Type

Data source

Date

Thumbnail

Search results

You search for relatório and 9,594 records were found.

Este documento constitui a primeira fase do processo de Avaliação Ambiental Estratégica (AAE), o Relatório de Factores Críticos para a Decisão (FCD) da AAE da proposta de Alteração do Plano de Pormenor (PP) da Zona Industrial de Açude Pinto. Segundo a alínea a) do n.º 1 do art. 3ª do D.L. n.º 232/2007 de 15 de Junho, que transpôs para a ordem jurídica interna as Directivas nºs 2001/42/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 27 de Junho, e 2003/35/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 26 de Maio, estão sujeitos a avaliação ambiental “os planos e programas para os sectores da agricultura, floresta, pescas, energia, indústria, transportes, gestão de resíduos, gestão das águas, telecomunicações, turismo, ordenamento urbano e rural ou utilização dos solos...”, onde se incluem os Planos Municipais de Ordenamento do Território (PMOTs) e respectivas revisões. É neste âmbito que se realiza a presente AAE. Para a sua elaboração foram seguidas as orientações do “Guia de Boas Práticas para a Avaliação Ambiental Estratégica – Orientações Metodológicas” da Agência Portuguesa do Ambiente (2007). De acordo com o referido Guia, no Relatório Ambiental serão identificadas as potencialidades do PMOT que possam contribuir para uma melhoria das condições ambientais e de sustentabilidade e pela identificação e prevenção de acções que possam causar impactes negativos. Esta primeira fase corresponde ao estabelecimento dos Factores Críticos para a Decisão e definição do contexto para Avaliação Ambiental Estratégica. O Relatório de Factores Críticos para a Decisão destina-se a estabelecer o alcance e o nível de pormenorização da informação a incluir no relatório final. Não é objectivo deste relatório realizar qualquer avaliação ambiental, mas sim identificar os factores críticos para a decisão, que permitirão avaliar, numa segunda fase, a sustentabilidade da proposta de Alteração do PP da Zona Industrial de Açude Pinto.
Relatório de Estágio e Projeto apresentado à Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco e à Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa para obtenção do Grau de Mestre em Design do Vestuário e Têxtil.
Relatório de Estágio e Projeto apresentado à Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco e à Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa para obtenção do Grau de Mestre em Design do Vestuário e Têxtil.
O presente documento constitui a primeira fase do processo de Avaliação Ambiental Estratégica (AAE), o Relatório de Factores Críticos para a Decisão (FCD) da AAE da proposta de Revisão do Plano Director Municipal (PDM) de Oleiros. Segundo a alínea a) do n.º 1 do art. 3ª do D.L. n.º 232/2007 de 15 de Junho, que transpôs para a ordem jurídica interna as Directivas nºs 2001/42/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 27 de Junho, e 2003/35/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 26 de Maio, estão sujeitos a avaliação ambiental “os planos e programas para os sectores da agricultura, floresta, pescas, energia, indústria, transportes, gestão de resíduos, gestão das águas, telecomunicações, turismo, ordenamento urbano e rural ou utilização dos solos...”, onde se incluem os Planos Municipais de Ordenamento do Território (PMOTs) e respectivas revisões. É neste âmbito que se realiza a presente AAE. Para a sua elaboração foram seguidas as orientações do “Guia de Boas Práticas para a Avaliação Ambiental Estratégica – Orientações Metodológicas” da Agência Portuguesa do Ambiente (2007). De acordo com o referido Guia, no Relatório Ambiental serão identificadas as potencialidades do PMOT que possam contribuir para uma melhoria das condições ambientais e de sustentabilidade e pela identificação e prevenção de acções que possam causar impactes negativos. Esta primeira fase corresponde ao estabelecimento dos Factores Críticos para a Decisão e definição do contexto para Avaliação Ambiental Estratégica. O Relatório de Factores Críticos para a Decisão destina-se a estabelecer o alcance e o nível de pormenorização da informação a incluir no relatório final. Não é objectivo deste relatório realizar qualquer avaliação ambiental, mas sim identificar os factores críticos para a decisão, que permitirão avaliar, numa segunda fase, a sustentabilidade da proposta de Revisão do PDM de Oleiros.
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Design do Vestuário e Têxtil.
Relatório de Estágio e Projeto apresentado à Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco e à Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa para obtenção do Grau de Mestre em Design do Vestuário e Têxtil.
Relatório de Estágio e Projeto apresentado à Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco e à Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa para obtenção do Grau de Mestre em Design do Vestuário e Têxtil.
Relatório de estágio apresentado ao Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico.
Documentaçäo e informaçäo
Documentaçäo e informaçäo
Documentaçäo e informaçäo
Irrigaçäo
Irrigaçäo
Fertilizaçäo
Fertilizaçäo
Fertilizaçäo
Documentaçäo e informaçäo
Documentaçäo e informaçäo
O relatório apresenta os trabalhos desenvolvidos no âmbito do Projeto POCI/AGR/59180/2004 entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2007. O relatório organiza-se pela descrição das seguintes tarefas: T1 – Selecção das áreas de estudo; T2 – Caracterização agro-florestal; T3 – Caracterização de cinzas e testes laboratoriais de combustão; T4 – Modelação do ciclo hidrológico e caracterização da qualidade da água; T5 – Coordenação e integração.
Este documento constitui a primeira fase do processo de Avaliação Ambiental Estratégica (AAE), o Relatório de Factores Críticos para a Decisão (FCD) da AAE da proposta de Revisão do Plano Director Municipal (PDM) de Vila de Rei. Segundo a alínea a) do n.º 1 do art.º 3.ª do D.L. n.º 232/2007 de 15 de Junho, que transpôs para a ordem jurídica interna as Directivas n.º 2001/42/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 27 de Junho, e n.º 2003/35/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 26 de Maio, estão sujeitos a avaliação ambiental “os planos e programas para os sectores da agricultura, floresta, pescas, energia, indústria, transportes, gestão de resíduos, gestão das águas, telecomunicações, turismo, ordenamento urbano e rural ou utilização dos solos...”, onde se incluem os Planos Municipais de Ordenamento do Território (PMOT) e respectivas revisões. É neste âmbito que se realiza a presente AAE. Para a sua elaboração foram seguidas as orientações do “Guia de Boas Práticas para a Avaliação Ambiental Estratégica – Orientações Metodológicas” da Agência Portuguesa do Ambiente (2007). De acordo com o referido Guia, no Relatório Ambiental serão identificadas as potencialidades do PMOT que possam contribuir para uma melhoria das condições ambientais e de sustentabilidade e pela identificação e prevenção de acções que possam causar impactes negativos. Esta primeira fase corresponde ao estabelecimento dos Factores Críticos para a Decisão e definição do contexto para Avaliação Ambiental Estratégica. O Relatório de Factores Críticos para a Decisão destina-se a estabelecer o alcance e o nível de pormenorização da informação a incluir no relatório final. Não é objectivo deste relatório realizar qualquer avaliação ambiental, mas sim identificar os factores críticos para a decisão, que permitirão avaliar, numa segunda fase, a sustentabilidade da proposta de Revisão do PDM de Vila de Rei.
Relatório de prática clínica apresentado à Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de mestre em Cuidados Paliativos
Relatório de prática clínica apresentado à Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de mestre em Cuidados Paliativos
O relatório apresenta os trabalhos desenvolvidos no âmbito do Projecto desde a data do seu início, em 1 de Maio de 2005, até 31 de Dezembro de 2005, num total de 8 meses de decurso do Projecto. O relatório organiza-se pela descrição das seguintes tarefas a desenvolver: T1 – Selecção das áreas de estudo; T2 – Caracterização agro-florestal; T3 – Caracterização de cinzas e testes laboratoriais de combustão; T4 – Modelação do ciclo hidrológico e caracterização da qualidade da água; T5 – Coordenação e integração.
Dissertação de Mestrado em Design de Interiores apresentado à Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco e à Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa para obtenção do Grau de Mestre em Design de Interiores.
Dissertação de Mestrado em Design de Interiores apresentado à Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco e à Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa para obtenção do Grau de Mestre em Design de Interiores.
Documentaçäo e informaçäo
Produção vegetal
descrição baseada em: 1997
Descriçäo baseada em: (1992)-
Descrição baseada em: (Jan./Mar. 2000)-
Descrição baseada em: (1998)
Descrição baseada em: (1995)
Proveniente do fundo do ex-CDE existente no IPCB
Descrição baseada em: (2003)
Descrição baseada em: (1992)
Descrição baseada em: 1992
Descrição baseada em: (1994)
Descrição baseada em: (1998)
Documentaçäo e informaçäo
Descrição baseada em: (Jan./Mar. 2000)-
Descrição baseada em: (1998)
Descrição baseada em: (1995)
Proveniente do fundo do ex-CDE existente no IPCB
Descrição baseada em: (2003)
Descrição baseada em: (1992)
Descrição baseada em: (1994)
Descrição baseada em: (1998)
Documentaçäo e informaçäo
Descrição baseada em: (Jan./Mar. 2000)-
Descrição baseada em: (1998)
Descrição baseada em: (1995)
Proveniente do fundo do ex-CDE existente no IPCB
Descrição baseada em: (2003)
Descrição baseada em: (1994)
Descrição baseada em: (1992)
Descrição baseada em: (1998)
Existe um consenso generalizado para uma utilização sistemática e regular das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) em contexto educativo. Apesar da existência de várias medidas, de investigações e de relatórios que apontam para a necessidade de uma utilização ‘rotineira’ das TIC, ainda não se pode afirmar que estas práticas já se encontram instituídas nas escolas portuguesas. Mais recentemente, tem-se assistido a uma proliferação de suportes digitais portáteis associados a cada vez mais espaços wireless que têm tornado as tecnologias digitais verdadeiramente ubíquas (ex: smartphones e tablets). Associado a este facto estamos na presença de cada vez um maior número de nativos digitais o que vem criar condições cada vez mais facilitadoras para a inclusão das TIC nas práticas educativas. Neste particular, no âmbito dos estágios profissionalizantes, veio criar-se uma ‘janela’ para que a formação inicial de professores, no âmbito da «Prática de Ensino Supervisionada», possa incluir projetos de intervenção através da utilização das TIC. Neste sentido, pretende-se com esta com este artigo realçar a oportunidade que neste momento é criada para que as TIC possam ganhar uma consistência e uma mais ampla utilização em contexto educativo ao estarem incluídas nos Relatórios de Estágio. Para o efeito, serão apresentados alguns exemplos práticos que podem comprovar o aparecimento de «um novo espaço» e de «uma nova oportunidade» para as TIC nas escolas portuguesas.
Elaboraçäo de relatórios
O presente documento constitui o Relatório Ambiental da proposta de Revisão do Plano Diretor Municipal (PDM) de Oleiros e foi elaborado de acordo com o disposto no Decreto-Lei n.º 316/2007, de 19 de Setembro e no Decreto-Lei n.º 232/2007, de 15 de Junho. Segundo a alínea a) do n.º 1 do art. 3.ª do D.L. n.º 232/2007 de 15 de Junho, que transpôs para a ordem jurídica interna as Directivas n.os 2001/42/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 27 de Junho, e 2003/35/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 26 de Maio, estão sujeitos a avaliação ambiental “os planos e programas para os sectores da agricultura, floresta, pescas, energia, indústria, transportes, gestão de resíduos, gestão das águas, telecomunicações, turismo, ordenamento urbano e rural ou utilização dos solos...”, onde se incluem os Planos Municipais de Ordenamento do Território (PMOT) e respetivas revisões. É neste âmbito que se realiza a presente Avaliação Ambiental Estratégica. Para a sua elaboração foram seguidas as orientações do “Guia de Boas Práticas para a Avaliação Ambiental Estratégica – Orientações Metodológicas” da Agência Portuguesa do Ambiente (2007). De acordo com o referido Guia, no Relatório Ambiental serão identificadas as potencialidades do PMOT que possam contribuir para uma melhoria das condições ambientais e de sustentabilidade e pela identificação e prevenção de ações que possam causar impactes negativos.
Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Ensino de Música – Instrumento e Música de Conjunto.
Dissertação apresentada ao Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico.
Relatório do Trabalho de Fim de Curso em Design de Comunicação e Produção Audiovisual apresentado à Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
Relatório de Estágio Profissional apresentado à Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Ensino de Música, variante de Instrumento e Música de Conjunto.
O presente relatório reflete a prática de ensino desenvolvida no âmbito da unidade curricular de Prática de Ensino Supervisionada, realizada na Academia d’Artes de Cinfães no ano letivo de 2014/2015, assim como o trabalho de investigação desenvolvido no âmbito da unidade curricular de Projeto de Ensino Artístico do Mestrado em Ensino de Música. Na primeira parte foi realizada uma caracterização da escola e dos alunos e apresentadas algumas das planificações e relatórios de aula, bem como uma reflexão crítica das experiências de ensino/aprendizagem desenvolvidas ao longo da Prática de Ensino Supervisionada e suas implicações para a minha prática profissional. Tendo como base os inúmeros estudos desenvolvidos que demonstram a importância da motivação para a aprendizagem e para o sucesso escolar dos alunos, na segunda parte do relatório é apresentado o estudo de investigação intitulado Motivação na Aprendizagem do Violino, que procura investigar, através da opinião de alunos, professores e pais/encarregados de educação, se a motivação assume um papel importante na aprendizagem de um instrumento musical, nomeadamente o violino. Quem são os principais responsáveis pela ativação da motivação? O aluno? Os professores? Os pais? Todos? Os dados recolhidos neste relatório final mostram que só uma boa relação entre estes três agentes educativos (alunos, professores e pais), nomeadamente o acompanhamento/supervisão e a orientação apoiante e estimulante dos diferentes intervenientes, potencia a motivação e a aprendizagem dos alunos. Os resultados dos inquéritos aos intervenientes permitem evidenciar que a motivação é essencial no processo de aprendizagem do Violino, traduzindo-se num melhor desempenho, maior interesse e dedicação e, consequentemente, numa aprendizagem de sucesso.
Documentaçäo e informaçäo
Pragas das plantas
Produçäo vegetal
Produçäo animal
Produçäo animal
Produçäo vegetal
Produçäo animal
Produçäo animal
Alimentaçäo animal
Produçäo animal
Produçäo animal
Documentaçäo e informaçäo