Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

You search for práticas and 2,575 records were found.

O guia de boas práticas ambientais em Orientação visa contribuir para uma prática mais equilibrada e sustentável da orientação. É fundamental perceber que o impacte da orientação no Ambiente poderá ter duas facetas, por um lado a degradação da sua qualidade, através dos resíduos que são deixados inadvertidamente nas áreas onde se realizam as provas, por outro lado na destruição de vegetação e perturbação de espécies de animais. Ambas as categorias de impactes podem ser minimizadas desde que se cumpram um conjunto de regras de Boas Práticas Ambientais.
Relatório do Trabalho de Fim de Curso em engenharia Biológica e Alimentar apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco, do qual só está disponível o resumo.
Tese de Doutoramento apresentada ao Instituto de Investigação e Formação Avançada da Universidade de Évora
Práticas pedagógicas
Relatório do Trabalho de Fim de Curso de Engenharia das Ciências Agrárias – Ramo Animal.
Práticas educativas
Relatório do Trabalho de Fim de Curso de Engenharia das Ciências Agrárias – Ramo Agrícola.
Neste trabalho apresentam-se os resultados de um questionário realizado durante o ano 1996 junto de empresas e agências bancárias da Beira Interior. Nele se pretende efectuar um levantamento sobre as práticas seguidas pelas empresas da Beira Interior no que concerne ao financiamento da sua actividade, em especial no que respeita à cobertura dos riscos financeiros e, deste modo, aferir o nível de conhecimentos nesta matéria e a sensibilização dos agentes económicos locais para a utilização de instrumentos de cobertura dos aludidos riscos.
Práticas de enfermagem
Práticas de enfermagem
Num futuro próximo o envelhecimento demográfico terá consequências relativas quer na população em geral, quer na composição da população ativa e na escassez de algumas competências. O objetivo geral desta investigação visa compreender quais as práticas de GRH que contribuem para a retenção dos trabalhadores de diferentes idades. Com base nestas premissas, realizámos três estudos com o objetivo de (1) perceber se e como os Gestores de RH consideram a questão da idade no desenvolvimento de práticas de GRH. Neste sentido, entrevistámos 14 gestores de RH de pequenas, médias e grandes empresas e realizámos uma análise qualitativa; (2) analisar a relação entre as práticas de GRH e as intenções de reforma. Para tal, aplicámos um questionário online a 402 trabalhadores de várias empresas; (3) analisar bundles de GRH em vez de práticas isoladas de GRH, salientando assim a importância da coerência do sistema de GRH como um todo. A amostra foi a mesma do estudo anterior. O não-alinhamento entre as práticas efetivas nas organizações e as práticas que os trabalhadores consideram importantes, parece tornar evidente que ainda há muito trabalho a ser feito nesta área, salientando a importância do desenvolvimento de práticas adequadas às necessidades e desejos dos trabalhadores. Entendemos que o nosso estudo pode ser um ponto de partida para a investigação sobre os possíveis fatores de apoio envolvidos na questão da idade, uma vez que existe uma relação entre a perceção das práticas de GRH e a intenção de reforma.
Práticas de enfermagem
Com a presente comunicação pretende-se demonstrar a importância do espaço dedicado á Prática Pedagógica nos currículos de Formação inicial das Escolas Superiores de Educação. Apresentam-se, de forma sucinta, vários modelos de formação de professores, situando-se a Escola Superior de Educação de Castelo Branco no contexto actual e possível, mas antecipando um futuro desejável, mais consentâneo com as correntes de formação que se vêm posicionando de acordo com o paradigma reflexivo. Considera-se que o espaço e o tempo das práticas pedagógicas devem ser entendidos na sua especificidade como privilegiados, se queremos caminhar com firmeza no sentido de um ensino mais humanizado, menos tecnocrata e mais preparado para enfrentar a viragem do século.
Trabalho de Projeto apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Intervenção Social Escolar – Especialização em Crianças e Jovens em Risco.
Contém referências bibliográficas
Presentemente, em Portugal, estima-se que a utilização das TIC (Tecnologias da Informação e da Comunicação), pelos designados nativos digitais, corresponde a cerca de 98,S°/o. Considerando que os nativos digitais correspondem aos cidadãos que nasceram somente há 15 anos atrás, significa que toda a atual população escolar vive e convive rodeada de dispositivos e de ferramentas digitais no âmbito das suas rotinas diárias. Contudo, em termos gerais, não se tem verificado a mesma realidade no espaço educativo onde a presença de computadores e de uma ligação à Internet continua a ser muito escassa e incipiente. As Práticas de Ensino Supervisionadas, no âmbito do Mestrado em Educação Pré-escolar e Ensino do 1° Ciclo do Ensino Básico, têm vindo a constituir uma «janela de oportunidades» para a realização de investigações sobre a implementação das TIC no processo de ensino aprendizagem. Apesar de todos os constrangimentos, tem sido possível promover-se uma investigação que se pode considerar inovadora e exploratória pela inexistência de investigações anteriores similares. Para o efeito, é objetivo apresentarem-se os resultados de uma investigação que envolveu a utilização de blogues, no sentido destas ferramentas digitais promoverem novos contextos de aprendizagem e, ainda, com o objetivo de serem uma «ponte» que permitiu a aproximação entre a escola e a família. Um outro exemplo de investigação a apresentar diz respeito à utilização segura da Internet. Dos resultados obtidos foi possível verificar que crianças de 7/8 anos já fazem uma utilização autónoma da internet mas, em vários casos, foi possível averiguar-se que os respetivos pais não têm noção relativamente às utilizações que os seus educandos fazem no chamado ciberespaço. Em termos globais, foi possível apurar-se que as crianças aderem muito facilmente à utilização das tecnologias digitais na sala de aula, os alunos mostraram-se sempre muito envolvidos e motivados. Para terminar, é importante referir que, apesar de todas as vantagens apuradas, quer os alunos quer os pais, continuam a afirmar que a presença dos professores é fundamental e imprescindível no processo de ensino e de aprendizagem.
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Licenciado em Engenharia Biológica e Alimentar, do qual só está disponível o resumo.
Bibliografia, p. 58
O estudo desenvolveu-se no âmbito do sistema educativo angolano, com professores peritos de Química que lecionam a 7ª classe (12 anos de idade). Com o objectivo de caraterizar o conhecimento didático do conteúdo e relacioná-lo com a qualidade do ensino e com o desenvolvimento de atividades práticas que garantem a participação ativa dos alunos na construção dos conhecimentos, observamos e analisamos as aulas de um grupo de professores peritos, concretamente no conteúdo sobre reações químicas e equações químicas. Num desenho metodológico quasi-experimental, a técnica utilizada foi a observação por captação de imagens das aulas. Um elemento a que prestamos particular atenção, na análise das aulas, foi a implementação de estratégias que envolvem atividades práticas, uma vez que a investigação em didática tem amplamente evidenciado que estas são potenciadoras de aprendizagens ativas no ensino das ciências, com particular destaque na Química. Os resultados revelaram que os professores peritos utilizam com frequência as atividades práticas nas suas aulas recorrendo aos procedimentos de trabalhos em grupo, trabalho frontal e questionamentos orais e escritos.
Contém referências bibliográficas
Relatório do Trabalho de Fim de Curso de Engenharia das Ciências Agrárias – Ramo Agrícola.
A função do desenho na metodologia projectual do designer tem merecido o interesse de vários autores. Nessas abordagens, está presente a afirmação de que o desenho é essencial no processo de investigação do design para o registo de diversas variantes e de várias soluções ao longo da metodologia projectual (Cross, 2007). As profundas alterações da natureza do Design provocadas pelo contexto histórico actual (Norman, 2011) justificam a pertinência de uma reflexão alargada em torno do papel do desenho nos cursos de design, adaptado a esta nova realidade. Este é um desafio colocado hoje às instituições de ensino e seus intervenientes, na organização de estruturas curriculares e métodos pedagógicos. Conceitos como colaboração ou design multidisciplinar, entre outros, têm sido debatidos como estratégias para o ensino do design (Heller and Talarico, 2011, pp. 82-85). Neste contexto, e enquanto docentes nas áreas do Desenho e do Design, importa-nos abordar as seguintes questões: - de que forma é possível enquadrar métodos do desenho ao ensino do design actual? - de que forma poderá o Desenho ser pensado enquanto prática interdisciplinar? - que contributos podem essas práticas trazer para o processo de ensino/aprendizagem? Com base nestas preocupações, desenvolveu-se um projecto interdisciplinar entre as unidades curriculares de Desenho e de Estética e Teoria do Design no Curso de Design Gráfico, na Instituição onde leccionamos. Neste artigo, apresentaremos os objectivos e o processo desenvolvido, assim como a análise e conclusões desta experiência pedagógica.
Prática pedagógica
Vol. 1: Guia das boas práticas de coordenação em matéria de segurança e de saúde: directiva 92/57/CEE relativa ás prescrições mínimas de segurança e de saúde a aplicar nos estaleiros temporários ou móveis. - 19 p.
Vol. 1: Guia das boas práticas de coordenação em matéria de segurança e de saúde: directiva 92/57/CEE relativa ás prescrições mínimas de segurança e de saúde a aplicar nos estaleiros temporários ou móveis. - 19 p.
Agricultura
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Supervisão e Avaliação Escolar.
Prática desportiva
Existe um consenso generalizado para uma utilização sistemática e regular das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) em contexto educativo. Apesar da existência de várias medidas, de investigações e de relatórios que apontam para a necessidade de uma utilização ‘rotineira’ das TIC, ainda não se pode afirmar que estas práticas já se encontram instituídas nas escolas portuguesas. Mais recentemente, tem-se assistido a uma proliferação de suportes digitais portáteis associados a cada vez mais espaços wireless que têm tornado as tecnologias digitais verdadeiramente ubíquas (ex: smartphones e tablets). Associado a este facto estamos na presença de cada vez um maior número de nativos digitais o que vem criar condições cada vez mais facilitadoras para a inclusão das TIC nas práticas educativas. Neste particular, no âmbito dos estágios profissionalizantes, veio criar-se uma ‘janela’ para que a formação inicial de professores, no âmbito da «Prática de Ensino Supervisionada», possa incluir projetos de intervenção através da utilização das TIC. Neste sentido, pretende-se com esta com este artigo realçar a oportunidade que neste momento é criada para que as TIC possam ganhar uma consistência e uma mais ampla utilização em contexto educativo ao estarem incluídas nos Relatórios de Estágio. Para o efeito, serão apresentados alguns exemplos práticos que podem comprovar o aparecimento de «um novo espaço» e de «uma nova oportunidade» para as TIC nas escolas portuguesas.
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Licenciado em Nutrição Humana e Qualidade Alimentar.
Disponível na Biblioteca da ESACB na cota C30-26144TFCEBA.
As teorias da educação não têm dado muita atenção aos fenómenos e às questões de prática pedagógica nos diversos contextos educativos, pois há uma falta de enquadramento nas estruturas ordenadas e coerentes e de fundamentação epistemológica, devido à complexidade, ao caos e à falta de um estatuto teórico mais adaptado a essas novas situações de prática pedagógica actuais. Desde a complexidade educativa haverá que reconstruir o conhecimento pedagógico, reconduzindo a aprendizagem dos alunos a novas práticas (aprendizagem de labirinto, aprendizagem interpretativa, aprendizagem criativa, autogestão educativa, investigação-acção, hipertexto, educação ambiental, etc.). O autor admite a possibilidade de novas teorizações sobre a educação (reconstrução das teorias da educação) ajustadas às características de educabilidade e da educação/formação dos novos públicos. O futuro estará no equilíbrio entre a escola real e a escola virtual, porque a complexidade é simultaneamente real e virtual, de modo que a escola hipertextual e criativa se transforme numa estrutura social baseada em redes, promotoras de inovação e criatividade nos alunos.
RA_2009 - Análise dos principais resultados
Boas práticas
Práticas educativas
Práticas educativas
Práticas esotericas
Práticas educativas
As transformações sociais, económicas, políticas e culturais associadas a outras características das sociedades pós industriais (hábitos sedentários, stress emocional, inactividade física...) e o nascimento de uma sociedade da informação que vive preponderantemente em meio urbano, provocaram uma grande mudança no dia-a-dia das pessoas. Estas transformações levam à necessidade de novas práticas por parte das populações. O presente artigo tem como principal objectivo, apontar novos caminhos no combate ao sedentarismo, procurando realçar os aspectos positivos das actividades físicas em ambiente natural, principalmente para as crianças e jovens.
Relatório do trabalho de fim de curso de Nutrição Humana e Qualidade Alimentar apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
Relatório do trabalho de fim de curso de Engenharia Biológica e Alimentar apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
Relatório do Trabalho de Fim de Curso de Engenharia das Ciências Agrárias – Ramo Animal.
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Licenciado em Engenharia Biológica e Alimentar.
Dissertação apresentada ao Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Intervenção Social Escolar.
Dissertação apresentada ao Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Intervenção Social Escolar.
Relatório Final de Estágio apresentado ao Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre no Ensino da Educação Musical
Guia de práticas clínicas
A investigação que deu origem à dissertação apresentada tomou como base a relevância da Reforma Curricular já iniciada, mas também dificuldades previsíveis na sua implementação. A pesquisa teórica realizada sugere dificuldades de implementação nos Estádios da Formação Inicial, ao nível do 1º Ciclo do Ensino Básico, de uma Prática Pedagógica de Ciências da Natureza congruente com os Princípios Orientadores da Reforma Curricular. A ideia decorrente é que a prática pedagógica realmente desenvolvida pelos professores estagiários nas escolas não está globalmente de acordo com o Quadro preconizado. Estará o perfil de Práticas Pedagógicas, desenvolvidas pelos Estagiários, relacionado com alguns aspectos, como sejam a preparação anterior do Estagiário na área das Ciências, as suas experiências durante o curso de formação de Professores, as suas representações sobre o ensino e a aprendizagem, a influência de um modelo de Professor do ensino primário que lhe é transmitido no Estágio Pedagógico ou que possui e não modificou durante o Curso de formação
Em Portugal, existem duas entidades públicas responsáveis pela regulação e estabelecimento da protecção da Propriedade Intelectual: a Inspecção Geral das Actividades Culturais (IGAC) referente ao Direito de Autor e o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), destinado à Propriedade Industrial. Por existir um verdadeiro desconhecimento por parte dos designers sobre o tema, o objectivo central do presente artigo, consiste na apresentação dos resultados obtidos com o Inquérito realizado em 2011, junto de designers activos em Portugal e de forma a identificar quais os reais problemas vivenciados pelos profissionais portugueses quanto à protecção de criações de design e de que forma a obra de design é definida e caracterizada do ponto de vista de quem a projecta e cria. Por se terem obtido respostas díspares no que concerne aos domínios de definição das suas criações e delineamento de fronteiras entre as outras áreas, os resultados proporcionam orientações para futuras pesquisas teóricas e práticas.
Relatório do Trabalho de Fim de Curso de Enfermagem Veterinária. Obteve a classificação de 16 valores.
Objetivo: conhecer a opinião das crianças sobre o envolvimento parental. Metodologia: A amostra é constituída por 203 crianças praticantes de futebol, entre os escalões de infantis e iniciados. O instrumento utilizado foi o questionário adaptado do “Parental Involvement Sport Questionnaire” de Lee e Mclean (1997). Resultados: Na opinião das crianças há um grande envolvimento dos mesmos na prática desportiva dos filhos. Conclusões: estudo demonstrou que há diferenças na influência e intervenção e no incentivo e preocupação dos pais na prática desportiva dos filhos, entre os infantis e iniciados. Há também diferenças no incentivo e preocupação dos pais na prática desportiva dos filhos e no espírito desportivo, entre os pais que têm habilitações literárias altas e baixas. Há ainda diferenças na influência e intervenção dos pais na prática desportiva dos filhos e no incentivo e preocupação com essa prática, entre os pais com e sem prática desportiva.
Relatório do Trabalho de Fim de Curso em Engenharia das Ciências Agrárias e Ambiente – Ramo Agrícola apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco, do qual só está disponível o resumo.
Relatório de Estágio apresentado ao Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico.
Prática reflexiva
Prática laboratorial
Prática pedagógica
Dissertação apresentada ao Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Educação Especial – Domínio Cognitivo e Motor.
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Licenciado em Engenharia Biológica e Alimentar, do qual só está disponível o resumo.
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Supervisão e Avaliação Escolar.
Dissertação apresentada à Universidade de Nottingham como requisito parcial para a obtenção do grau de Master of Education in Supervision
Relatório do Trabalho de Fim de Curso em Engenharia Biológica e Alimentar apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco, do qual só está disponível o resumo.
O presente estudo teve como objectivos, conhecer as principais razões e influências que motivam as crianças a praticar actividade desportiva no clube, e saber, se essas razões e influências variam de acordo com a modalidade praticada e com o género. Conhecer também a opinião dos treinadores sobre os principais entraves à prática, e quais as mudanças a propor para aumentar o número de crianças a praticar actividade desportiva nos clubes. A amostra deste estudo é composta por 40 crianças com idades compreendidas entre os 7 e os 14 anos e por 4 treinadores. As modalidades onde foi recolhida a amostra foram: futebol, andebol, ténis e atletismo. A recolha dos dados foi efectuada com base num questionário aplicado individualmente a cada criança e a cada treinador. Após codificação, processamento e tratamento dos dados, concluímos que: O tempo de prática desportiva semanal das crianças nos clubes é diminuto. As principais razões para a prática estão ligadas à socialização, à saúde e à condição física. Quem mais influencia a prática desportiva são os amigos. As variáveis género e modalidade praticada não mostraram grandes diferenças. São vários os entraves à prática desportiva das crianças nos clubes na opinião dos treinadores, sendo apontados alguns aspectos importantes para atrair as crianças para a prática desportiva.
A presente investigação, realizada no âmbito da Prática de Ensino Supervisionada, teve como objetivo principal descrever e analisar a importância das TIC no processo de ensino e de aprendizagem, a partir da utilização do software educativo «Escola Virtual-3ºano». Tendo em consideração o facto da utilização das TIC no processo de ensino e de aprendizagem não ser ainda muito comum, pretendeu-se introduzir novas práticas e novas abordagens num contexto educativo frequentado pelos nativos digitais. A metodologia utilizada nesta investigação foi a pesquisa qualitativa, com uma abordagem mista, que integrou o estudo de caso e a investigação-ação, tendo sido aplicados questionários aos alunos, registo de observações das aulas e entrevistas aos professores do 1º CEB pertencentes ao agrupamento, com o objetivo de se proceder a uma posterior triangulação de dados. A análise de dados demonstrou que o uso do software educativo pode promover aprendizagens mais motivadoras, desafiantes e significativas, realçando também a importância do papel do professor como mediador. Foi possível verificar-se uma fácil e rápida adaptação na utilização do software educativo, em especial, por parte dos alunos que lhes permitiu um maior envolvimento nas atividades que foram implementadas. Um outro dado apurado, ao qual se confere um destaque especial, tem a ver com o facto da utilização de um software educativo possuir, quase sempre, um contexto mais lúdico. Tendo em conta os resultados de investigações (nacionais e internacionais) que referem o uso preferencial das TIC para jogar, a utilização da ‘Escola Virtual’, ao combinar o aspeto lúdico e o aspeto ‘curricular’ conseguiu que se facilitasse a concretização dos educativos previamente definidos.
Provas Públicas apresentadas à Escola Superior de Educação para concurso de acesso à categoria de Professor Coordenador para a área científica de Ciências da Educação – Teoria da formação e supervisão.
Projeto
Crise
Educaçäo física