ACC, permitindo identificar tipologias fisionómicas importantes, em que predominam os estratos arbóreo e arbustivo, cujos  resultados estão em conformidade com os grémios de alimentação e nidificação  identificados  para as espécies estudadas.
O estudo teve como objectivo identificar a relação existente entre as comunidades de aves que nidificam na sub-região Beira Interior Sul (BIS) e a estrutura e composição da paisagem desse território. Procurou-se, igualmente, verificar a importância da rugosidade do terreno na distribuição destas comunidades. Foi também objectivo deste estudo identificar um conjunto de métricas espaciais que caracterizem a estrutura da paisagem, bem como as tipologias fisionómicas de habitat passíveis de determinar a distribuição das comunidades de passeriformes nidificantes. A informação referente à ocupação do solo foi processada no programa ArcGIS 9.3.1, com recurso à extensão Patch Analyst. A informação relativa à rugosidade do terreno foi analisada através extensão da Land Facet Corridor Tools. Os dados resultantes, juntamente com a informação referente às aves nidificantes, foram posteriormente analisados através de Análise Canónica de Correspondências (ACC) e de Análise Classificativa (AC). Os resultados mostram que a BIS apresenta locais com uma riqueza específica significativa no que diz respeito às comunidades de passeriformes nidificantes, embora os resultados obtidos não sejam idênticos para toda a sub-região. O valor de 11,7, correspondente à riqueza específica média é razoável, mas apresenta um desvio padrão de 5,2, que expressa essa realidade. Este facto pode ser explicado por diversos factores como o zonamento do território, em que se distingue um sector oeste mais homogéneo, com clara dominância florestal e menor disponibilidade de nichos ecológicos, de um sector este com maior heterogeneidade e proporcionalidade de ocupações do solo, permitindo a existência de mais nichos ecológicos para as diferentes espécies de aves. Os resultados da ACC, embora mostrem a importância da estrutura da paisagem na distribuição dos passeriformes nidificantes, ao explicar 16% da variação total, demonstraram que na BIS, a ocupação do solo é um factor mais relevante, na medida em que explica 37% da variação total. Foi também demonstrada a importância de incluir índices de rugosidade da superfície do terreno, porque esta opção permitiu melhorar a explicação da variação total da estrutura da paisagem em 5%. A análise classificativa permitiu a identificação de tipologias fisionómicas importantes em que predominam os estratos arbóreo e arbustivo, cujos resultados estão em conformidade com os grémios de alimentação e nidificação identificados para as aves estudadas.
Em Ecologia das Comunidades sempre existiu um interesse em estudar as relações entre a abundância das espécies de aves e os atributos estruturais da vegetação. No entanto, existem poucos estudos que abordem explicitamente a possibilidade de aperfeiçoamento dos métodos de classificação da vegetação com base na sua utilização como habitat por parte de espécies faunísticas. O objectivo principal do presente estudo foi a identificação das medidas dos atributos da vegetação com maior influência na presença de espécies avifaunísticas em sistemas agro-florestais no Sul de Portugal. Esta abordagem classificativa dos tipos de habitat permite o desenvolvimento de estratégias de gestão desses agrossistemas sob a perspectiva da conservação da natureza. Foram definidos quatro transectos lineares localizados em Évora (Santa Sofia e Valverde) e Apostiça (Lagoa do Golfo e Marco do Grilo). Mediu-se um conjunto de variáveis com o intuito de descrever os atributos da vegetação que a caracterizam como habitat. O levantamento da avifauna foi realizado com recurso ao método de transectos lineares com distância variável. Recorreu-se à utilização de métodos de análise multivariada de forma a relacionar a presença/ ausência de comunidades avifaunísticas com os diferentes atributos estruturais da vegetação, designadamente a sua estrutura vertical, a percentagem relativa aos diversos tipos de coberto vegetal e índices de diversidade. Através de métodos de regressão simples analisou-se, ainda, a relação entre a diversidade avifaunística e os descritores estruturais e de diversidade da vegetação. Definiram-se gradientes fisionómicos a partir das variáveis estruturais, verificando-se que as comunidades de aves respondem a estas diferenças e que a diversidade que as caracteriza está relacionada com os gradientes de cobertura dos estratos arbóreo e arbustivo.
Dissertação apresentada à Escola Supeior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco com vista à obtenção do Grau de Mestre em Sistemas de Informação Geográfica - Recursos Agro-Florestais e Ambientais.
Contém referências bibliográficas
Literatura infantil
Relaçöes económicas internacionais
Linguística estrutural
Contém referências bibliográficas
Relaçöes económicas internacionais