Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

You search for idosos and 667 records were found.

Trabalho de projeto apresentado à Escola Superior de Educação de Castelo Branco do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Gerontologia Social.
O artigo pretende fazer uma análise relativamente à forma como uma inclusão digital pode potenciar a inclusão social das pessoas mais idosas. De acordo com os dados recolhidos em diferentes países, as pessoas mais idosas têm um conhecimento muito básico ou inexistente no que diz respeito ao acesso e à utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC). A falta de familiarização e utilização das TIC em anteriores atividades profissionais ou em espaços de lazer, fazem com que as pessoas não as sintam fundamentais ou necessárias no seio das suas rotinas diárias. pelo facto de serem cidadãos infoexcluídos são, consequentemente, também cidadãos socialmente excluídos. Por isso, é pertinente e prioritário que se implementem medidas que visem a sua infoinclusão para que sejam socialmente incluídas de forma a que possam exercer, de pleno direito, a sua cidadania.
A presente comunicação insere-se no âmbito de um estudo de caso de natureza qualitativa, realizado numa turma de informática da Universidade Sénior Albicastrense (USALBI), durante o ano letivo 2010/2011, com o objetivo de compreender a importância das TIC em geral, e do Facebook, em particular, na promoção do envelhecimento ativo e na qualidade de vida dos idosos. Tendo em conta a realidade atual em que os idosos se encontram inseridos, no grupo de cidadãos info-excluídos, surgiu o interesse em realizar este estudo, de modo a refletir acerca das políticas sociais para a promoção da infoinclusão destes cidadãos idosos. Atualmente as redes sociais digitais são uma ferramenta de comunicação utilizada por muitas pessoas pelo que os idosos não podem nem devem ficar excluídos. Neste âmbito, o Facebook é a maior rede social digital em todo o mundo, sendo importante investir na formação dos idosos de modo a poderem usufruir das potencialidades desta plataforma. Globalmente, esta investigação consistiu na observação não participante dos idosos da turma de informática, na realização de entrevistas semiestruturadas aos idosos e à professora de informática e também na aplicação de uma grelha de exploração cronológica baseada nas funcionalidades do Facebook. Os resultados deste estudo permitiram constatar que as TIC permitem um acesso rápido à informação, são um instrumento de atualização de conhecimentos e uma ferramenta utilizada por estes idosos para comunicar. Quanto ao Facebook, concluiu-se que é uma rede social digital extensível a todas as idades, promove a socialização, combate o isolamento, contribuindo para uma aprendizagem ao longo da vida, permitindo ainda dar resposta social positiva, para que os idosos possam ter um mais adequado envelhecimento ativo e uma melhoria significativa na sua qualidade de vida.
Trabalho de Projeto apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Gerontologia Social.
Ao longo do séc. XX, a história da demografia europeia ficou associada à afirmação do processo de envelhecimento, sendo que no séc. XXI ocorreu uma generalização, em larga escala, desse processo à totalidade do território europeu e mundial, atendendo ao significado, perfil, protagonismo e necessidades de uma população idosa em profundas transformações. Com as alterações biológicas sofridas no processo de envelhecimento, há um crescimento na utilização do ambiente doméstico e na necessidade de interação social, sendo, por isso, importante a manutenção desses indivíduos na sua própria casa. O reconhecimento do significado da luz deve ser uma constante no desenvolvimento dos projetos de design de interiores, em geral, e nos projectos de design de iluminação, em particular. A relação entre a iluminação e o envelhecimento, deve ter o foco centrado em quem vivência o espaço, privilegiando o conforto e a segurança, que são requisitos básicos para a promoção de uma melhor qualidade de vida, e na permanência desses indivíduos nos seus ambientes sociais.
Trabalho de Projeto apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Gerontologias Social.
Objetivos: Avaliar e quantificar o impacto do tratamento de fisioterapia, utilizando exclusivamente a Nintendo Wii®, na Qualidade de Vida relacionada com a saúde dos sujeitos com 65 anos ou mais e as mudanças na cognição, equilíbrio, coordenação e desempenho das Atividades da Vida Diária após o protocolo; Inquirir o grau de adesão ao treino. Material e Métodos: 30 sujeitos em dois momentos de avaliação. Medidas aplicadas: SF-12, MSE, TUG e com tarefa cognitiva, Escala de Equilíbrio de Berg, avaliação da coordenação e Escala de Barthel. Intervenção durante 4 semanas, 2 por semana, 60 minutos, em 8 sessões. Resultados: Ganhos em todas as escalas, com significado estatístico na Escala de Saúde Mental Geral, componente do SF-12 (p=0,008), MMSE (p=0,007), TUG normal (p=0,003), TUG com tarefa cognitiva (p=0,028) e Protocolo de Avaliação da Coordenação proposto por O’Neil et al. (p=0,008). Da amostra 46,67% teve um Baixo Grau de Adesão, 30% Médio Grau de Adesão, e 23,33% Alto Grau de Adesão. Conclusões: Um protocolo de intervenção de 4 semanas com a Nintendo Wii Sports® (bowling) em sujeitos institucionalizados, apresenta benefícios na QV relacionada com a Saúde Metal e de cognição, e dimensão física da coordenação e capacidade para a dupla-tarefa.
Objetivos: Avaliar e quantificar o impacto do tratamento de fisioterapia, utilizando exclusivamente a Nintendo Wii®, na Qualidade de Vida relacionada com a saúde dos sujeitos com 65 anos ou mais e as mudanças na cognição, equilíbrio, coordenação e desempenho das Atividades da Vida Diária após o protocolo; Inquirir o grau de adesão ao treino. Material e Métodos: 30 sujeitos em dois momentos de avaliação. Medidas aplicadas: SF-12, MSE, TUG e com tarefa cognitiva, Escala de Equilíbrio de Berg, avaliação da coordenação e Escala de Barthel. Intervenção durante 4 semanas, 2 por semana, 60 minutos, em 8 sessões. Resultados: Ganhos em todas as escalas, com significado estatístico na Escala de Saúde Mental Geral, componente do SF-12 (p=0,008), MMSE (p=0,007), TUG normal (p=0,003), TUG com tarefa cognitiva (p=0,028) e Protocolo de Avaliação da Coordenação proposto por O’Neil et al. (p=0,008). Da amostra 46,67% teve um Baixo Grau de Adesão, 30% Médio Grau de Adesão, e 23,33% Alto Grau de Adesão. Conclusões: Um protocolo de intervenção de 4 semanas com a Nintendo Wii Sports® (bowling) em sujeitos institucionalizados, apresenta benefícios na QV relacionada com a Saúde Metal e de cognição, e dimensão física da coordenação e capacidade para a dupla-tarefa.
Trata-se de um estudo qualitativo, que analisa a integração em um lar de idosos, numa vila portuguesa, de uma adulta com dificuldades intelectuais e desenvolvimentais (DID). O estudo aborda a inclusão institucional dessa cidadã deficiente, de modo a sensibilizar os técnicos para a tomada de decisões, no âmbito da intergeracionalidade e da gerontologia educacional, com a implementação de medidas de intervenção, que visem desenvolver suas competências básicas. São objetivos de fundamentação: conhecer o percurso de vida do sujeito em estudo e sua integração na instituição para idosos; investigar se essa valência do lar está preparada para receber indivíduos com DID; analisar as medidas adotadas para a inclusão de indivíduos adultos; estabelecer medidas que promovam uma verdadeira inclusão intergeracional (plano de intervenção). Identificaremos as barreiras arquitetónicas da instituição, a capacitação do quadro técnico para trabalhar com indivíduos adultos com DID e idosos, para além de propor medidas institucionais para a inclusão do sujeito em estudo. Construímos o percurso de vida da adulta realizando entrevistas semiestruturadas com o pessoal técnico do lar, o irmão e um amigo idoso, usando a técnica da análise de conteúdo (categorias), realizamos observações (documentais, naturais e participantes), registramos notas de campo e procedemos à triangulação de dados e metodologias. Propusemos um plano de intervenção com estratégias de inclusão, durante o semestre de 2014, para ajudá-la a se inserir ativamente na instituição e na escola anexa, estimulando-a a desenvolver competências e habilidades sociais, de modo a ser uma cidadã autónoma, participativa e incluída.
São apresentados indicadores desenvolvidos no âmbito do projeto OTALEX C, relativos à Sustentabilidade Territorial, mais concretamente com a acessibilidade espacial, designadamente indicadores de acesso em tempos mínimos a serviços básicos sanitários (centros de saúde, hospitais, residências de idosos e centros de dia) e educativos (escolas, estabelecimentos de ensino secundário e superior), bem como a núcleos de população de hierarquia superior (cidades com mais de 20000, 50000 e 200000 habitantes). Estes indicadores serão incorporados à bateria de indicadores de sustentabilidade do projeto OTALEX C.
O artigo pretende apresentar uma contextualização relativa à dinâmica do processo de envelhecimento com uma reflexão acerca das suas diferentes valências. Tendo em consideração o aumento da esperança de vida, torna-se importante promover uma aprendizagem ao longo da vida ‘para’ e ‘com’ os cidadãos mais idosos. Neste âmbito, é realizada uma abordagem multidisciplinar onde se destaca a importância da gerontologia e da gerontagogia, num contexto de formação que se pretende ser mais ajustada às necessidades dos cidadãos mais idosos. Neste particular, de formação ao longo da vida, é dado um particular realce às Universidades da Terceira Idade a funcionar em Portugal, relativamente ao seu contributo educativo e, ao mesmo tempo, o seu contributo social. Atendendo ao facto de cada vez mais a presente sociedade do século XXI assentar em serviços e plataformas digitais, o artigo visa ainda promover uma reflexão crítica relativamente aos designados ‘nativos digitais’ e aos ‘imigrantes digitais’, no que respeita às respetivas competências digitais que lhes permitem exercer os seus direitos e os seus deveres como cidadãos. Neste novo contexto digital, torna-se importante incluir os cidadãos mais idosos no sentido de os capacitar para estes novos desafios proporcionando-lhes condições para que possam usufruir de um melhor e mais adequado envelhecimento.
O artigo pretende apresentar uma contextualização relativa à dinâmica do processo de envelhecimento com uma reflexão acerca das suas diferentes valências. Tendo em consideração o aumento da esperança de vida, torna-se importante promover uma aprendizagem ao longo da vida ‘para’ e ‘com’ os cidadãos mais idosos. Neste âmbito, é realizada uma abordagem multidisciplinar onde se destaca a importância da gerontologia e da gerontagogia, num contexto de formação que se pretende ser mais ajustada às necessidades dos cidadãos mais idosos. Neste particular, de formação ao longo da vida, é dado um particular realce às Universidades da Terceira Idade a funcionar em Portugal, relativamente ao seu contributo educativo e, ao mesmo tempo, o seu contributo social. Atendendo ao facto de cada vez mais a presente sociedade do século XXI assentar em serviços e plataformas digitais, o artigo visa ainda promover uma reflexão crítica relativamente aos designados ‘nativos digitais’ e aos ‘imigrantes digitais’, no que respeita às respetivas competências digitais que lhes permitem exercer os seus direitos e os seus deveres como cidadãos. Neste novo contexto digital, torna-se importante incluir os cidadãos mais idosos no sentido de os capacitar para estes novos desafios proporcionando-lhes condições para que possam usufruir de um melhor e mais adequado envelhecimento.
Esta investigação tem como objetivo determinar qual a capacidade funcional e a composição corporal (IMC) de idosos sedentários e com prática de atividade física formal e não formal. Amostra composta por 90 idosos voluntários de ambos sexos, aparentemente saudáveis, com idades compreendidas entre 65 e 93 anos, com uma idade média de 75 ± 8 anos. O estudo baseou-se na aplicação da bateria de Rikli & Jones (1999) para avaliar a capacidade funcional dos idosos e o IMC foi avaliado através das medidas antropométricas. Os dados obtidos foram tratados através da análise de variância (SCHEFFÉ). Nos indivíduos que praticam atividade física formal, os resultados obtidos foram significativamente (p ≤ 0,05) melhores em todas as provas, em comparação com os indivíduos sedentários. Nos Indivíduos que praticam atividade física não formal, os resultados obtidos foram significativamente (p≤ 0,05) melhores em quatro provas da bateria. Os resultados indicam que a prática de sessões de exercício supervisionado e com objetivos quanto à intensidade e tipo de exercício, contribui para a melhoria da capacidade funcional e do IMC, da população idosa.
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física na especialidade de Gerontomotricidade.
Relatório do trabalho de fim de curso de Nutrição Humana e Qualidade Alimentar apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
O aumento da esperança de vida e o envelhecimento da população são desafios à capacidade de suporte intergeracional nas sociedades desenvolvidas. A idade, a incapacidade funcional e a deterioração do estado de saúde são fatores de institucionalização. O envelhecimento ativo, ao preservar a autonomia e funcionalidade, permite manter os indivíduos nas suas comunidades. As mudanças na estrutura das famílias e a crescente mobilidade dos seus elementos colocam novos problemas, para os quais são necessárias novas respostas. OBJECTIVOS: Identificar formas de manutenção da funcionalidade, monitorizar a autonomia após institucionalização e Identificar modelos alternativos. MATERIAIS E MÉTODOS: Apresentam-se dados de 2 estudos. a) Avaliação de um programa de fisioterapia com idosos institucionalizados (n=30) e b) Avaliação da capacidade de realização de AVD's básicas e instrumentais (n=27) após institucionalização, durante 6 meses, com um grupo de controlo (n=30) a viver na comunidade. RESULTADOS: No primeiro estudo os resultados revelam ganhos significativos em todas as variáveis controladas. No segundo estudo os idosos institucionalizados revelam um decréscimo mais acentuado nas AVD's básicas e nas instrumentais. DISCUSSÃO: A participação num programa de atividade revela uma reserva funcional que pode ser mobilizada, traduzindo-se em melhores níveis de funcionalidade e autonomia. Indivíduos que passam a ter suporte externo para a realização das AVD's parecem reduzir significativamente a capacidade para a sua realização. CONCLUSÃO:Manter a funcionalidade e a autonomia devem ser hoje objetivos integrantes de um envelhecimento ativo e apresentam-se como desafios para a solidariedade intergeracional, no que diz respeito ao objetivo de manter os idosos nas suas comunidades. Alguns exemplos de modelos alternativos à institucionalização devem ser explorados e aprofundados.
Documento disponível na Biblioteca da ESART na cota : 728 - 5102
Trabalho de Projeto apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Gerontologia Social.
Em Portugal, a disciplina académica da arquitectura paisagista é impulsionada pelo Professor Caldeira Cabral. É a arte de organizar o espaço exterior em relação à necessidade e vontade do Homem, em equilíbrio e harmonia com a Natureza. Um espaço bem concebido confere bem-estar ao seu visitante. No que concerne ao design de espaços exteriores, existem algumas premissas a ter em conta, em termos de satisfação das necessidades, limitações, capacidades e motivações do sénior. Neste sentido, mencionam-se alguns estudos significativos na área.
Relatório de Projeto Final de Curso de Licenciatura em Design de Interiores e Equipamento apresentado à Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco.