Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

You search for internacional and 731 records were found.

Relatório do Trabalho de Fim de Curso em Engenharia das Ciências Agrárias – Ramo Rural e Ambiente apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco, do qual só está disponível o resumo.
Relatório do Trabalho de Fim de Curso de Produção Agrícola apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
Dissertação apresentada à Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de Ciências e Tecnologia, para obtenção do Grau de Doutor em Engenharia Química
Poster apresentado no Congresso Internacional de Análises Clínicas e Saúde Pública,promovido pela Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Castelo Branco e que obteve o prémio de melhor poster.
O projecto Agro 940: “Melhoria da Qualidade da Ginja de Óbidos e Alcobaça” foi aprovado em 2006, na sequência do convite à apresentação de candidaturas da Medida 8 – Desenvolvimento Tecnológico, Acção 8.1 – Desenvolvimento Experimental e Demonstração, para “Valorização dos Produtos Tradicionais no Âmbito da Fruticultura”. A produção de licores e aguardentes a partir dos frutos da ginjeira, existe em todas as regiões onde haja ginjeiras, seja em Portugal, seja no resto do mundo (Moreiras, 2006). No entanto, a projecção nacional e internacional que os licores de ginja produzidos e vendidos no entorno histórico e patrimonial do Castelo de Óbidos e do Mosteiro de Alcobaça, a sua antiguidade e o carácter artesanal da sua produção justificam a inclusão da Ginja de Óbidos e Alcobaça como um produto tradicional no âmbito da fruticultura. O prazo de realização do projecto, 18 meses, foi muito curto para os problemas técnicos da cultura e da implementação da IGP (Indicação Geográfica Protegida), tendo começado em Junho de 2006, já no final da época de colheita, e terminado em Dezembro de 2007, o que, na prática, deu oportunidade ao acompanhamento de apenas um ciclo cultural. Espera-se que este trabalho possa dar um contributo positivo para caracterizar a situação, fazer o levantamento dos estrangulamentos ao desenvolvimento da produção do fruto e do licor e lançar algumas pistas para a solução dos problemas mais prementes. Espera-se também que o projecto possa ter continuidade na prática e no espírito dos produtores do fruto e do licor, de forma a congregar esforços na obtenção de apoios oficiais para a resolução desses problemas. Para além dos aspectos técnicos que serão abordados neste trabalho, a ginja (fruto, árvore ou licor) está presente na história, na cultura, na literatura e na arte, como recentemente foi publicado por Paulo Moreiras no seu “Elogio da Ginja” (Moreiras, 2006), cuja leitura se recomenda vivamente, como complemento a este manual. Outra leitura fácil e acessível foi publicada pelo COTHN (Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional), o “Guia da Ginja” (Sobreiro e Lopes, 2003).
O empreendedorismo tendo sido objeto de diversa literatura, bem como alvo de vários projetos na área, no sentido de promover o empreendedorismo enquanto pilar essencial para o desenvolvimento económico. Exemplo é o projeto GEM (Global Entrepreneurship Monitor), referência a nível mundial na monitorização das dinâmicas de Empreendedorismo no mundo, o qual estuda o papel do empreendedorismo enquanto fator de crescimento económico de países e nações e sugere políticas adequadas para que possam aumentar o seu nível da actividade de empreendedorismo. Recentemente, a literacia financeira tem vindo a preocupar as entidades públicas e privadas a nível internacional e nacional. No lado americano, a agência governamental GAO (Government Accountability Office) aponta vários estudos que convergem no facto de que a grande maioria dos adultos e estudantes desconhece conceitos básicos sobre economia, incluindo os riscos associados a cada opção de investimento, e sublinha que a pobre literacia financeira pode reduzir o bem-estar económico. Semelhantemente, a Comissão Europeia reconhece os benefícios da oferta de um nível adequado de educação financeira aos cidadãos de todas as idades e classes. Por seu turno, a Associação Portuguesa de Bancos (APB) define que a “Literacia financeira é ter cidadãos instruídos e informados (…) para que possam tomar decisões económicas e financeiras fundamentadas (…) que contribuam para a sua qualidade de vida e para a estabilidade macroeconómica”. Destaca-se ainda, o estudo PISA (Programme of International Student Assessment) pela OCDE que testará a literacia financeira dos alunos de países, dando como exemplo que entre os 15 e os 18 anos a maioria dos jovens toma uma decisão financeira importante: investir ou não na educação em termos de ensino superior. Não será esta a primeira atitude empreendedora relevante para a maioria dos estudantes que optam por este investimento? O objectivo deste trabalho é, identificar factores que contribuam para a melhoria da eficácia das políticas/atividades públicas e privadas de incentivo às práticas de empreendedorismo, sendo dado especial ênfase ao papel da literacia financeira. Além de exemplos/exercícios, será apresentado um jogo de simulação que pretende desenvolver, em simultâneo, as duas competências: desenvolvimento de uma atitude criativa/empreendedora e aumento da literacia financeira do público-alvo.
Trabalho de projecto apresentado à Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de mestre em Construção Sustentável.
A relação entre as dinâmicas do território e os fenómenos de reestruturação sectorial é, por certo, um dos ramos do conhecimento e da intervenção pública em que uma sistemática análise reflexiva se torna mais premente. Nos territórios de baixa densidade redobra de importância a investigação sobre esta dialéctica entre território e função. A análise da fileira da madeira no Pinhal Interior Sul (Oleiros, Proença-a-Nova, Sertã, Vila de Rei e Mação) pareceu corporizar um objecto de estudo com características únicas até porque, por um lado, é uma problemática relativamente pouco estudada e, por outro, constitui, sem sombra de dúvida, um eixo estratégico da economia desta sub-região que interessa potenciar sob o ponto de vista da criação de riqueza e de emprego. O presente Estudo tem como objectivo geral conhecer aprofundadamente a realidade empresarial das indústrias transformadoras da madeira no Pinhal Interior Sul, no sentido de fundamentar intervenções de sentido estratégico que visem estruturar esse conjunto de actividades, dotando-as de acrescidos factores de competitividade. A clara maioria das empresas inquiridas durante o trabalho de campo que foi realizado funda ainda as suas vantagens competitivas em estratégias de volume e na optimização da relação qualidade/custo, o que, num cenário tendencial de concorrência acrescida à escala internacional, será cada vez mais insuficiente como garantia de sucesso empresarial. As empresas, no essencial, assentam as suas estratégias numa concepção produtivista, que assimila modernização e inovação, relegando para o papel meramente acessório outras dimensões incontornáveis do fenómeno inovatório, como sejam as modalidades associadas à gestão, à formação dos recursos humanos e à inserção nos circuitos comerciais. A aposta deve passar pela criatividade e inovação, acompanhada por uma forte agressividade comercial, passo esse que reputamos como decisivo na afirmação competitiva das empresas da fileira da madeira. A fileira da madeira, no Pinhal Interior Sul, parece padecer de um claro défice de activação e articulação entre os diversos actores institucionais e de uma escassa aproximação destes ao universo empresarial. A esta situação não será alheia, por um lado, a falta de uma forte voz de liderança institucional e organizacional e, por outro, e paralelamente, o vazio de prospectiva estratégica que possa ajudar no enquadramento do comportamento dos empresários e entidades do sector público e associativo.
Definição de Enfermagem e o que são cuidados de Enfermagem, breve referência à sua história, bem como uma síntese histórica da Enfermagem em Portugal e a sua evolução até à actualidade. Referindo as várias organizações sindicais e as várias alterações quer de legislação, quer de organização do Ensino da Enfermagem em Portugal, bem como as várias portarias e decretos-lei que as sustentam. Destacando pontos fulcrais na história da Enfermagem em Portugal, que revolucionaram o ensino da Enfermagem e o seu reconhecimento social, como sejam: • 1988 – Integração do ensino de enfermagem no Sistema Educativo Nacional (Dec.-Lei nº 480 de 23 de Dezembro) • 1991 – Criado o 1º Mestrado em Ciências da Enfermagem, em Lisboa pela UCP. Levando à valorização da profissão e ao desenvolvimento dos saberes em Enfermagem • 1995 – Marta Lima Bastos, 1ª Enfermeira a defender a tese de Doutoramento numa Universidade Portuguesa • 1996 – Publicação do Regulamento do Exercício Profissional do Enfermeiro (REPE) (Dec.-Lei nº 161/96 de 4 de Setembro) • 1998 – Criação da Ordem dos Enfermeiros Portugueses, respectiva aprovação e publicação dos seus Estatutos, aos quais está anexo o Código Deontológico dos Enfermeiros Portugueses (Dec.-Lei nº 104/98 de 21 de Abril) • 2001 – Integração das Escolas Superiores de Enfermagem nos Institutos Superiores Politécnicos da região. • 2002 – A partir desta data houve a abertura de várias Escolas privadas de Enfermagem por todo o país, e principalmente no Norte. Muitas foram as Escolas que passaram a Escolas Superiores de Saúde. Várias Universidades abriram Doutoramentos em Enfermagem • 2006 – Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem (CIPE), permite a existência de uma linguagem comum, de modo a haver uma comunicação adequada entre os profissionais de saúde, facilitando o desenvolvimento da investigação. Em Junho de 1999, os Ministros da Educação de 29 estados europeus (entre os quais Portugal), assinam a DECLARAÇÃO DE BOLONHA. Inicia-se a discussão dos ciclos de estudos, e a implementação do Processo de Bolonha no país, tendo em vista o desenvolvimento do Ensino Superior de Enfermagem na Europa, a definição e interiorização das competências de Enfermagem, o profissionalismo em Enfermagem, e o Ensino Superior – Base científica de Enfermagem. Com a implementação do Processo de Bolonha, pretende-se a creditação do ensino de Enfermagem no espaço europeu, facilitando a mobilidade de docentes e discentes e uma partilha de saberes e conhecimentos.
Dentre muitos compositores esquecidos na história da música brasileira, encontramos o virtuoso violinista Flausino Vale. Um compositor nascido numa cidade do interior de Minas Gerais, que atribuíra em suas obras os mesmos elementos utilizados por grandes compositores do repertório virtuosístico para violino solo. Flausino buscou inserir as características regionais, folclóricas e pessoais num conjunto de pequenos prelúdios, intitulados por ele como 26 Prelúdios Característicos e Concertantes para Violino Só. Infelizmente não pôde realizar em vida um dos seus grandes objetivos, a edição integral de seus Prelúdios. Entretanto, o tempo encarregou-se de corrigir esta lacuna deixada na história da música brasileira. Procurar-se-á investigar neste trabalho, através do contexto histórico, a utilização dos manuscritos e ultimas versões dos prelúdios de Flausino Vale. Quais foram os elementos utilizados e como inseriu as características nacionais, para realizar a composição desta bela obra que fora apreciada por grandes nomes do virtuosismo internacional, é o que se propõe neste trabalho. Foram selecionados os prelúdios, nº1, 9, 10, 13 e 15, de Flausino Vale, a Sonata N.12 de N. Paganini e a Légende de H. Wieniawski, para a performance deste trabalho, que contribuirá na prática a compreensão das influências nas obras do músico mineiro.
A análise dos múltiplos fascículos que integram a revista A Construção Moderna (1900-1919), que teria como directores técnicos o Engenheiro José Manuel Melo de Mattos (1856-1915) e o Arquitecto Rosendo Carvalheira (1864-1919), constituiu-se como alavanca para o entendimento daquilo que foram alguns interiores e peças de mobiliário, projectados em Portugal nas duas primeiras décadas do século XX. O acesso a todos os números em formato digital foi possível graças à integração da presente investigação no âmbito do projecto de investigação Arquitectura(s) de papel - Estudo sistemático de imagens e projectos de Arquitectura do início do século XX, através de A Construcção Moderna 1900-1919 [1], coordenado pela Prof.ª Marieta Dá Mesquita, que, partindo da construção de uma base de dados constituída pelos 542 fascículos digitalizados do periódico A Construcção Moderna, se centrou na análise dos seus artigos divulgadores de tipologias arquitectónicas, de interiores e peças de mobiliário, de regulamentos, de inovações técnicas no domínio da construção, de reflexões críticas em torno da produção nacional e internacional. A descoberta de textos e imagens publicados nesta publicação documenta uma passagem do Art Nouveau pelo nosso país que despertou particularmente o nosso interesse, na medida em que nos remetem não apenas para o estudo do projecto de arquitectura em si, mas para aquilo que foram intervenções ambiciosas no âmbito do design de interiores e equipamento e mesmo quando estas não superaram o suporte de papel, vingariam como veículos de comunicação de novos princípios, novas tecnologias, novos modos de pensar exteriores ao contexto português: “A Construcção Moderna – Revista Quinzenal Illustrada Sob a Direcção de um grupo de Constructores – Collaborada por Distinctos Technicos da Especialidade, criada em Fevereiro de 1900 e cuja duração se estende até 1919, constitui-se como a primeira publicação periódica portuguesa directamente vocacionada para as áreas da construção, visando preocupações de modernização técnica e procurando um público não necessariamente de especialistas, mas dirigido a um espectro social alargado em que pudessem ser confrontados percursos profissionais distintos, e onde o denominador comum se alicerçasse na reflexão doutrinária, operativa e científica” [2]. A informação e conhecimento despoletados por esta publicação conduziram posteriormente a um estudo mais abrangente que também englobaria interiores de obras arquitectónicas não divulgadas pela imprensa de especialidade, nomeadamente espaços comerciais que sobreviveram ao longo do tempo, universos espaciais de encenação mas também de funcionalidade e racionalização, que, à imagem de uma tradição bem portuguesa, nascem de um reinterpretação e reinvenção de estilos internacionais, neste caso específico, do Art Nouveau.
Relatório do Trabalho de Fim de Curso de Produção Agrícola apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
Relatório do Trabalho de Fim de Curso de Nutrição Humana e Qualidade Alimentar.
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior Agrária de Castelo Branco do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Licenciado em Biologia Aplicada do qual só está disponível o resumo.
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior Agrária de Castelo Branco do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Licenciado em Engenharia Biológica e Alimentar, do qual só está disponível o resumo.
O conhecimento dos recursos existentes numa determinada região permite definir objectivos e implementar estratégias com vista à melhoria da qualidade de vida das respectivas populações. A valorização desses recursos possibilitará a dinamização da economia e o desenvolvimento sustentável dos mesmos. Este é um tema que tem merecido, nos últimos anos, a atenção das comunidades locais e regionais de algumas regiões do país. Reveste-se pois de extrema importância a definição e a operacionalização de políticas de desenvolvimento rural que contribuam, de forma eficaz, para uma inversão da tendência de diminuição demográfica que se tem vindo a observar nessas regiões. Contudo, existe um conjunto de aspectos espaciais e sociais que caracterizam o meio rural e lhe conferem uma identidade própria, específica e diferenciada, distinta da realidade urbana. É urgente valorizar os recursos locais, promovendo o desenvolvimento e a comunidade rural (Thirion e Cavaco, 2003). Desde os tempos mais remotos que se tem assistido a uma forte relação do homem com as abelhas. A agricultura desempenhou, através dos tempos, uma importância crucial para o nosso país. Contudo, actualmente, é uma actividade em contínuo declínio, resultado em grande parte das políticas agrícolas implementadas e do êxodo das populações rurais para meios urbanos. Actualmente, ao contrário do que se assistiu noutros tempos, a terra e a agricultura assumem, muitas vezes, uma função de complementaridade de outras actividades numa perspectiva de pluriactividade. Esta situação, além de contribuir directa e/ou indirectamente para a economia familiar, reveste-se também de uma função de previdência, pois constitui um recurso “seguro” contra a aleatoriedade dos ciclos/vínculos profissionais, cada vez mais precários e incertos. A prática apícola constitui uma das múltiplas actividades que podem originar outras fontes de rendimento complementar ou alternativo. O Município de Vila Velha de Ródão, região sobre a qual o estudo incidiu, apresenta boas condições edafo-climáticas para a prática apícola, apresentando uma floração sucessiva e diversificada, promovendo uma riqueza da flora melífera na região. Por outro lado, a actividade apícola apresenta inúmeros benefícios indirectos associados à produção agrícola. Será impensável equacionar a competitividade da nossa agricultura sem a presença de uma actividade apícola que a suporte (GPP, 2007). Todavia, o maior valor que as abelhas acrescentam no ambiente consiste no inquestionável auxílio à polinização, na manutenção dos ecossistemas terrestres, no equilíbrio ecológico da flora e na preservação da biodiversidade (GPP, 2007; Murilhas, 2008). O ordenamento do espaço físico constitui um instrumento necessário para que várias entidades, particularmente as municipais, o utilizem correctamente contribuindo com orientações compatíveis e congruentes ao nível da gestão territorial, para um aproveitamento integrado e economicamente sustentável do espaço rural (Carvalho et al., 2006; GPP, 2007). No decurso deste trabalho foi efectuado um levantamento da flora apícola mais importante no concelho de Vila Velha de Ródão e elaboradas fichas técnicas para servir de ferramenta de apoio aos apicultores e à comunidade em geral. Procedeu-se, ainda, à identificação e referenciação geográfica dos apiários existentes no concelho de Vila Velha de Ródão, geograficamente inserido na zona controlada e sob gestão da Associação de Apicultores do Parque Natural do Tejo Internacional. Com este trabalho é promovida a possibilidade de cruzamento de informações e a melhoria na cartografia, utilizando os dados recolhidos através das análises de mel produzido e/ou de possíveis patologias que possam ocorrer nos apiários. Em síntese, pretende-se identificar as potencialidades deste território nacional ao nível da prática apícola, a fim de dinamizar o sector e fomentar um aproveitamento integrado do espaço rural.
Introdução: A população sénior apresenta maior risco de desenvolver determinadas condições clínicas(1, 2), pelo que é essencial o desenvolvimento de actividades no âmbito da educação em saúde, dando ênfase à sensibilização para a minimização de comportamentos de risco e promoção de um estilo de vida saudável associados à transmissão de conhecimentos relacionados com a saúde. As Escolas Superiores de Saúde, como formadoras de futuros profissionais de saúde, devem integrar-se na comunidade onde se inserem e, ao desenvolverem projetos em Universidades Séniores, podem contribuir para uma ligação e suporte intergeracional, com benefícios para a saúde e qualidade de vida relacionada com a saúde (QVRS) da população sénior, e benefícios na experiência dos futuros profissionais de saúde. Objectivos: Promover a aprendizagem sobre diversas condições clínicas, modificar os comportamentos individuais e melhorar a QVRS dos alunos da Universidade Sénior Albicastrense (USALBI), através do desenvolvimento de um projecto de intervenção na comunidade no âmbito da licenciatura em Fisioterapia. Materiais e Métodos: Após entrega de um questionário para se estabelecerem as temáticas de Educação em Saúde, foram realizadas sessões sobre diversas condições clínicas que envolviam uma componente teórica e prática durante 8 semanas (16 de Abril a 6 de Junho), e uma classe de hidroterapia. Os alunos da USALBI foram avaliados em dois momentos: na primeira sessão que cada aluno assistiu (T0) e após as 8 semanas de intervenção (T1), onde foi aplicado o Questionário de Estado de Saúde (SF-12v2) para avaliar a QVRS, o Questionário Internacional de Actividade Física (IPAQ) para avaliar o nível de actividade física, e um questionário para avaliar a eficácia das sessões (parâmetro incorporado apenas em T1), e o impacto das sessões na sensibilização para a diminuição do consumo de bebidas alcoólicas e tabaco, realização de uma alimentação saudável e manutenção de um peso corporal adequado. Resultados: Foram avaliados 108 alunos da USALBI, com idade média de 69,41±7,28 anos e um Índice de Massa Corporal (IMC) de 26,98±4,12 Kg/m2, em que nenhum era fumador. Verificaram-se efeitos positivos ao nível do escalão de obesidade, hábitos alimentares, consumo de bebidas alcoólicas, nível de actividade física e quantidade de informação retida durante as sessões. Quanto à QVRS, não houve diferenças significativas entre T0 e T1 (p>0,05). Foram encontradas melhorias significativas nos valores de IMC (p=0,049) e na categoria do IPAQ (p=0,015) entre T0 e T1, e uma correlação negativa entre a idade e a componente de saúde física do SF-12v2. Conclusão: Um programa de Educação em Saúde de 8 semanas, que envolva sessões sobre diversas condições clínicas e realização de actividade física em meio terrestre e aquático, permite sensibilizar para a minimização de comportamentos de risco e promoção de um estilo de vida saudável, e aumentar os conhecimentos relacionados com a saúde dos séniores, pelo que as colaborações intergeracionais trazem benefícios neste contexto.
Dissertação apresentada à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Sistemas de Informação Geográfica, Especialização em Análise de Informação Geográfica.
Trabalho de Projeto apresentado à Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco em associação com a Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Design Gráfico.
Relatório de Estágio e projeto apresentado à Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco e Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Design de Vestuário e Têxtil.
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Supervisão e Avaliação Escolar.
Os resultados apresentados no âmbito do PISA (Programa Internacional de Avaliação dos Alunos) vieram mostrar que cerca de 20% dos adultos não possuem competências associadas às literacias de leitura que têm como principal consequência uma deficiente inclusão social. Neste contexto é ainda estimado que cerca de 73 milhões de europeus não possuem qualificações para além do ensino secundário, as quais podem ser o resultado da inexistência de níveis mais elevados de literacia. Mas esta preocupação é acentuada pelo facto de relatórios da OCDE terem vindo a demonstrar que os jovens de 15 anos possuem níveis elementares de competências de leitura o que os irá penalizar na progressão dos seus estudos. Apesar de terem vindo a ser fetos esforços para inverter esta realidade, os resultados têm sido escassos. Neste sentido, o Projeto LiRe 2.0 (Lifelong Readers 2.0), financiado pelo programa Erasmus+, tem como principal objetivo promover métodos pedagógicos inovadores que assentem nas TIC (Tecnologias da Informação e da Comunicação) e, em particular na Web 2.0, a fim de se poderem vir a implementar estratégias de promoção de leitura. O presente artigo visa a apresentação de uma revisão de literatura acerca das iniciativas e dos projetos nacionais relacionados com a promoção da leitura com recurso à utilização das TIC e da web 2.0, que tem vindo a ser realizada em Portugal. Desta metodologia de levantamento do estado da arte faz também parte a realização de entrevistas em focus groups com alunos e professores que se pronunciaram sobre os seus hábitos de leitura e a sua relação com as TIC neste contexto. A comunicação releva alguns dos projetos e práticas de sucesso no âmbito da promoção da leitura com recurso às TIC e propõe abordagens à integração da web 2.0 que levem a um incremento da leitura por parte dos jovens e dos adultos.
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias do instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Cuidados Paliativos, realizada sob a orientação científica da Professora Doutora Ana Paula Gonçalves Antunes Sapeta e coorientação científica da Professora Ana Paula Pires Rodrigues Belo, do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
Num sistema social global como o atual, caracterizado pela complexidade, imprevisibilidade e interdependência, vários são os desafios a que os países, as comunidades, as instituições, organizações e os próprios indivíduos terão de fazer face. Questões como as rápidas transformações sociais, os avanços científicos e tecnológicos, a globalização económica e cultural (e consequente estandardização e perda de diversidade), as assimetrias e os conflitos que se fazem sentir, bem como a crise socioeconómica generalizada e os graves problemas ambientais, emergem como desafios globais que exigem uma abordagem reflexiva e holística. É neste contexto que, nos últimos anos, se tem assistido a uma crescente preocupação relativamente à qualidade e adequabilidade dos currículos aos atuais contextos. Face às atuais exigências e desafios globais, a comunidade politica e educativa internacional tem vindo a desenvolver diversos projetos que procuram identificar e definir quais as competências que contribuem para o sucesso global da vida de cada indivíduo e, simultaneamente, para o bom funcionamento da sociedade (Rychen e Tiana, 2005). Nesta comunicação propõe-se uma sistematização das principais orientações europeias no que se refere à identificação e definição das competências que todos os cidadãos devem possuir no século XXI. Para tal, as autoras focaram-se na análise de alguns dos projetos/estudos nacionais e internacionais mais pertinentes na definição de competências-chave: o projeto DeSeCo, o estudo “Saberes Básicos para todos os cidadãos do séc. XXI” e os relatórios “Key Competences for Lifelong Learning European Reference framework" e "learning for the 21st Century. a Report and Mile Guide for 21st Century Skills".
Relatório do Trabalho de Fim de Curso de Produção Agrícola.
Dissertação de Mestrado em Ciências Biomédicas, especialidade de Biologia Molecular em Medicina Tropical e Internacional apresentada ao Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova de Lisboa.
Dissertação de Mestrado em Ciências Biomédicas, especialidade de Biologia Molecular em Medicina Tropical e Internacional apresentada ao Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova de Lisboa.
Tese apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Gerontologia Social.
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico.
Trabalho de Projeto apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Gerontologia Social.
Relatório do Trabalho de Fim de Curso em Engenharia Biológica e Alimentar apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco, do qual só está disponível o resumo.
Dissertação apresentada à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Sistemas de Informação Geográfica em Recursos Agro - Florestais e Ambientais – Especialização em Análise de Informação Geográfica.
Dissertação apresentada à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Sistemas de Informação Geográfica em Recursos Agro - Florestais e Ambientais – Especialização em Análise de Informação Geográfica.
Disponível na Biblioteca da ESACB na cota C30-9924TFCPAG ; C30-9925TFCPAG.
O regime de quotas leiteiras foi criado em 1984 na então Comunidade Económica Europeia (CEE) para fazer face a circunstâncias determinadas – a acumulação de excedentes de lacticínios e a respetiva pressão sobre os meios orçamentais europeus necessários ao seu escoamento. Em traços gerais, a limitação de produção naquele sistema de quotas teve como objetivos principais evitar a queda de preços que poderia advir de uma maior oferta em relação à procura e o aumento da competitividade do setor com a consequente redução de despesas com os apoios ao consumo interno e à exportação. Nos anos que precederam a adesão de Portugal à CEE o setor do leite português era caracterizado por um mercado de economia dirigida, fortemente controlado, com tabelamento de preços na produção, na distribuição e no consumo. A formação de preços era estabelecida com base em subsídios destinados a fomentar a produção e a manter estável o nível de preços, adequando-os ao poder de compra de então. A produção de leite era insuficiente para satisfazer o consumo, sendo necessário recorrer à recombinação de leite em pó. Existia um quadro positivo para a evolução da produção e transformação leiteiras pois havia mercado capaz de absorver os seus produtos. Em contrapartida, dado o desfasamento do nosso mercado relativamente aos similares europeus e internacionais a nível dos preços praticados em toda cadeia, impunham-se adaptações urgentes e radicais com vista à entrada do nosso país na CEE. A harmonização de preços a que a adesão obrigava para a integração do sector na Organização Comum de Mercado definida pela PAC, levou a que no Tratado de Adesão fossem estabelecidas duas etapas de transição, de cinco anos cada, tendo a primeira decorrido de 1985 a 1991. Com o intuito de proteger o setor das importações de países terceiros, permitindo a restruturação e o desenvolvimento dos aparelhos produtivo e industrial, foram estabelecidos, neste primeiro período, mecanismos de transição, ao nível dos regimes de preços, de ajudas, de intervenção, de comercialização e de comércio externo. O fim do sistema de quotas leiteiras está previsto para 31 de março de 2015. As piores expectativas apontam para um abandono maciço da atividade, principalmente em economias menos competitivas como a Portuguesa. Mais de 90% do leite produzido na União Europeia (EU) é comercializado no mercado europeu. O sistema de quotas tem permitindo a manutenção e o desenvolvimento sustentado da produção leiteira na totalidade dos Estados-Membros contribuindo para adequar a oferta à procura, permitindo alguma sustentabilidade dos rendimentos ao longo da fileira. Organizações poderosas ligadas ao setor lácteo de países do norte da Europa (Ex. Holanda, Dinamarca, Alemanha,…) têm sido claras nas suas intenções ao referirem que o desmantelamento do sistema de quotas implicará um abandono produtivo maciço nos países cuja produção de leite é considerada menos competitiva. Esta opção é sustentada pela importância cada vez menor que o regime de quotas leiteiras tem na EU. Na campanha de 2010-2011, apenas 5 Estados-Membros excederam a sua quota leiteira tendo a produção da EU ficado 6% abaixo da quota total. A campanha 2011-2012 terminou com as entregas na EU a situarem-se 4,7% abaixo da quota. Apenas 6 Estados-Membros excederam a respetiva quota nacional, a Áustria (onde predominam explorações leiteiras com vacas Simental) +4,2%, Chipre +2,3%, Irlanda +1,1%, Luxemburgo +0,5%, Holanda +0,5% e Alemanha +0,1%). Pelo contrário, 21 Estados-Membros produziram leite abaixo da quota anual atribuída. Os valores variaram entre -0,2% na Dinamarca e -52,6% na Bulgária. Portugal situou-se sensivelmente a meio da tabela com 9,7% de produção abaixo da quota leiteira. O número de Estados-Membros que produziram mais do que a quota foi muito pequeno e este excedente de produção representou menos de 0,2% do leite total entregue ou coberto por vendas diretas. A recolha de leite de vaca na EU tem vindo a aumentar nos últimos anos tendo sido de +1,4% em 2010, +2,0% em 2011 e +1,5% em 2012. Nas principais regiões mundiais fornecedoras de leite, onde se incluem os EUA, a Nova Zelândia, a Austrália e a Argentina, o aumento anual foi muito superior ao da EU tendo atingido +5,3% em 2011 tendência que se manteve em 2012 com o aumento de +2,8% nos EUA, +11,4% na Nova Zelândia, +4,7% na Austrália e +5,9% na Argentina. Entre 2010 e 2012, com exceção do leite em pó gordo, as exportações dos principais produtos lácteos da EU aumentaram com especial dinamismo para o leite em pó desnatado e para a manteiga em 2012. Estudos recentes, elaborados pela Comissão Europeia, preveem o aumento contínuo da procura mundial de leite e produtos lácteos como resultado da apetência crescente para aqueles produtos, do crescimento da população, da economia mundial e do maior consumo per capita de leite e derivados. O aumento sustentado das importações por parte de países emergentes como a Índia e a China influenciará positivamente os preços dos produtos lácteos de base com o consequente incremento do potencial exportador da EU. Este panorama apenas poderá ser afetado pelo aumento mais rápido das exportações de leite e produtos lácteos provenientes de outros países produtores mundiais de leite que, ao longo dos últimos anos, têm vindo a adaptar a sua produção à procura crescente do mercado mundial sem as limitações que o regime de quotas leiteiras tem vindo a impor aos países da EU. Em vários Estados-Membros, as explorações leiteiras têm vindo a introduzir medidas de adaptação ao fim do regime de quotas leiteiras. As medidas passam pelo aumento dos efetivos e pela melhoria da eficiência na produção de leite. O objetivo é tornar a Europa mais competitiva para a conquista de mercados emergentes. Os custos de produção devem ser competitivos no mercado global e no mercado local dos produtos lácteos particularmente ao nível do preço da alimentação animal, do preço da terra e da mão-de-obra. Em tempos de fortes flutuações mundiais dos preços do leite, dos custos de produção e das taxas de câmbio, o setor leiteiro deve ser capaz de reagir rapidamente às ameaças e de antecipar as oportunidades. Será fundamental avaliar anualmente, de forma isenta e objetiva, a competitividade dos sistemas de produção dos vários países. Apresentamos agora algumas ideias que poderão ajudar os produtores portugueses a adaptarem a sua atividade, nos próximos 12 meses, ao fim do regime de quotas leiteiras que, inevitavelmente, deixará de existir em abril de 2015. Tendo em consideração o forte impacto que os custos de alimentação das vacas representam para a produção de leite (mais de 50% do preço de custo de 1 kg de leite) devem ser utilizados regimes alimentares que potenciem a produção de leite mas que também potenciem a redução do custo unitário do leite produzido. Vários trabalhos têm vindo a revelar que as explorações que utilizam elevados níveis de concentrados para a produção de leite são as mais sensíveis aos aumentos dos preços das matérias-primas no mercado internacional. Neste sentido, propõe-se a maior utilização de forragens produzidas na própria exploração como forma de reduzir os custos alimentares com a produção de leite. Com base nos resultados obtidos em explorações avaliadas em 2012 (2 explorações neozelandesas uma das quais com vacas cruzadas, 3 explorações argentinas, 12 explorações alemãs e 9 explorações americanas) o IFCN observou custos de produção de leite na Argentina 20% mais baixos do que na Nova Zelândia, país onde os custos de produção foram 20% mais baixos do que nos EUA e na Alemanha. Os menores custos de produção de leite verificados na Nova Zelândia e na Argentina, onde o pastoreio é o regime alimentar predominante, contribuem para a ideia de que a produção de forragem na própria exploração será um caminho a seguir para que os custos de produção por kg de leite sejam menores. Outro aspeto a ter em conta no sentido de melhorar a eficiência produtiva dos efetivos leiteiros passa, necessariamente, por melhorar os parâmetros reprodutivos. Pretende-se que as novilhas param mais cedo e que as vacas tenham maior número de lactações, lactações mais persistentes e maior longevidade. O parâmetro produtivo DEL (dias em leite) não deverá ultrapassar os 170 dias já que o seu aumento vai ter implicações diretas na diminuição da produção média diária de leite, o intervalo IP-P (intervalo entre partos) deverá ser igual ou inferior a 365 dias, o número de IA/IAF (inseminações artificiais por inseminação fecundante) deverá ser igual ou inferior a 1,7 e a idade das novilhas ao primeiro parto deverá ser no máximo de 24 meses. Valores mais elevados vão ter implicações diretas no custo do litro de leite produzido. Também as mamites contribuem para diminuir a qualidade e a quantidade da produção anual de leite. Uma vez que as bonificações atribuídas ao preço do leite baixam quando aumenta a CCS (contagem de células somáticas) e as mamites vão provocar o seu aumento e também uma redução na produção diária de leite, a ocorrência de mamites na exploração vai ter implicações diretas no aumento do custo do leite produzido e na rentabilidade da exploração. A raça para produção de leite mais utilizada em todo o mundo é a Holstein Friesian. Nesta raça, a pressão do melhoramento genético tem acelerado a relação de parentesco entre animais. Na maior parte dos casos, quando uma vaca Holstein Friesian é inseminada, não há controlo do grau de parentesco entre macho e a fêmea, não se verifica se existe entre ambos alguma relação estreita de parentesco. Ao utilizarmos sempre os melhores touros nas melhores vacas estamos a tornar os efetivos Holstein Friesian altamente interrelacionados geneticamente. Esta situação afeta os parâmetros reprodutivos, a sanidade animal e a longevidade. Contrariamente ao que acontece com outras espécies animais ou com raças bovinas vocacionadas para a produção de carne, o crossbreeding tem sido pouco utilizado em vacas leiteiras. No entanto, os produtores de leite que se concentram no objetivo principal da exploração que é o lucro, poderão ter vantagens na utilização deste método estratégico para melhorar a rentabilidade e a sustentabilidade da produção de leite. Estudos recentes têm vindo a confirmar a vantagem do crossbreeding na melhoria da fertilidade, da sanidade e da longevidade produtiva de vacas leiteiras cruzadas quando comparadas com vacas Holstein Friesian puras. Naturalmente que, devido à sua elevada especialização leiteira, a raça Holstein está no topo dos programas de crossbreeding. É a raça base em programas rotacionais de crossbreeding com três raças especializadas na produção de leite como acontece, por exemplo, com a Holstein, a Vermelha Sueca e a Montbeliard, ou em programas com duas raças leiteiras como a Holstein Friesian e a Jersey, cruzamento preferido para sistemas de produção onde é enfatizada a produção de leite à base de erva. Um caso de sucesso no crossbreeding é o cruzamento muito utilizado no Brasil entre a raça zebuina Gir (Bos taurus indicus) e a raça Holstein (Bos taurus taurus) que dá origem à raça Girolando, animais mais resistentes ao calor e ao parasitismo. Ao melhorarmos a fertilidade, a sanidade e a longevidade produtiva das vacas leiteiras estamos a contribuir para baixar o custo do kg de leite produzido e para aumentar o sucesso económico da exploração. Embora seja uma produção pouco conhecida em Portugal, outra hipótese para melhorar a rentabilidade da exploração leiteira é a conversão para a produção de leite de búfala. Em vários países da Europa, principalmente do sul, há criação de búfalas para produção de leite em sistemas de exploração idênticos ao das vacas leiteiras. As raças Mediterranea Italiana e Murrah Búlgara são criadas em países da Europa como Itália, Roménia, Turquia, Bulgária, Grécia, Sérvia, Albânia, Hungria, Macedónia, Reino Unido, Alemanha e Ucrânia. Em Itália, o país europeu com maior número de búfalas leiteiras, o efetivo médio por exploração contrastada é de 161,3 cabeças com produção média por animal em 270 dias de lactação de 2.221 kg de leite com 8,24% de gordura e 4,66% de proteína. O leite tem um rendimento queijeiro de 25%, muito superior ao leite de vaca, e em Itália é pago ao produtor a um preço quatro vezes superior ao do leite de vaca. Pensamos que esta produção poderá constituir uma alternativa rentável à produção de leite de vaca principalmente na região sul do país onde está sedeada a Associação dos Criadores de Búfalos de Portugal.
El estudio que aquí presentamos se centra en la línea temática de LIJ y de género. Por ello analizamos algunos ejemplares de la colección CHERUB, del escritor inglés Robert Muchamore, publicada en Portugal por “Porto Editora” y en España por "Publicaciones y Ediciones Salamandra". Esta colección de literatura juvenil, que comenzó a ser publicada en el Reino Unido en 2004, ha vendido más de 1 millón de libros en todo el mundo. Las historias de la colección se desarrollan en varias épocas de la historia. Así, la primera serie se lleva a cabo durante la segunda guerra mundial y la segunda en el momento actual. El Día del Águila, por ejemplo, se encuadra en el complejo contexto político de la España de los años 40 del siglo XX. CHERUB es una organización secreta que integra el Servicio Secreto Británico. Los personajes de esta colección son jóvenes, chicos y chicas, que forman parte de esta organización y que dedican su vida a luchar por la justicia. Las chicas de la organización secreta CHERUB viven en la frontera entre la marginalidad social y la ambición por un ideal más grande, de bien, de equidad, de ayuda al otro; intentan, en definitiva, contribuir para crear una sociedad más justa. Sus comportamientos están marcados por la lealtad y el valor, pero también por la liberalización de costumbres en lo que atañe al cuerpo y al sexo. En este estudio vamos a intentar comprender quiénes son estas chicas; qué papel juegan en la organización CHERUB; qué relaciones establecen con los chicos; cómo son tratadas por los chicos y los adultos responsables de la organización. ¿Son ellas las verdaderas protagonistas o ceden esta función principal a los chicos? Mostraremos, entre otros aspectos, que las chicas CHERUB son verdaderas figuras femeninas que protegen su puesto dentro de la organización, lo que nos lleva a interrogarnos tanto acerca del papel de los jóvenes, en especial de las chicas, en la sociedad actual, como de los valores sociales y las relaciones interpersonales a preservar o cuestionar.
A presente comunicação pretende evidenciar a necessidade de se criar um «Currículo Digital de 3ª Geração» para que inclua os idosos na sociedade da Informação e do Conhecimento. Para o efeito, serão apresentadas as principais iniciativas da União Europeia e de Portugal, em particular, relacionadas com a promoção da utilização das TIC pelos cidadãos mais idosos. Tendo em consideração o incremento do envelhecimento no seio da União Europeia e também a realidade de Portugal, torna-se urgente discutir e reflectir acerca de quais as medidas que se devem implementar para que os idosos deixem de ser um grupo de cidadãos info-excluídos. Neste sentido, a criação de condições para o envolvimento dos idosos na utilização de meios tecnológico/digitais deverão construir uma prioridade como forma de proporcionar um adequado envelhecimento activo.
Assumindo que a localização é uma fonte de competitividade empresarial isso significa que não se pode dissociar a empresa da região onde ela se insere. Deste modo, há que perceber quais são os factores de atractividade que uma região pode oferecer para que as empresas aí se instalem e de que modo esses factores podem (ou não) ser acentuados pela actividade conjunta de todos os actores regionais. Quer isto dizer que as unidades territoriais (região, país, região supranacional) competem entre si, rivalizam na oferta de condições para captação de investimento, instalação de novas empresas e atracção de recursos humanos qualificados (entre outros factores); as regiões são distintas devido à sua localização a qual resulta em diferentes condições de acesso aos mercados; porque proporcionam diferentes condições para as actividades humanas; porque possuem recursos naturais específicos e não replicáveis. Neste contexto, levanta-se a seguinte questão de investigação: como surge e se aprofunda a capacidade ou habilidade para atrair empresas e como se garante a sua sustentabilidade? A presente comunicação tem como objectivo contribuir para a resposta desta questão.
Integrado no Programa Agro, Medida 8.1, Projecto nº 800, foram elaborados estudos de distribuição e propagação da espécie Thymus mastichina L., existentes espontaneamente na Beira Interior. Foram avaliadas seis zonas ecológicas distintas denominadas Vale do Tejo, Beira Interior Sul, Cova da Beira, Beira Interior Norte, Serra da Estrela e Serra da Gardunha. Durante dois anos fez-se prospecção no campo em cada zona ecológica e recolheu-se material vegetal. Realizaram-se ensaios de germinação em laboratório em condições de temperatura alterna 10º/20ºC (dia) e temperatura constante 23ºC (dia), com fotoperíodo de 8 e 16 horas/dia, respectivamente. Testou-se ainda a capacidade germinativa em estufa, na Primavera e efectuaram-se ensaios de enraizamento, com estacas terminais, em condições de Outono/Inverno e Primavera/Verão. Na Beira Interior foram encontrados 36 locais onde se verificou a ocorrência de Thymus mastichina. Em cada zona ecológica onde foram encontrados indivíduos da espécie em estudo, foi seleccionado um local para recolha de 20 plantas-mãe, que foram posteriormente instaladas no campo de caracterização/demonstração da ESACB. Nos ensaios de germinação verificaram-se taxas entre os 80% e 94% em laboratório e entre os 76% e 84%, em viveiro. Nos ensaios de propagação vegetativa de estacas terminais obtiveram-se taxas de enraizamento entre os 20% e 100%.
O presente documento constitui a primeira fase do processo de Avaliação Ambiental Estratégica (AAE), o Relatório de Factores Críticos para a Decisão (FCD) da AAE da proposta de Revisão do Plano Director Municipal (PDM) de Oleiros. Segundo a alínea a) do n.º 1 do art. 3ª do D.L. n.º 232/2007 de 15 de Junho, que transpôs para a ordem jurídica interna as Directivas nºs 2001/42/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 27 de Junho, e 2003/35/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 26 de Maio, estão sujeitos a avaliação ambiental “os planos e programas para os sectores da agricultura, floresta, pescas, energia, indústria, transportes, gestão de resíduos, gestão das águas, telecomunicações, turismo, ordenamento urbano e rural ou utilização dos solos...”, onde se incluem os Planos Municipais de Ordenamento do Território (PMOTs) e respectivas revisões. É neste âmbito que se realiza a presente AAE. Para a sua elaboração foram seguidas as orientações do “Guia de Boas Práticas para a Avaliação Ambiental Estratégica – Orientações Metodológicas” da Agência Portuguesa do Ambiente (2007). De acordo com o referido Guia, no Relatório Ambiental serão identificadas as potencialidades do PMOT que possam contribuir para uma melhoria das condições ambientais e de sustentabilidade e pela identificação e prevenção de acções que possam causar impactes negativos. Esta primeira fase corresponde ao estabelecimento dos Factores Críticos para a Decisão e definição do contexto para Avaliação Ambiental Estratégica. O Relatório de Factores Críticos para a Decisão destina-se a estabelecer o alcance e o nível de pormenorização da informação a incluir no relatório final. Não é objectivo deste relatório realizar qualquer avaliação ambiental, mas sim identificar os factores críticos para a decisão, que permitirão avaliar, numa segunda fase, a sustentabilidade da proposta de Revisão do PDM de Oleiros.
O presente trabalho decorre de um estudo efectuado sobre o Repositório Científico do Instituto Politécnico de Castelo Branco, para o período de Dezembro de 2009 a Julho de 2011.
Comunicação apresentada na Sessão 15 - Política Agrícola e Bens Públicos, do 17.º Congresso da APDR.
Este documento constitui a primeira fase do processo de Avaliação Ambiental Estratégica (AAE), o Relatório de Factores Críticos para a Decisão (FCD) da AAE da proposta de Alteração do Plano de Pormenor (PP) da Zona Industrial de Açude Pinto. Segundo a alínea a) do n.º 1 do art. 3ª do D.L. n.º 232/2007 de 15 de Junho, que transpôs para a ordem jurídica interna as Directivas nºs 2001/42/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 27 de Junho, e 2003/35/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 26 de Maio, estão sujeitos a avaliação ambiental “os planos e programas para os sectores da agricultura, floresta, pescas, energia, indústria, transportes, gestão de resíduos, gestão das águas, telecomunicações, turismo, ordenamento urbano e rural ou utilização dos solos...”, onde se incluem os Planos Municipais de Ordenamento do Território (PMOTs) e respectivas revisões. É neste âmbito que se realiza a presente AAE. Para a sua elaboração foram seguidas as orientações do “Guia de Boas Práticas para a Avaliação Ambiental Estratégica – Orientações Metodológicas” da Agência Portuguesa do Ambiente (2007). De acordo com o referido Guia, no Relatório Ambiental serão identificadas as potencialidades do PMOT que possam contribuir para uma melhoria das condições ambientais e de sustentabilidade e pela identificação e prevenção de acções que possam causar impactes negativos. Esta primeira fase corresponde ao estabelecimento dos Factores Críticos para a Decisão e definição do contexto para Avaliação Ambiental Estratégica. O Relatório de Factores Críticos para a Decisão destina-se a estabelecer o alcance e o nível de pormenorização da informação a incluir no relatório final. Não é objectivo deste relatório realizar qualquer avaliação ambiental, mas sim identificar os factores críticos para a decisão, que permitirão avaliar, numa segunda fase, a sustentabilidade da proposta de Alteração do PP da Zona Industrial de Açude Pinto.
O presente estudo procura contribuir para o desenvolvimento de uma metodologia de gestão com base numa concepção do sistema ecológico que aborda aspectos fisionómicos e de composição específica conjuntamente com a análise de perturbações. O modelo que se pretende construir visa estruturar os dados recolhidos de forma a torná-los operacionais e expressivos de um determinado contexto ecológico. Pretende-se assim: · Desenvolver critérios fisionómicos/estruturais e relativos à composição específica que sejam determinantes para a definição de manchas em termos da sua identidade e particularidade; · Desenvolver descritores para análise da perturbação dos sistemas ecológicos; · Proposta de um modelo matricial de caracterização ecológica do território com utilidade para a sua gestão; · Aplicação do modelo em dois casos de estudo localizados na Apostiça (Península de Setúbal)e em Guadalupe/S. Sofia (Évora. Este 2º Relatório de progresso é referente à Fase de Caracterização das diferentes unidades de uso e inventariação dos elementos, que se desenvolveu durante o semestre compreendido entre Setembro de 1997 e Fevereiro de 1998. Inclui informação relativa à caracterização ecológica, vegetação, fauna para a região de Évora, bem como a cartografia das unidades de uso/habitats para a área da Apostiça.
No século XXI ser literato implica estar formado para ser consumidor crítico e produtor reflexivo de mensagens media. Todos os que não desenvolverem estas competências podem devir info-excluídos e/ou socio-excluídos. A Educação para os Media é por isso uma parte fundamental da Educação para a Cidadania. Esta comunicação apresenta um projecto aprovado pela Fundação Portuguesa para a Ciência e a Tecnologia, de Portugal, sobre a Educação para os Media na região de Castelo Branco, região fronteiriça, interior e desfavorecida de Portugal. O seu objectivo é contribuir para o desenvolvimento de competências a nível da recepção e da produção de mensagens media, pelos jovens do 2º e 3º Ciclos, tendo como base jornais escolares em formato papel e online. Apresenta ainda o CD-Rom “Vamos fazer jornais escolares”, uma aplicação multimédia utilizada pelos alunos nas aulas em que produziram mensagens media para o jornal escolar.
Partindo do pressuposto que a noção de propriedade é um conceito social com um fim organizador das atividades humanas, logo cultural e intercultural, submetida a um enquadramento legal, cuja fundamentação é de âmbito económico, aqui abordaremos como essa concepção condiciona a inovação. São as estratégias defensivas, das vias internacionais de proteção das invenções e das patentes que regulam o uso e o acesso ao património humano, com o fim de evitar a expropriação pela cópia, pelo roubo ou pela apropriação, assim como por plágio ou por falsificação. Leis de propriedade, que atentamos como dados impermanentes, o que, coloca em causa uma das instituições mais enraizadas, a do poder jurídico. No âmbito da nossa investigação, ao consideramos o design como impulsionador da inovação, por poder incrementar o fluxo da transferência de tecnologia por via dos Centros Tecnológicos, entre os territórios da indústria transformadora e as universidades, a proteção é um factor crítico para a dinâmica de inovação e para a sociedade.
É actualmente bem sentida a necessidade de desenvolver competências transversais de resolução de problemas. Considerando a utilização de espaços de aprendizagem não formais como um bom complemento de aprendizagem das ciências/matemática e reconhecendo a História da Ciência como uma abordagem que proporciona, entre outros aspectos, excelente motivação, desafiamo-nos a desenvolver um Projecto de uma Exposição interactiva constituída por um conjunto de módulos de problemas matemáticos históricos com resolução manipulativa, associados a grandezas físicas abordadas no 1o e 2o CEB (massa, volume, capacidade, área e comprimento). Evidenciamos as potencialidades educativas do projecto, dando conta da avaliação por professores que a visitaram com os seus alunos.
It is generally agreed that the choice of the most suitable uses based in soil and climatic factors, complemented with socio-economic criteria, promotes sustainable use of rural land. There are, however, different methodologies for defining soil suitability to agroforestal systems or natural and seminatural ecosystems, including agricultural uses, forest plantations, agroforestry areas and priority areas for conservation. Many of these methods rely on decision support systems based on multicriteria spatial analysis. In this study it was intended to determine the different levels of suitability for the most representative forest species in the central region of Portugal. For that purpose a set of climatic, soil and topographic variables based in a geographic information system, soil and biogeographic mapping were used. A stochastic approach was undertaken in order to estimate several bioclimatic indices and the associated spatial uncertainty. Results were duly discussed and addressed in this framework. In the end, forest species suitability evaluation was performed using the Analytic Hierarchy Process (AHP), methodology that allows the exploitation of natural fitness of the territory, contributing to a reflection on the adequacy of current and future occupations face the carrying capacity of the environment. The use of this methodology will be important as a supporting tool to public administration agents that work in forestry planning and management.
No século XXI ser literato implica estar formado para ser consumidor crítico e produtor reflexivo de mensagens média. Todos os que não desenvolverem estas competências podem tornar-se info-excluídos e/ou socio-excluídos. A Educação para os Média é por isso uma parte fundamental da Educação para a Cidadania. Esta comunicação apresenta um projecto aprovado pela Fundação Portuguesa para a Ciência e a Tecnologia, de Portugal, sobre a Educação para os Média na região de Castelo Branco, região fronteiriça, interior e desfavorecida de Portugal. O seu objectivo é contribuir para o desenvolvimento de competências a nível da recepção e da produção de mensagens média, pelos jovens do 2º e 3º Ciclos, tendo como base jornais escolares em formato papel e online.
A competitividade regional refere-se à capacidade de uma região para implementar e manter um ambiente económico que permita, de modo sustentado, criar valor para as empresas e proporcionar um elevado nível de vida para a população; depende, não só da competitividade das empresas locais mas, fundamentalmente, do ambiente empresarial que a região propicia. Para a criação deste ambiente empresarial concorrem numerosos factores, como por exemplo, a dotação regional de recursos, a qualificação do capital humano, a existência de serviços de apoio às empresas, o estabelecimento de redes de cooperação entre actores regionais e, fundamentalmente, a dinâmica de inovação. Os modelos de inovação territorial permitem materializar a relação entre o território/região e a sua capacidade de criação de conhecimento, aproveitamento das oportunidades de inovação e sua consequente difusão. Nesta investigação pretendeu-se analisar o desempenho inovador da região NUT III Beira Interior Sul (constituída pelos concelhos de Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Penamacor e Vila Velha de Ródão) através da aplicação do modelo da Tripla Hélice. Através desta aplicação foi possível identificar e caracterizar os actores regionais que constituem o modelo, bem como as instituições de interface que resultaram do estabelecimento de redes organizacionais entre os actores regionais individuais. As actividades já desenvolvidas e os projectos que estão a ser concluídos permitem inferir sobre o impacto positivo da Tripla Hélice na competitividade regional e considerá-la como o embrião de um futuro sistema regional de inovação.
A certificação ambiental é actualmente uma ferramenta de gestão para qualquer empresa. A International Organisation for Standardization, através das Normas da série 14000, definiu as bases para a implementação de Sistemas de Gestão Ambiental para posterior obtenção da certificação. A Norma NP EN ISO 14001:2004 tem por objectivo ajudar as organizações a implementarem Sistemas de Gestão Ambiental especificando os requisitos do mesmo. Em Portugal, a organização responsável pela atribuição da certificação ambiental é a Associação Portuguesa de Certificação – APCER. O trabalho realizado tem por objecto de estudo o Sistema de Gestão Ambiental da empresa Santos Barosa – Vidros SA, certificada desde Maio de 2001. Sendo a maior fábrica produtora de vidro de embalagem a nível nacional, o Sistema de Gestão Ambiental assume particular importância, tanto pela sua dimensão como pelo prestígio que advém do mesmo. Neste sentido deve proceder-se à verificação do modo como cada requisito da Norma NP EN ISO 14001:2004 é aplicado e gerido na empresa em verificação. Para cada requisito avaliado são identificadas as possíveis não conformidades e o modo como estas poderão ser corrigidas. Após a identificação das conformidades e não conformidades na aplicação da Norma NP EN ISO 14001:2004 na empresa vidreira em verificação deverão serão tecidas algumas considerações apontando os pontos positivos e negativos do Sistema de Gestão Ambiental verificado. A empresa Santos Barosa - Vidros SA dando cumprimento aos princípios da sua política ambiental tem, desde a altura em que obteve a Certificação Ambiental, aplicado novas tecnologias/metodologias para eliminar ou reduzir os impactes resultantes da sua actividade. As tecnologias aplicadas vão desde a área dos resíduos sólidos, passando pela gestão energética, águas e gases.
Abordamos o escolanovista Faria de Vasconcelos, no âmbito da pedagogia moderna, da experiência na escola de Biérges (Bélgica) e da educação especial, com crianças anormais escolares. Com uma análise hermenêutica e histórico-descritiva, sobre o seu pensamento e ação pedagógica, pretendemos como objetivos: aprofundar a sua experiência em Biérges, integrada na Escola Nova, que envolvia os alunos para a inclusão, o poder de iniciativa, a observação, a experimentação e a cultura integral, ligando pensamento-ação; analisar os contributos dados à educação das crianças ‘anormais pedagógicas’ e às escolas, desde a reeducação mental e pedagógica. O marco teórico de análise assenta nas obras de Vasconcelos. O ensino partia sempre da aplicação prática, da aprendizagem por indagação, resolução de problemas e no trabalhar ‘fazendo’, desenvolvendo as dimensões básicas da criança: física, intelectual, moral e a cooperação cívica. A atenção especial dedicada aos ‘anormais’ que, na época não tinham escolas especiais, foi um contributo enorme à educação especial, realizando exames psicopedagógicos, diagnósticos e intervenções, que davam uma orientação útil às escolas e professores. Muito do que fez o nosso escolano vista estimulou escolas na época e a formação de cidadãos livres, produtivos, com uma cultura geral e formação profissional. As propostas de Vasconcelos enquadram-se em algumas diretrizes da educação especial e apoio psicopedagógico
A competitividade regional refere-se à capacidade de uma região para implementar e manter um ambiente económico que permita, de modo sustentado, criar valor para as empresas e proporcionar um elevado nível de vida para a população; depende, não só da competitividade das empresas locais mas, fundamentalmente, do ambiente empresarial que a região propicia. Os modelos de inovação territorial permitem materializar a relação entre o território/região e a sua capacidade de criação de conhecimento, aproveitamento das oportunidades de inovação e sua consequente difusão. Nesta comunicação pretendeu-se analisar o desempenho inovador da região NUT III Beira Interior Sul, através da aplicação do modelo da Tripla Hélice. Assim, mediante uma metodologia qualitativa, com recurso á entrevista e a dados secundários, foi possível identificar e caracterizar os actores regionais que constituem o modelo bem como as instituições de interface que resultaram do estabelecimento de redes organizacionais entre os actores individuais. As actividades já desenvolvidas e os projectos que estão a ser concluídos permitem inferir sobre o impacto positivo da Tripla Hélice na competitividade regional e considerá-la como o embrião de um futuro sistema regional de inovação.
Pretendem-se evidenciar os resultados de uma investigação levada a cabo em contexto da formação inicial de futuros professores de Matemática sobre o tema da Metacognição e das concepções de futuros professores sobre a Matemática, o seu ensino, a resolução de problemas e o seu perfil como resolvedores de problemas. Esta investigação envolveu a totalidade de alunos de uma turma de futuros professores de Matemática nos dois últimos anos do respectivo curso.
Esta comunicação insere-se no âmbito do projecto Agro nº 800 “ Rede Nacional para a Conservação e Utilização de Plantas Aromáticas e Medicinais” e pretende analisar a fileira PAM em Portugal, com o objectivo de conhecer os agentes intervenientes, as operações técnicas realizadas, o grau de integração entre agentes, a organização interna da fileira e suas articulações com o exterior. Neste sentido foram efectuados inquéritos a produtores, transformadores e distribuidores de PAM e seus derivados. Aqui serão abordados, exclusivamente, os dados referentes à distribuição e comercialização. Os dados recolhidos mostram uma desarticulação quase total da fileira. Apesar de se verificarem alguns casos de integração vertical, de modo geral, o grau de integração entre a produção e os sectores de transformação e distribuição é muito ténue e as relações comerciais caracterizam-se por uma ausência de vínculo contratual. A produção nacional sofre uma forte concorrência externa, patente na disparidade de preços das matérias-primas de origem nacional e estrangeira. Assim sendo, verifica-se que a indústria transformadora praticamente não utiliza matéria-prima de origem nacional o que constitui um estrangulamento à produção de PAM. O sector da distribuição é o elemento mais dinâmico da fileira e o que mais contribui para a geração de valor.
O presente relatório de estágio pretende divulgar os projetos desenvolvidos na empresa Dielmar, bem como novos métodos e estratégias de divulgação da marca implementados pela equipa pioneira de design gráfico. Encontrando-se no mercado há cerca de cinquenta anos, a Dielmar, situada em Alcains, Castelo Branco caracteriza-se por uma empresa de vestuário masculino de segmento médio/alto. Apresentando-se como a única empresa de alfaiataria por medida do país, com mercados internacionais, pretende divulgar uma imagem única, moderna e inovadora. Como tal, o presente estágio contribuiu para o desenvolvimento de projetos que possibilitaram uma imagem mais apelativa da empresa, divulgando os serviços prestados por esta. A Dielmar teve como objetivo delinear um projeto inovador, que começa pela criação de uma equipa de design gráfico nunca antes existente na empresa. O plano delineado começa pelo redesign dos elementos gráficos existentes na empresa e a introdução de formas inovadoras e mais apelativas de comunicar um produto ou serviço sem perder a sua identidade. Paralelamente ao programa de estágio, foi desenvolvido um estudo sobre a temática “comunicação corporativa integrada”: foi efetuada uma análise de como é elaborada a comunicação de uma empresa ligada ao design de moda no setor masculino. Neste estudo, foi realizada uma análise dos meios de comunicação utilizados para divulgar o produto têxtil masculino, isto é, as cores e os elementos a utilizar, a linguagem, a forma de captar a atenção dos clientes, entre outros aspetos. Sendo a Dielmar o tema principal de estudo, ao realizar uma investigação das suas estratégias de marketing e comunicação e o impacto que criam no público, destacaram-se alguns aspetos positivos e negativos, como tal, foi necessário analisar os mercados concorrentes de forma a obter informações acerca dos métodos mais eficazes na divulgação de uma marca, produto e serviços.
Este relatório é referente ao percurso académico, relativo ao ano letivo 2015/2016, onde visa a divulgação do trabalho realizado pela mestranda. O mesmo é subdividido em duas partes, uma prática (através da realização de um estágio curricular) e uma posterior reflexão e pesquisa. O estágio foi realizado no estrangeiro, mais precisamente em Londres, no atelier do designer Marios Schwab. O anterior teve a duração de três meses, sendo o mês de Novembro de 2015 o mês de início, e Janeiro de 2016, o mês de término. A aprendizagem realizada no estrangeiro foi fundamental pois a aluna, para além de expandir horizontes, teve a oportunidade de comparar e aprender a metodologia de trabalho utilizada naquele atelier específico. Após a conclusão do trabalho em atelier, procedeu-se à reflexão e investigação, deste conjunto e a aluna notou a necessidade de criar uma linha casual para a marca. Esta necessidade foi detetada num evento realizado pela marca, no qual a mestranda compareceu e colaborou. Sample sales era o nome do evento onde a estudante detetou a procura do consumidor por peças casuais. Assim, propôs-se a criação de uma coleção cápsula de cinco coordenados femininos para a estação Primavera - Verão 2017, onde a estética e a qualidade pela qual o designer é conhecido continuasse presente. A coleção mencionada anteriormente teve o conhecimento do designer de moda Marios Schwab.
O mundo contemporâneo, apesar das dificuldades conjunturais que a todos afectam, tem uma preocupação com o Património que não encontra paralelo com qualquer outra época da História. O património ferroviário em Portugal tem, em nosso entender, a mais-valia fundamental de poder ser lido atendendo à vertente do património material e imaterial, o que nos obriga a ter uma visão integradora e generalizadora deste património. Neste sentido, o Museu Nacional Ferroviário tem um importante papel a desempenhar neste campo e uma responsabilidade cultural na divulgação de peças únicas, de que destacamos o Comboio Real, o Comboio Presidencial, ou a Locomotiva CP 02049, a locomotiva a vapor mais antiga da Península Ibérica. No Museu Nacional Ferroviário pretendemos contar a história dos caminhos-de-ferro nacionais, a par dos seus progressos no estrangeiro, mas também dos ferroviários que como grupo profissional reuniu esforços para desbravar o país e fazer chegar a modernidade.
O presente artigo expõe os resultados de uma investigação centrada na validação de «Jogos Educativos Digitais», recorrendo ao programa PowerPoint da Microsoft, os quais visam o desenvolvimento da consciência fonológica, em crianças em idade pré-escolar com necessidades educativas especiais. A investigação é de caráter qualitativo exploratório, constituindo um estudo de casos múltiplos, numa perspetiva de investigação-ação. Durante o processo investigativo realizaram-se sessões práticas de implementação dos «Jogos Educativos Digitais» com duas crianças, efetuando-se a recolha de dados através de duas grelhas de observação. Paralelamente entrevistaram-se dois especialistas em Tecnologias de Informação e Comunicação e um especialista em Educação Especial, que analisaram e avaliaram os jogos. Na recolha, tratamento e análise dos dados aferiu-se que as crianças obtiveram bons resultados na aquisição das competências de consciência fonológica, registando se uma acentuada melhoria ao nível da aprendizagem, participação, envolvimento, interesse, colaboração e persistência, o que conduziu a uma melhoria gradual no seu desempenho. Os resultados obtidos foram ao encontro das expectativas dos especialistas, tal como se tornou evidente na análise de conteúdo das respetivas entrevistas, tendo estes apreciado positivamente a construção global dos jogos, considerando-os uma mais-valia no processo de ensino/aprendizagem
Dissertação apresentada à Universidade de Aveiro para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Design, Materiais e Gestão de Produto
Este texto apresenta uma investigação realizada em Portugal, cujos resultados apontam para o facto da produção de jornais escolares, por alunos do 2º e 3º Ciclo, contribuir para desenvolver a Literacia dos Media e a Educação para a Cidadania, bem como para promover a utilização da Tecnologias de Informação e Comunicação na sala de aula.
Cada vez mais se tem vindo a sentir uma grande pressão para que o e‐learning seja utilizado em contexto educativo. Para além de se estar a utilizar um recurso digital, pretende‐se que esta utilização ultrapasse o domínio digital e se torne numa ferramenta educacional. As potencialidades e as vantagens associadas à utilização do e‐learning têm vindo a ser evidenciadas para que a adesão do sistema educativo se venha a efectivar. Contudo, a utilização do e‐learning, tal como tudo, tem associadas algumas desvantagens. O que não se pode negar é o facto do e‐learning poderá vir a criar diferentes abordagens curriculares pela criação de espaços para a educação não formal e desta forma proporcionar respostas aos desafios da nossa sociedade. Será, no entanto, eficaz a «transacção de conhecimento» que se gera nas comunidades virtuais que irá permitir uma melhor e maior aptidão do cidadão do século XXI? Ou será mais uma utopia que a sociedade tecnológico‐digital vem proporcionar à comunidade educativa? Estas são as principais questões e «inquietações» que a presente comunicação pretende abordar de uma forma crítica e reflexiva em que se sente existir uma «adopção natural» sem uma reflexão crítica acerca dos reais benefícios da utilização do e‐learning.
O relatório de estágio profissional foi realizado no âmbito da Prática de Ensino Supervisionada do Mestrado em Ensino de Música – Formação Musical e Música de Conjunto do Instituto Politécnico de Castelo Branco. Esta prática foi realizada com uma turma de Formação Musical de 5º Grau e com uma Classe de Conjunto - Orquestra, com alunos entre o 4º e o 8º grau, pertencentes ao Conservatório de Música Choral Phydellius, em Torres Novas, no ano letivo de 2015/2016. Este relatório está dividido em duas partes distintas: A primeira parte diz respeito ao trabalho desenvolvido na Prática de Ensino Supervisionada, sendo apresentada a caracterização do contexto e da escola Conservatório de Música Choral Phydellius bem como das turmas dos alunos nas quais desenvolvemos essa prática pedagógica. Apresentam-se, também, para ilustrar a sua concretização, algumas planificações de aulas e respetivas reflexões (relatórios de aula), bem como algumas reflexões sobre o estágio profissional. A segunda parte apresenta o estudo de investigação que desenvolvemos durante a Prática de Ensino Supervisionada, sob o tema “Canções Portuguesas da segunda metade do século XIX e primeira metade do século XX aplicadas ao ensino especializado da música (Formação Musical de 5º grau)”. São apresentadas algumas partituras de canções trabalhadas com os alunos durante a investigação e a análise do inquérito aplicado aos alunos do Conservatório de Música Choral Phydellius e de outros conservatórios do país, com o objetivo de aprofundar o conhecimento deste reportório e de compositores por parte dos alunos ao nível do 5º Grau do Ensino Especializado da Música.
Dissertação apresentada à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra para obtenção do Grau de Mestre em Ciências Empresariais - Especialização em Estratégia Empresarial.
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação de Castelo Branco do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física.
Vários autores têm-se debruçado sobre o conceito de qualidade nos serviços, como um instrumento que visa promulgar a eficácia e eficiência desses mesmos serviços. A aplicação de instrumentos de gestão privada no seio da Administração Pública preconiza a introdução de uma nova gestão pública, atenta à qualidade, à auto-avaliação e por conseguinte à promoção da mudança nos serviços. Neste âmbito, a aplicação coordenada do Balanced Scorecard (BSC), do modelo de Excelência da European Foundation for Quality Managemen (EFQM) e da Common Assessement Framework (CAF),que poderá ser uma estratégia a que os organismos públicos podem recorrer para promoverem a melhoria contínua. Com base no enquadramento teórico elaborado na revisão de literatura, o objectivo deste estudo pressupõe a definição e análise de uma estrutura integrada, BSC-CAF, que permite efectuar uma aplicação conjunta destas ferramentas. Constatou-se que o emprego em simultâneo das ferramentas enunciadas, permite fomentar a criatividade e a gestão dos recursos de que as organizações dispõem, de modo a melhorar o seu desempenho organizacional.
We approach the escolanovista Faria de Vasconcelos, in the context of modern pedagogy, the experience - School of Biérges (Belgium) and the special education with school abnormal children. Using hermeneutic and historical-descriptive analysis on his pedagogical thought and action, the goals of this study are: deepen the experience with Biérges, integrated into the ideals of the new school, which involved students for inclusion, the power of initiative, the observation, experimentation and integral culture, associating thought-action; analyze of the contributions to the education of abnormal pedagogical children and to schools, from mental and pedagogical reeducation. The theoretical framework of analysis is based on the works of Vasconcelos. Teaching always included the practical application, the learning by inquiry, problem solving and the working doing, developing the basic dimensions of the child: physical, intellectual, moral and civic cooperation. The special attention given to abnormal, which at the time had no special school, was a huge contribution to special education, conducting psych pedagogical examinations, diagnostics and interventions, which provided a useful guidance to schools and teachers. Much of what the escolanovista made has encouraged schools at that time and formed free, productive, citizens with a general culture and professional formation. The proposals of Vasconcelos fit some guidelines of special education and psychological support
O presente artigo visa abordar uma investigação de doutoramento realizada nas universidades seniores do distrito de Castelo Branco no ano letivo 2013/2014, que teve como principal objetivo identificar os fatores socioculturais que influenciam e condicionam a opção pela aprendizagem das TIC e conhecer os impactos desta aprendizagem no Bem-estar (mental e social) ao longo do processo de envelhecimento. Os dados foram recolhidos em 5 universidades seniores deste distrito através de um inquérito por questionário que envolveu 374 cidadãos (50 + anos) e de entrevistas a 5 Diretores, 5 Professores de TIC e 10 Participantes que já frequentaram uma formação em TIC nas respetivas universidades seniores. Os resultados permitiram verificar que a necessidade de comunicação, o combate ao isolamento são os principais fatores socioculturais que influenciaram a aprendizagem das TIC nestes participantes. O exercício da memória e das aptidões intelectuais, a participação e inclusão na sociedade digital e a diminuição da solidão foram os impactos no «Bem-estar mental» e no «Bem-estar social» mais evidenciados
Esta comunicação resulta de um estudo efectuado no ano 2000 por uma equipa constituída por técnicos da empresa “Espaço e Desenvolvimento” e do Instituto Politécnico de Castelo Branco e intitulado “Potencialidades de Desenvolvimento de Concelhos da Zona da Serra da Estrela”. Nessa equipa fomos responsáveis pela análise sectorial respeitante ao agro-alimentar. No que respeita ao âmbito geográfico, foram analisados cinco concelhos da zona da Serra da Estrela – Belmonte, Covilhã, Manteigas, Seia e Gouveia – concelhos estes que apresentam um conjunto de especificidades, onde se destaca a sua forte ligação à Serra, que lhes conferem um carácter de continuidade socio-económica o que justificou a sua análise conjunta. Relativamente ao sector agro-alimentar efectuou-se um estudo diagnóstico que permitiu a detecção das potencialidades e fragilidades que este sector apresenta na zona em estudo; posteriormente são dadas pistas no sentido de potenciar o seu desenvolvimento.
O Plano de Desenvolvimento Integrado do Município de Vila Velha de Ródão foi elaborado com o intuito de servir de suporte ao planeamento de acções de intervenção no território, conforme as indicações da Portaria n.º 1037/2009 de 11 de Setembro. Em territórios com as características biofísicas e socioeconómicas como as do Concelho em apreço, as orientações aceites para desenvolvimento e promoção da competitividade, passam por uma actuação conducente ao reforço da capacidade de competição do sector agrícola. Neste contexto, as infra-estruturas disponíveis assumem um papel crucial. Como tal, e com base no diagnóstico efectuado, as acessibilidades emergiram como área crítica a que urge atender no sentido de corrigir a situação. Por isso a proposta de intervenção que apresentamos é essencialmente focada na melhoria das acessibilidades às explorações agrícolas. Com esta infra-estruturação pretende-se potenciar a pequena e média empresarialidade agro-industrial, que constitui um sector preponderante na economia local, promovendo a sua modernização, diversificação e viabilização das actividades produtivas, com vista à melhoria do seu rendimento e prestação ambiental. Em função do diagnóstico formulado pela equipa técnica envolvida no estudo, com base em observação directa, auscultação de interlocutores de referência e análise de dados documentais e estatísticos, o desenho global da intervenção consubstancia-se num conjunto de beneficiações de caminhos que ao verificarem-se em muito potenciarão o desenvolvimento do território, assegurando as condições básicas necessárias à viabilização de investimentos relevantes do ponto de vista económico.
Dissertação do Mestrado em Engenharia Zootécnica ministrado pela Universidade dos Açores em colaboração com a Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
O objectivo do estudo foi testar métodos de análise ambiental que permitam analisar o efeito de tipologias específicas de perturbação de modo a permitir a sua utilização prospectiva no processo de planeamento e gestão do território. Para tal procedeu-se à análise em termos de usos e funções ecológicas a evolução de uma área de características sub-regionais, localizada na Península de Setúbal. Trata-se de uma faixa com orientação W-E, abrangida pelas folhas n.º 453 e 454 da Carta Militar de Portugal à escala 1:25 000, tendo sido esta a escala adoptada. Para o momento inicial e para o momento actual, assim como para um momento intermédio, procedeu-se a uma caracterização e análise estrutural dos principais elementos constituintes da estrutura ecológica, de forma a poder-se analisar a transformação da área do ponto de vista das estruturas biológicas. Para cada um dos momentos referidos testou-se a validade e utilidade de um conjunto de índices funcionais e estruturais desenvolvidos por vários autores, designadamente por Forman et al. (1986); Shannon et al. (1962); Romme et al. (1982), Hoover et al. (1991); Short (1988) em termos da representação dos sistemas ecológicos e da sua resposta a perturbações. A análise diacrónica dos valores dos índices de avaliação e caracterização estrutural e ecológica permitiu assim caracterizar os impactes provocados pelas alterações de uso. Com base nesta análise estabeleceu-se uma comparação entre os resultados obtidos pelos vários métodos de avaliação dos impactes das alterações de uso e a evolução dos usos realmente verificada.
O vestuário profissional, é constituído por várias definições, a mais fácil de entender será fardamento. Nos dias de hoje o fardamento é um elemento importante nas mais diversas funções e cargos. Através do fardamento, é possível promover uma determinada imagem e transmitir valores. Mas a principal função, será a de proteger o seu usuário, para que tal aconteça, o criação de fardamento requer inúmeros estudos a nível das características físicas do usuário e local de trabalho. Um fardamento bem concebido, permite um melhor desempenho das funções a que o usuário está destinado, assim como o pode proteger de situações e perigos adversos. A Celtejo é uma empresa com quase 50 anos de conhecimento e experiência na produção de pasta de papel, encontrando-se na vanguarda tecnológica sendo reconhecida internacionalmente pela superior qualidade dos seus produtos. A empresa pretende a inovação do seu fardamento, e a possibilidade de proporcionar, melhor qualidade de trabalho aos seus colaboradores. Para que tal aconteça no presente estudo, a mestranda analisa diversas áreas associadas à criação de fardamento. O foco principal foi a Ergonomia e a Antropometria associadas à criação de vestuário, são áreas presentes no design, e que cada vez mais, são pontos de estudo nas mais diversas áreas. Foi importante para o projeto conhecer as instalações da Celtejo, ouvir opiniões, e identificar problemas. A realização de um inquérito aos colaboradores, permitiu também analisar outros pontos, a melhorar. Após os estudos feitos, iniciou-se a criação da proposta de fardamento, de forma a dar resposta ás necessidades apresentadas. Mantendo a imagem corporativa, são apresentadas peças, com características funcionais, com maior conforto, e que permitem aos seus usuários uma maior proteção.
O Diagnóstico para a Sustentabilidade do Concelho de Castelo Branco tem dois grandes objectivos: - Apresentar um diagnóstico do Concelho, simples e acessível; - Apontar para as Áreas Estratégicas, em que assentará Castelo Branco Agenda XXI, posteriormente validadas pela comunidade/actores locais. Tem como propósito abranger e integrar num mesmo documento uma descrição actual e representativa dos sistemas ambientais, sociais, económicos e institucionais do concelho de Castelo Branco, resultando na identificação das suas potencialidades e fragilidades. Deste modo, obtém-se a definição das oportunidades e ameaças do concelho, de forma a assentar as grandes opções estratégicas do Desenvolvimento Sustentável, através de um modelo – Castelo Branco Agenda XXI. Assim, o Diagnóstico para a Sustentabilidade permite avaliar a realidade concelhia e efectuar uma análise prospectiva, nomeadamente no que respeita à identificação de problemas e oportunidades, em consonância com o já planeado pela CMCB, no sentido do Desenvolvimento Sustentável e da melhoria da qualidade de vida.
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física.
Estudo de caso de metodologia qualitativa, realizado em 2014 numa criança com Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção (ADHD) e Deficiência Mental (DM), sendo-lhe aplicado o Programa Cognitivo Comportamental - Villar e Llorente, para comparar os resultados com os de uma criança dita “normal” do ensino básico. Analisámos os dossiers individuais e outra documentação necessária à caraterização e descrição dos sujeitos e do seu contexto escolar. Objetivos orientadores: conhecer os serviços de apoio para os alunos com essas necessidades especiais; aprofundar a temática da DM e propor estratégias de intervenção para os professores. Utilizamos as técnicas da observação participante, Escala de Conners, entrevistas semiestruturadas a professores e pais, notas de campo e a triangulação. Verificamos resultados positivos com o programa, que corroboram outros estudos idênticos. Propusemos estratégias de orientação aos professores do ensino regular e apoio aos pais, de modo a melhorar aprendizagem e comportamento desses alunos
Trabalho de Projecto apresentado na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Educação Especial – Domínio Cognitivo e Motor.
Neste trabalho são analisados alguns resultados obtidos numa instalação experimental à escala real em que uma cortina de ar de jacto plano, descendente, não-recirculado, se encontra instalada por cima de uma porta que separa duas salas contíguas e iguais, que se pretendem manter com diferentes valores de temperatura. Apresentam-se exemplos elucidativos da influência de alguns parâmetros geométricos e dinâmicos sobre a eficácia da vedação conseguida, a partir dos quais se estabelecem algumas recomendações sobre a selecção, instalação e operação deste tipo de aparelho. Conclui-se este trabalho com a apresentação das principais conclusões de um estudo paralelo em que se fez o levantamento das reais condições de instalação e operação de aparelhos de cortina de ar em estabelecimentos comerciais climatizados da cidade de Castelo Branco.
A presente proposta remete para a Comunicação Corporativa do Município de Tábua. A importância da representação gráfica das cidades e vilas deixou de ser apenas um contributo inovador. Na década de trinta do século XX, as cidades e vilas ganharam uma estruturação gráfica, de modo a uniformizá-las, através de brasões municipais. O brasão mantém-se ainda hoje como elemento gráfico de assumido destaque para as autarquias. Figura no protocolo autárquico como símbolo da cidade ou vila e é usado, nomeadamente, em suportes de comunicação institucional. Nas últimas décadas, as cidades e vilas sentiram a necessidade de afirmar a sua identidade através de um sistema gráfico que as permitisse distinguir de todas as outras. O crescimento acentuado da fixação das pessoas nas cidades e vilas, faz com que elas, hoje em dia, vivam num ambiente fortemente competitivo, daí a existência de concorrência entre si como forma de atraírem investimentos e pessoas. Deste modo, não podemos menosprezar a diferenciação através de uma marca como elemento de afirmação da identidade da cidade. O objetivo deste estudo é clarificar, antes de mais, o significado da marca e a sua aplicação na identificação do concelho de Tábua. A metodologia adotada será ativa e intervencionista e terá um estudo de caso global que depois se divide em pequenos estudos de caso. Podemos dizer que as gramáticas gráficas usadas nas atuais marcas municipais podem afirmar a cidade ou a vila. Pretende-se, portanto, numa primeira fase, uma investigação sobre todos os elementos históricos da vila de Tábua, para numa segunda fase, criar uma identidade global forte e que mostre bem o espírito de afirmação deste município perante os outros.
Este relatório retrata a prática de ensino que foi desenvolvida durante o estágio realizado no âmbito da unidade curricular de Prática de Ensino Supervisionada, assim como o trabalho de investigação desenvolvido no âmbito da unidade curricular de Projeto do Ensino Artístico, relatório este dividido em duas partes. A primeira pare, referente à Prática de Ensino Supervisionada, onde é feita a caracterização da escola e dos alunos, apresentando planificações e relatórios de aula, apresentando também uma reflexão critica do trabalho realizado ao longo da referida prática. Apesar de ter uma boa base ser uma peça de extrema importância para o sucesso, no entanto esta é frequentemente efetuada de uma forma leviana o que leva, na maior parte das vezes, a pouca preparação por parte do aluno para a prática do instrumento. Com o intuito de tentar colmatar essa falha, na segunda parte, é apresentada a investigação com o título “A Importância do estudo base e a disciplina no estudo, como suporte para o sucesso e o bom trabalho.”, na qual foi dada acesso ao aluno, durante o terceiro período, a um conjunto de exercícios, que o preparam para prática instrumental, usando uma base em lopping o que faz que seja disciplinado na sua realização.
O presente artigo assenta no pressuposto de que a utilização de uma Plataforma de Gestão da Aprendizagem (LMSs – Learning Management Systems) num dos módulos de um curso intensivo de Português Língua Estrangeira (PLE), de nível intermédio, para alunos em mobilidade pela Europa, ao abrigo do Programa ERASMUS, pode ser uma estratégia adequada para responder às necessidades diversificadas e às motivações díspares dos alunos que frequentam EILCs (ERASMUS Intensive Language Course), quer os promovidos e financiados pelas Agências Nacionais do Programa Aprendizagem ao Longo da Vida quer os não financiados, oferecidos por instituições de ensino superior e por centros de línguas por essa Europa fora. Consequentemente, apresentamos uma proposta de organização da plataforma para implementar um módulo de um EILC.
Tendo em conta que ainda hoje existem lacunas na discussão da problemática do canto em língua portuguesa, uma discussão sobre a vocalidade proposta pelo repertório de canções brasileiras do século XX, bem como questões estéticas e textuais, mostra-se relevante. Desta forma, o presente trabalho realiza um estudo sobre o ciclo Quatro Cantigas, do compositor paulista Camargo Guarnieri, apontando ferramentas e possibilidades para sua interpretação. O trabalho apresenta-se em três capítulos, além de introdução e conclusões. Do primeiro capítulo constam um breve panorama do desenvolvimento da música brasileira e do tecido musical da São Paulo do início do século XX, altura em que Guarnieri passa a viver na cidade. Ainda no sentido de contextualizar o meio em que esteve inserido o compositor, discorrer-se-á sobre o movimento Nacionalista. O segundo capítulo trata da vida e obra de Camargo Guarnieri, além de fazer referência a Sílvio Romero, responsável pela recolha dos textos folclóricos utilizados pelo compositor. O terceiro capítulo traz uma breve análise sob parâmetros musicais e uma análise textual, bem como um levantamento de questões técnico-vocais e interpretativas relativas às Quatro Cantigas. A pesquisa pretende, ainda, partindo da análise específica realizada com este ciclo, contribuir para a discussão acerca da abordagem do repertório da canção brasileira de uma maneira geral.
Tese de Doutoramento em Teoria Curricular e Metodologia de Ensino, apresentada à Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.
Este relatório foi elaborado no âmbito da Prática de Ensino Supervisionada e do Projeto do Ensino Artístico e constitui duas partes: a prática supervisionada e o trabalho de investigação. A primeira parte deste relatório consiste na descrição da prática supervisionada num contexto de ensino individual e de música de conjunto. A primeira parte do relatório pretende assim, apresentar toda a contextualização da instituição e dos alunos onde decorreu a prática supervisionada, bem como todas as planificações que constam deste processo. No final pretende-se ainda uma reflexão crítica pessoal da prática pedagógica realizada. A segunda parte deste relatório consiste num estudo de natureza investigativa, que pretende compreender a influência da motivação no exercício da docência no ensino especializado da música. A temática escolhida prende-se com a verificação de que no âmbito desta matéria, existe uma investigação pouco aprofundada sobre a motivação no exercício da docência na área do ensino especializado da música. Como tal, esta investigação torna-se pertinente, face a todo o descontentamento que presenciamos hoje em dia no contexto educacional. O ensino artístico nas últimas décadas tem sido alvo de grandes transformações, transformações essas, que, de igual forma, contribuíram para uma alteração dos contextos envolventes. No seguimento desta temática a investigação pretende explorar a importância da motivação na prática educacional artística e musical, questionando e equacionando os fatores que intervêm direta ou indiretamente no desempenho do docente, bem como fomentar o interesse e desenvolvimento de novas e mais aprofundadas investigações no campo da motivação na docência e com especial enfoque no ensino artístico especializado da música. Foi assim possível verificar que a motivação é fundamental para o exercício da docência. Para tal constatámos que fatores de reconhecimento, relacionamento e de realização profissional e pessoal, demonstram ser preferentemente geradores da motivação, e que fatores externos como as politicas públicas, as condições físicas, o salario, o vinculo laboral, por si só não foram considerados como promotores da motivação. Concluímos assim, que fatores internos apresentaram ser mais geradores da motivação face a fatores externos.
Dissertação do Mestrado em Engenharia Zootécnica, ministrado em colaboração pela Universidade dos Açores e pela Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco.