Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

You search for motora and 277 records were found.

Coordenação motora
Coordenaçäo motora
A terapia pela dança recorre ao uso psicoterapêutico do movimento como processo promotor da integração emocional e física, permitindo uma recuperação psicofísica e a expressão de pessoas com diferentes tipos de deficiência. O presente estudo teve como objetivos avaliar os resultados da terapia pela dança com adultos institucionalizados, com deficiência mental e motora, no equilíbrio, coordenação, esquema corporal e cognição social. A amostra foi constituída por 19 indivíduos (5 dependentes) institucionalizados, com deficiência mental e motora. Para avaliação dos resultados foi realizada avaliação inicial (T0) e após 8 semanas de intervenção (T1). No grupo dependente avaliou-se postura e movimentos ativos em contexto normal e dança. No grupo autónomo utilizaram-se medidas para avaliar equilíbrio, coordenação, esquema corporal e cognição social. Foi realizada 1 sessão semanal (45 minutos).Utilizaram-se medidas de tendência central e de dispersão e comparações de médias. No grupo dependente, em contexto de dança verificou-se a assunção maioritariamente do padrão de extensão, por oposição ao padrão habitual. O grupo autónomo aumentou a pontuação na Escala de Berg (média de 53,71, para 55,36 pontos). Na coordenação “dedo-nariz” verificaram-se maiores dificuldades à esquerda com olhos abertos e fechados (57,1% e 71,4% respetivamente) e em T1 existiram maiores dificuldades de olhos fechados (28,6%). Na coordenação com “calcanhar-joelho” verificaram-se maiores dificuldades à esquerda (olhos abertos 14,3% e fechados 35,7%) mas em T1 todos completaram o teste. No esquema corporal em três das componentes avaliadas verificou-se um aumento das pontuações. Na componente velocidade e ritmo, em T1 todos os sujeitos completaram a tarefa. Ao nível da cognição social verificou-se um aumento em duas componentes. Esta terapia promoveu melhorias no equilíbrio, coordenação, esquema corporal e cognição social de adultos institucionalizados com deficiência mental e motora.
Aprendizagem sensorio motora
Aprendizagem sensorio motora
Aprendizagem sensorio motora
Imaginação motora
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física na especialidade de Gerontomotricidade.
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Educação Pré-Escolar e Ensino do Primeiro Ciclo do Ensino Básico.
Dissertação apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Educação Especial domínio Cognitivo e Motor.
Trabalho de Projeto apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física na especialidade de Motricidade Infantil.
Objetivos: Avaliar e comparar os resultados obtidos de uma classe de movimento, relativamente à coordenação, independência, estado cognitivo e estado geral de saúde em idosos, com exercícios ritmados durante 8 semanas, duas vezes por semana. Materiais e Métodos: Amostra de conveniência constituída por 23 idosos. Foi realizado um estudo comparativo entre o momento inicial (T0) e o momento final (T1) da realização da classe de movimento. Os resultados foram avaliados pelo TUG (para mobilidade), SF-12v2 (para o estado de saúde) Índice de Barthel (para independência), MMSE (para capacidade cognitiva) LEMOCOT (para coordenação de membro inferior), Groningen Fitness Test – Block Transfer Test modificado (para coordenação do membro superior) e pela realização de tarefas de movimento coordenado (para coordenação motora). Resultados: Foram obtidos dados estatisticamente significativos (p≤0,05) para as variáveis de mobilidade, independência e coordenação motora, e uma melhoria, embora sem significado, no estado geral de saúde e capacidade cognitiva. Conclusão: Pode-se concluir que após a implementação da classe de movimento proposta, ocorreram melhorias ao nível da mobilidade, independência e coordenação motora, bem como, apesar de menos relevante, no estado de saúde geral e capacidade cognitiva.
Objetivos: Avaliar e comparar os resultados obtidos de uma classe de movimento, relativamente à coordenação, independência, estado cognitivo e estado geral de saúde em idosos, com exercícios ritmados durante 8 semanas, duas vezes por semana. Materiais e Métodos: Amostra de conveniência constituída por 23 idosos. Foi realizado um estudo comparativo entre o momento inicial (T0) e o momento final (T1) da realização da classe de movimento. Os resultados foram avaliados pelo TUG (para mobilidade), SF-12v2 (para o estado de saúde) Índice de Barthel (para independência), MMSE (para capacidade cognitiva) LEMOCOT (para coordenação de membro inferior), Groningen Fitness Test – Block Transfer Test modificado (para coordenação do membro superior) e pela realização de tarefas de movimento coordenado (para coordenação motora). Resultados: Foram obtidos dados estatisticamente significativos (p≤0,05) para as variáveis de mobilidade, independência e coordenação motora, e uma melhoria, embora sem significado, no estado geral de saúde e capacidade cognitiva. Conclusão: Pode-se concluir que após a implementação da classe de movimento proposta, ocorreram melhorias ao nível da mobilidade, independência e coordenação motora, bem como, apesar de menos relevante, no estado de saúde geral e capacidade cognitiva.
Dissertação apresentada ao Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física - Motricidade Infantil.
Reabilitação motora
Coordenaçäo motora
Dissertação apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo, para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade física.
Dissertação apresentada ao Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física – Motricidade Infantil.
Introdução: São conhecidos os efeitos positivos do exercício terapêutico no estado depressivo e estado cognitivo do idoso. Objetivo: Este estudo teve como objetivos avaliar e comparar os efeitos de um protocolo de coordenação motora, com a duração de 8 semanas, duas vezes por semana, 50 minutos cada sessão, no estado depressivo e estado cognitivo. Metodologia: 30 idosos (81,43 ±8,97 anos), 66,7% mulheres, clinicamente estáveis e capazes de realizar marcha, numa amostra por conveniência, participaram num protocolo de coordenação motora. Foram avaliados antes da intervenção (t0) e depois (t1) pela Escala de Depressão Geriátrica, EDG, (estado depressivo) e pela Mini-Mental State Examination, MMSE, (estado cognitivo). Resultados: Na EDG, no t0, o valor médio foi de 13,27 (±5,30) e no t1 foi de 11,37 (±6,15). Na MMSE, o valor médio em t0 foi 23,97 (±4,20), enquanto no t1 foi 26,1 (±3,86). As melhorias nos resultados foram estatisticamente significativas tanto no estado depressivo (p=0,000) como no estado cognitivo (p=0,000). Discussão: O protocolo usado neste estudo foi capaz de promover melhorias estatisticamente significativas (p≤0,05) no estado depressivo e estado cognitivo.
Introdução: São conhecidos os efeitos positivos do exercício terapêutico no estado depressivo e estado cognitivo do idoso. Objetivo: Este estudo teve como objetivos avaliar e comparar os efeitos de um protocolo de coordenação motora, com a duração de 8 semanas, duas vezes por semana, 50 minutos cada sessão, no estado depressivo e estado cognitivo. Metodologia: 30 idosos (81,43 ±8,97 anos), 66,7% mulheres, clinicamente estáveis e capazes de realizar marcha, numa amostra por conveniência, participaram num protocolo de coordenação motora. Foram avaliados antes da intervenção (t0) e depois (t1) pela Escala de Depressão Geriátrica, EDG, (estado depressivo) e pela Mini-Mental State Examination, MMSE, (estado cognitivo). Resultados: Na EDG, no t0, o valor médio foi de 13,27 (±5,30) e no t1 foi de 11,37 (±6,15). Na MMSE, o valor médio em t0 foi 23,97 (±4,20), enquanto no t1 foi 26,1 (±3,86). As melhorias nos resultados foram estatisticamente significativas tanto no estado depressivo (p=0,000) como no estado cognitivo (p=0,000). Discussão: O protocolo usado neste estudo foi capaz de promover melhorias estatisticamente significativas (p≤0,05) no estado depressivo e estado cognitivo.
Aprendizagem sensorio motora
Dissertação apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco com vista à obtenção do grau de Mestre em Actividade Física na Especialidade de Gerontomotricidade.
Aprendizagem sensorimotora
Aprendizagem sensorimotora
Aprendizagem sensorimotora
Aprendizagem sensorimotora
Aprendizagem sensorimotora
Aprendizagem sensorimotora
Aprendizagem sensorimotora
Dissertação de Mestrado apresentada à Faculdde de Motricidade Humana, U.T.L., com vista à obtenção do grau de Mestre em Viências da Educação - Metodologia da Educação Física
Nataçäo
Educaçäo das crianças
Desenvolvimento psicomotor
Dissertação
Dissertação de Mestrado apresentada à Faculdde de Motricidade Humana, U.T.L., com vista à obtenção do grau de Mestre em Viências da Educação - Metodologia da Educação Física
Desenvolvimento psicomotor
Dissertação de Mestrado apresentada à Faculdde de Motricidade Humana, U.T.L., com vista à obtenção do grau de Mestre em Viências da Educação - Metodologia da Educação Física
Desenvolvimento psicomotor
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física – Especialidade em Motricidade Infantil.
Programas de ensino
Actividades físicas
Objetivo: A presente investigação tem como principal objetivo verificar os efeitos da atividade física na composição corporal (índice de massa corporal e perímetro da cintura), nos valores espirométricos e relacionar esses indicadores com a função respiratória. Material e Métodos: A amostra, constituída por 86 indivíduos, alunos do ensino superior, com média de idade de 21,3 ± 2,4 anos, foi dividida em dois grupos: grupo de controlo constituído por 28 sujeitos sedentários (20,9 ± 1,3 anos), e grupo experimental constituído por 58 sujeitos (21,5 ± 2,8 anos) praticantes de exercício supervisionado. Para caraterizar a amostra quanto ao tipo de atividade física, aplicámos uma adaptação do questionário de Telama et al. Avaliaram-se os valores de espirometria (DEMI, VEF1 e CVF) com o espirómetro Microquark da Cosmed e os valores de índice de massa corporal e perímetro da cintura. Os dados obtidos foram tratados no S.P.S.S. 19.0, através do t-test, do teste de Levene, do teste Mann-Whitney e do teste de correlação de Spearman, adotando-se um nível de significância de 5%. Resultados: O grupo experimental obteve resultados significativamente melhores (p ≤ 0,05) nos valores de índice de massa corporal, do perímetro da cintura e em todos os valores avaliados pela espirometria (DEMI, VEF1 e CVF), comparativamente ao grupo de controlo. Verificámos também que há uma tendência para correlação negativa entre os valores da composição corporal e os valores espirométricos, apenas observável em algumas variáveis (DEMI, VEF1), ou seja, quanto maiores os valores da composição corporal, menores os valores espirométricos. Conclusão: Os alunos com prática de exercício supervisionado, apresentaram melhores índices de composição corporal e de função respiratória. Valores de índice de massa corporal e de perímetro da cintura desajustados poderão provocar disfunção respiratória, ao nível da ventilação e respetivos volumes pulmonares, limitando a prática de atividade física e aumentando a apetência para patologias respiratórias.
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física.
Espasticidade
Educaçäo física
Educaçäo física
Trabalho apresentado para a conclusão do curso de Especialização de Pós-Licenciatura em Educação Especial domínio Cognitivo e motor
Trabalho apresentado para a conclusão do curso de Especialização de Pós-Licenciatura em Educação Especial domínio Cognitivo e motor
Trabalho apresentado para a conclusão do curso de Especialização de Pós-Licenciatura em Educação Especial domínio Cognitivo e motor
Fisioterapia
Sistema locomotor
Trabalho apresentado para conclusäo do curso de Estudos Superiores Especializados em Administraçäo Escolar
Desenvolvimento motor
Dissertação de Mestrado apresentada ao Instituto Piaget em Engenharia Alimentar e Nutrição
Dissertação
Trabalho apresentado para conclusäo do curso de Estudos Superiores Especializados em Administraçäo Escolar
Dissertação de Mestrado apresentada ao Instituto Piaget em Engenharia Alimentar e Nutrição